Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

O Sistema no seu máximo esplendor!

Dizia eu, há poucos dias atrás e volta a reafirmar:
Este sujeito, sulista e sportinguista, anda a cozinhar o título para o seu clube...

Escolhe-os a dedo ... uns validam golos em fora-de-jogo e outros "invalidam" penaltis e perdoam faltas e amarelos e vermelhos aos adversários do Porto, porque o objectivo desta época é levar o sporting ao colo. Ontem, em Vila do Conde, este Sr. Proença, lisboeta de coração e nascimento, conseguiu "equilibrar" as coisas a favor das suas cores...

Agora lá vamos levar com o palhaço abaixo, que por inúmeras vezes já prejudicou o Porto precisamente em jogos com o sporting de lisboa...

Momento Musical


Leonard Cohen -- Dance me to the end of love

Carros e Mulheres não se partilham; vai uma cerveja?

Parabéns GOOGLE


O nome Google foi escolhido devido a expressão googol, que representa o número 1 seguido de 100 zeros, para demonstrar assim a imensidão da Web.

A expressão googol surgiu de um fato um tanto curioso. O matemático Edward Kasner questionou o seu sobrinho de 8 anos sobre a forma como ele descreveria um número grande - um número realmente grande: o maior número que ele imaginasse. O pequeno Milton Sirotta emitiu um som de resposta que Kasner traduziu por "googol". Mais tarde, Kasner definiu um número ainda maior: o googolplex.

Segundo o documentário do Biography Channel sobre os criadores do Google, quando o primeiro investidor da empresa passou um cheque de 100 mil dólares perguntou a que ordem o devia passar. Brin e Page disseram que estavam a pensar dar o nome de "Googol" à empresa, mas o empresário, possivelmente por ignorância, escreveu "Google", obrigando, assim, a que a empresa tivesse este nome.

Multibanco no seu melhor


Uma cena do jogo dos mouros da 2ª circular


AMOR

Um homem bastante idoso procurou o centro de saúde para lhe fazerem um curativo que tinha na sua mão, dizendo que tinha muita pressa porque estava atrasado para um compromisso. Enquanto o tratava, o médico perguntou o motivo de tanta pressa e ele respondeu que precisava de ir a um lar tomar o pequeno almoço com a sua mulher que estava internada lá há bastante tempo. A sua mulher sofria de "Alzheimer" em estado bastante avançado.
Enquanto terminava o curativo, o médico perguntou-lhe se ela não ficaria assustada pelo facto de ele estar atrasado.
-" Não, disse ele. Ela já não sabe quem eu sou há quase cinco anos, ela nem me reconhece"...
Intrigado o médico pergunta:
-" Mas se ela já não sabe quem o senhor é, porque tem necessidade de estar com ela todas as manhãs?"
O velho sorriu, deu uma palmadinha na mão do médico e disse:
-" É verdade... ela não sabe quem eu sou mas, eu sei muito bem quem ela é..."
Enquanto o velhinho saía apressado, o jovem médico sorria e pensava:
"Esta é a qualidade de Amor que eu gostaria para a minha vida."
O amor não se reduz ao físico ao romântico.....
O amor verdadeiro é a aceitação.... de tudo o que o outro é.... de tudo o que o outro foi... do que será... do que já não é...
Como aquele idoso que também todos nós possamos dar e receber um AMOR assim!

Momento Musical

Silent Lucidity

Indignação Nortista

António regressava a Portugal num avião da TAP atrasado, claro. O seu destino era o Porto mas teve de aterrar em Lisboa: política da companhia pública. Após desembarcarem, cerca de 50 pessoas foram informadas que já não havia voo para o Porto.

Mas a TAP, generosa, tinha aprontado um transfer, ou seja, uma camioneta para levar os infelizes estrada acima.

“E as malas?“, perguntou António. A questão foi recebida com surpresa pela menina de serviço – “vão depois buscá-las aos perdidos e achados“. Indiferente aos protestos, a menina virou as costas.

Mas um segurança, que tinha presenciado tudo, disse para verem os tapetes rolantes das bagagens: e lá andavam estas, pacatamente.

São ofensas assim que explicam a urgência de mudar muita coisa na TAP e na ANA.

(retirado do Magnífico BLASFÉMIAS)

Campanha da DECO

Sábado sem abastecer para lutar contra preços elevados dos combustíveis!!
(mais aqui)"

Portugal no seu melhor (II)

Making waves: UK firm harnesses power of the sea ... in Portugal

Lisbon is keener on the sea-snake than the country in which it was invented.
This week the red snake-like devices were inaugurated as part of the world's first commercial-scale wave power station, three miles from the coast of the northern Portuguese town of Aguçadoura. The project, which will generate clean electricity for more than 1,000 family homes in its first phase, marks the latest step in Portugal's moves to become a leader in developing renewable energy sources, using technology developed in Britain. The Portuguese are also investing heavily in other renewable technologies. They are already spending £250m on more than 2,500 solar photovoltaic panels to build the world's largest solar farm near the small town of Moura in eastern Portugal. It will have twice the collecting area of London's Hyde Park and supply 45MW of electricity each year, enough to power 30,000 homes.In the past three years, Portugal has also trebled its hydroelectric capacity and quadrupled its wind power sources - northern Portugal has the world's biggest wind farm, with more than 130 turbines and a factory that builds the 40-metre-long blades.Pinho wants the country to rival Denmark or Japan in its commitment to developing renewables industries and predicts his country will generate 31% of all its power from clean sources by 2020, compared with Britain's target of 15%. The Portuguese target means increasing the generation of electricity from renewable sources from 20% in 2005 to 60% in 2020.
The Guardian

Esta tecnologia foi criada e desenvolvida numa companhia do Reino Unido (em Edimburgo), mas agora e em Portugal é que ela está a ser utilizada, e pela primeira vez no Mundo. E os bifes estao cheios de inveja por verem as “suas” coisas serem bem utilizadas noutro país, enquanto no seu ninguém parece, por agora, muito interessado em usa-las. Portugal, que quer tornar-se “a leader in developing renewable energy sourcesJ, segundo a notícia, começa a apostar na energia das ondas.

Vale a pena seguir o link para ver o video a explicar como funcionam estas “cobras”.

Portugal no seu melhor (I)

Prémio internacional para investigador português



O biólogo português Miguel Ramalho-Santos acaba de ganhar o Prémio de Novo Inovador, atribuído pelo National Institutes of Health, dos Estados Unidos, no valor de 1,5 milhões de dólares, disse esta quarta-feira fonte da Universidade de Coimbra, noticia a Lusa.
O prémio destina-se a apoiar, durante os próximos cinco anos, a investigação em células estaminais embrionárias desenvolvida por Miguel Ramalho-Santos, no laboratório que dirige, nos Estados Unidos.
Actualmente, Miguel Ramalho-Santos é docente da Faculdade de Medicina da Universidade da Califórnia, em San Francisco, Estados Unidos, sendo professor assistente no Instituto de Medicina da Regeneração.
A sua investigação centra-se no controlo e função das células estaminais embrionárias, com implicações para a biologia, medicina regenerativa e cancro, adiantou à Agência Lusa fonte do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra.
Os seus trabalhos têm sido publicados em várias revistas científicas de referência na área, nomeadamente a «Cell Stem Cell» e a «Gene Therapy».
Miguel Ramalho-Santos licenciou-se em Biologia na Universidade de Coimbra e doutorou-se na Universidade de Harvard. É filho do sociólogo Boaventura Sousa Santos e da investigadora e docente da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra Maria Irene Ramalho.
Com o mesmo prémio foram distinguidos mais 30 jovens investigadores a trabalhar em universidades norte-americanas.

Mil ideias via Google



Google dá 10 milhões de dólares às melhores ideias para ajudar o mundo
Se tem uma ideia para ajudar o mundo mas não o dinheiro para pô-la em prática, envie-a à Google
A Google anunciou quarta-feira um concurso com um prémio de 10 milhões de dólares para recompensar os projectos que melhorem a vida de um maior número de pessoas, por ocasião dos 10 anos do gigante da Internet.
Se tem uma ideia para ajudar o mundo mas não o dinheiro para pô-la em prática, envie-a à Google que anunciou a iniciativa «10 to the 100th», destinada a escolher as cem melhores ideias entre internautas de todo o mundo e repartirá 10 milhões de dólares para as tornar realidade.
Quem tiver uma ideia que acredite possa ajudar um grande número de pessoas pode enviá-la ao motor de busca, depois preencher um formulário simples na web.
http://www.project10tothe100.com/ antes de 20 de Outubro próximo. (Notícia)

Novas da auto designada Religião da Paz

Casar aos 6 anos



Escolas de teólogo que autorizava casamentos de crianças foram encerradas
Idade mínima obrigatória para uma mulher poder casar em Marrocos é 18 anos, mas nestas escolas, chegam a casar com apenas 6 anos.

As autoridades marroquinas fecharam as escolas islâmicas de Mohamed Magraoui, teólogo que autorizava o casamento de meninas de 9 anos, indicou fonte ligado ao processo em Rabat, capital de Marrocos.
«A partir de sexta-feira, as autoridades vão também encerrar todos os sítios na Internet de Mohamed Maghraoui, bem como a sede da sua associação», concluiu a mesma fonte.
Desde 2003, que jovens com idades entre os 6 e os 16 anos pertencentes à escola religiosa de Maghraoui casam. Porém, a idade mínima obrigatória para uma mulher poder casar em Marrocos é, desde 2004, de 18 anos.
Maghraoui considera que «meninas de 9 anos são tão capazes de casar como as que têm 20 anos», posição que tem gerado bastante desconforto no seio das autoridades e imprensa marroquina.
(Notícia)

Não pode ser! Então e as acções da morgadinha...

As instituições públicas portuguesas são hoje mais corruptas do que eram há um ano, conclui o estudo realizado pela Transparency International (mais aqui)"

A nova imagem do banca nacional

Humildade precisa-se...

"Depende do FC Porto a continuação do jogador."
"Espero que ele mantenha o nível da época passada”, concluiu Hidalgo, empresário de Lisandro Lopez face à proposta do FCPorto para renovação do contrato daquele.
Já agora, um pouco de humildade e ... de desempenho (golos)

O jogo da mouraria já está viciado antes de começar...

A coisa foi de tal modo flagrante, que até Rui Santos escreveu o seguinte na sua coluna de opinião no sulista Record:
«No último encontro da 3.ª jornada, (...) Bruno Paixão e o seu auxiliar ignoraram duas agressões protagonizadas por Maxi Pereira e Nuno Gomes, cuja omissão representa um grave atropelamento às regras do jogo»

Momento Musical

In Memory of Richard Wright (1943-2008

Turismo do Porto e Norte de Portugal

Estatutos da entidade regional de turismo do Porto e Norte de Portugal, que adopta a denominação Turismo do Porto e Norte de Portugal.

Norte de Portugal-Galiza: Euro-Região - o início

Jorge Maia - O silêncio dos inocentes

O FC Porto faltou à primeira parte do jogo com o Rio Ave. É um facto. Os tricampeões nacionais chegaram com 45 minutos de atraso ao jogo e nunca mais o conseguiram apanhar. É a mais pura verdade e apenas se podem queixar de si próprios por isso. Se tivessem chegado mais cedo, podiam até não ter ganho, mas sempre se podiam queixar de outras coisas. Das arbitragens, por exemplo. Não só da arbitragem do jogo com o Rio Ave, que fechou os olhos a uma grande penalidade que favoreceria os portistas, mas das outras também. Da arbitragem do Paços de Ferreira-Benfica, onde segundo os especialistas, Nuno Gomes e Maxi Pereira deviam ter sido expulsos, mas também da do Sporting-Belenenses, onde o primeiro golo foi antecedido de fora-de-jogo. Mas o FC Porto chegou tarde ao jogo de Vila do Conde e apenas se pode queixar de si próprio. Se não fosse por isso, seria inevitável perceber nesta jornada os reflexos do Apito Dourado no (des)equilíbrio de forças do futebol português. (no JOGO)

TAS, em bom inglês

Na imprensa moura e pela voz de alguns idiotas opinadoras existem muitas no que respeita ao teor das decisões do TAS relativamente ao processo do FCPorto. Aqui ficam as transcrições do original, para esclarecer essas mentes doentias:

a) colocando realmente em causa as decisões da CD da LPF e do CJ da FPF:

b) colocando realmente em causa a alínea d) do artigo 1.04 :

c) ilibando realmente o FC Porto:

MST - FC Porto: em construção ou em desconstrução?

‘Nortada' do Miguel Sousa Tavares

Depois da vitória sobre o Fenerbahçe, quarta-feira passada, Jesualdo Ferreira queixou-se dos assobios escutados no Dragão, explicando aos sócios do FC Porto que havia que ser mais compreensivo com uma equipa «em construção», que entrou em jogo com cinco estreantes em competições europeias. Realmente, faz alguma confusão escutar os assobios quando se está a ganhar por 2-1 um jogo tão importante e quando já se tinha regalado o público com uns vinte minutos iniciais de fino futebol. O que aconteceu então, para os assobios?

Aconteceu, primeiro, que o público do Dragão se tornou, com o passar dos anos e das vitórias, no mais exigente público de futebol em Portugal. Ali, não nos basta ganhar, porque ganhar, felizmente, é coisa a que estamos bem habituados. Queremos também ver empenho nos jogadores, coragem nos treinadores e futebol que compense a ida ao estádio. É essa uma das características que, hoje em dia, mais nos distingue dos rivais lisboetas e, embora tal possa ser por vezes difícil de aceitar para a equipa, não deixa de ser motivo de orgulho para os portistas: no Dragão, não nos rebaixamos a contestar a arbitragem logo aos três minutos de jogo, como ainda recentemente sucedeu no Benfica-Porto; não queremos ver a equipa ganhar de qualquer maneira, mesmo jogando mal; não desprezamos os adversários e sabemos que, quando não se corre e não se joga bem, não adianta estar a culpar a arbitragem ou o sistema pelos desaires. Tomemos o exemplo de anteontem em Vila do Conde: se o árbitro tivesse marcado, como devia, aquele penalty a dez minutos do fim, teríamos ganho o jogo. Mas não foi por isso que não ganhámos, foi porque a equipa e o treinador só acordaram para a necessidade de ganhar quando já era tarde.

A segunda razão para os assobios no jogo contra o Fenerbahçe é conjuntural. Jesualdo diz que a equipa está em construção, mas o que se viu, passados os brilhantes vinte minutos iniciais, culminados com aquele golo displicentemente desperdiçado por Lisandro López, foi antes uma equipa em desconstrução. Circunstancialmente, os assobios irromperam, e de impaciência, à vigésima vez que o Mariano González estragou uma jogada, mas, no fundo, no fundo, os assobios eram… para Jesualdo Ferreira, ele próprio. Ainda não digerimos mais uma derrota com o Sporting, onde Jesualdo acumulou erros visíveis a olho nu; ainda não digerimos uma vitória tão fácil desperdiçada na Luz; e, contra o Fenerbahçe, o que o público sentiu foi que outra vitória perfeitamente ao alcance tinha passado a correr o risco de se esfumar — como esteve quase a acontecer quando o Helton, para não variar, deixou que a bola sobrevoasse duas vezes a sua zona de intervenção obrigatória, na primeira vez falhando a intercepção e sendo salvo pelo Rolando, e, na segunda vez, ficando pregado à baliza a ver o Guinze falhar o cabeceamento a dois metros da linha de golo.

A desconstrução desta equipa que no ano passado ganhou o campeonato em atitude de passeio, começou, é verdade, na SAD: a saída do Paulo Assunção destroçou a solidez do meio-campo; as saídas do Bosingwa e de Quaresma desfizeram um flanco inteiro e, no caso do saudoso nº 7, tal como eu previ, reduziu a capacidade ofensiva da equipa a menos de metade. Mas Jesualdo também ajudou, e muito, os problemas actuais:

— continuou convencido de que Helton dá garantias suficientes de tranquilidade e segurança e o que sucede é exactamente o contrário - é ele o grande destabilizador dos centrais e o factor primeiro de insegurança defensiva;

— adepto, e bem, do 4x3x3, viu sair o Quaresma e, mesmo assim, despachou uma série de extremos que muito jeito lhe poderiam dar: o Vieirinha, o Alan, o Pittbull, o Hélder Barbosa;

— coleccionou, nos últimos dois anos, uma quantidade infindável de trincos, nenhum dos quais oferece um mínimo de garantias, o que faz com que, de facto, só haja um trinco capaz e adaptado, que é o Raul Meireles;

— só que o Raul Meireles faz falta como médio de ataque porque, além dele, Jesualdo só tem o Lucho - de quem depende, neste momento, toda a capacidade ofensiva da equipa. Entretanto, deitou fora o Leandro Lima, o Luis Aguiar, o Ibson, o Diogo Valente. A solução poderia passar pelo recuo do Cristian Rodriguéz para médio - até porque a extremo tem sido uma decepção -,mas então, adeus 4x3x3;

— e, enfim chegamos à razão mais evidente para os assobios, eu diria mesmo gritante: a inexplicável insistência de Jesualdo Ferreira em Mariano González. Contra o Fenerbahçe (que eu vi atentamente e de bloco notas na mão), a primeira vez que se deu pelo Mariano em jogo foi aos 41 minutos, quando rasteirou um adversário. Durante toda a primeira parte, ele não fez uma finta, um passe de qualidade, um cruzamento, uma desmarcação ou até uma intercepção: repetiu a dose contra o Rio Ave e, como Jesualdo poderá constatar revendo os vídeos, é um jogador que, depois de perder a bola (o que acontece quase sempre que a recebe) fica parado no mesmo sítio. Aos 51 minutos do jogo contra os turcos, o Mariano, após um ressalto feliz, ficou isolado perante o guarda-redes: a forma como rematou aquela bola, seria suficiente, se mais não houvesse no seu registo, para mostrar à exuberância que ele tem limitações técnicas que são inadmissíveis num jogador de uma equipa supostamente de topo. Não há um adepto portista que não prefira ver o Candeias, ou o Tarik, mesmo em Ramadão, ou o Hulk, no lugar do Mariano. Só Jesualdo Ferreira persiste e persiste na sua teimosia, revelando um grau de proteccionismo a este jogador que, para mim, não encontra justificação… nem perdão.

É claro que quem percebe de futebol é Jesualdo, não sou eu. Mas tenho sobre ele uma vantagem, enquanto observador: há vinte anos que eu vejo todos, todos, os jogos do FC Porto. Olhando para um jogo como o de anteontem, em Vila do Conde, há uma coisa que eu já sei e que Jesualdo já podia saber, com a experiência que leva da equipa: estes são os jogos que mais facilmente se tornam difíceis para uma equipa como o FC Porto. Os jogadores vão mudando, os treinadores e os métodos também, mas há coisas que permanecem imutáveis: num campo pequeno, com equipas fechadas na defesa e um guarda-redes que vai de certeza fazer a exibição da época, uma equipa de ataque e de espaços, como o FC Porto é desde há muito, vai sofrer com a falta de terreno, de ar… e de tempo. Só há uma solução para evitar problemas e o desespero no final: é carregar desde o primeiro minuto, até chegar ao golo e obrigar, então, o adversário a abrir espaços, porque tem de tentar o empate. Ora, não sendo bruxo, aos 3 minutos do jogo de Vila do Conde, eu estava a mandar uma mensagem a um amigo portista: «Desconfio que isto vai correr mal!». E porquê? Porque bastou ver a atitude displicente, pouco empenhada, de quem acha que tem todo o tempo do mundo, com que alguns jogadores entraram em campo, para perceber que aquilo se poderia complicar, com duas bolas na trave, um penalty por marcar, etc.

Quando, dois pontos perdidos sem razão nem brio, Jesualdo Ferreira veio queixar-se da hora inteira de sonolência a que a equipa se tinha entregue, cabe perguntar se a responsabilidade não será, primeiro que tudo, dele próprio. Quem falhou a passar a mensagem de que aquilo era para tentar resolver a partir do minuto 1 e não do minuto 61? Quem demorou uma hora inteira a ver o Mariano entregar jogo aos adversários até finalmente reagir? Quem demorou uma hora inteira a perceber que precisava de flanquear o jogo e, para isso, precisava de flanqueadores como o Candeias?

Uma das coisas de que tenho saudades do génio trapalhão do António Oliveira é disto: com ele, bastavam os primeiros 15 ou 20 minutos em que as coisas não funcionavam, para ele começar a mexer na equipa. Porque, como cantava o Vandrei, «quem sabe, faz a hora; não espera acontecer». É verdade, verdadíssima, que a procissão ainda vai no adro e que nada é irreversível. Daqui a uns tempos, acredito que o FC Porto poderá estar de volta ao caminho certo. Mas, para isso, é preciso mudar o que está mal e pode ser mudado, e não ficar à espera que as coisas mudem por si mesmas.

Magalhães para todos? Sócrates continua a mentir!

Obrigado!

Adolfo Roque

Afinal, quem esse de Magalhães?

Ora bem:
1. Fernão de Magalhães não descobriu nada. Era um navegador que fez uma viagem à volta do mundo (editado: muito meritória, cheia de coragem, bem preparada e que demonstrou que podiamos fazer por mar uma viagem de volta ao mundo. Não é nada banal, é muito meritório e um excelente feito. Mas não é uma descoberta! E o actual "Magalhães" foi apresentado com um paralelo com os descobrimentos...).
2. Mais, na altura trabalhava para ESPANHA (o que é interessante, pois o "novo" computador com o seu nome é IGUAL ao classmate, nomeadamente à versão Espanhola (exactamente igual a menos de um autocolante)).
3. E ainda, o Fernão de Magalhães morreu antes de terminar a viagem.

Finanças e minorias étnicas...

O Federal Bureau Investigation (FBI) está a investigar quatro instituições financeiras atingidas pela crise, por eventual fraude.
A investigação, em fase preliminar, abrange as hipotecárias Fannie Mae e Freddie Mac, a seguradora AIG e o banco de investimento Lehman Brothers.
Com estas quatro instituições financeiras, aumenta para 26 o número de empresas na mira do FBI desde que começaram a surgir os abusos no negócio das hipotecas «subprime».
A investigação centrar-se-á não só no funcionamento destas instituições, como também nas decisões adoptadas pelos dirigentes (
Notícia). Aliás, era "engraçado" alargar a investigação aos democratas americanos, nomeadamente à administração Clinton. O que a "baracobamizada" imprensa americana está a esquecer é que a Fannie Mae e o Freddie Mac foram pressionados pela administração Clinton a baixar a fasquia do crédito para as minorias, negros e latinos, e que esta é uma das causas do subprime. A história da crise financeira actual ainda está, como se entende, por fazer, mas já é claro que a crise do subprime está na sua origem e na sua orogem está a mãozinha das ... minorias tão apreciadas pelos actuais democratas americanos... Esperemos pelo dia em que Clinton venha afirmar: “I never spoke to that institution, Fannie Mae”...

Momento Musical

Chopin

PRIMEIRAS CHUVAS

(...)

Eis o outono: cresce a prumo.

Anoitecidas águas

em febre em fúria em fogo

arrastam-me para o fundo.

(...)

Eugénio de Andrade

Não é por "nada", mas já cá andas há tempo demais...

Um treinador, o treinador do FC PORTO, não pode afirmar que não é importante estar em primeiro lugar no início do campeonato pelo menos até há 5ª, 6ª, 7ª ou 8ª jornada. O FCPorto tem que estar sempre em primeiro...

Apito Esverdeado (II)

Este sujeito, sulista e sportinguista, anda a cozinhar o título para o seu clube...

Escolhe-os a dedo ... uns validam golos em fora-de-jogo e outros "invalidam" penaltis e perdoam faltas e amarelos e vermelhos aos adversários do Porto, porque o objectivo desta época é levar o sporting ao colo. Ontem, em Vila do Conde, este Sr. Proença, lisboeta de coração e nascimento, conseguiu "equilibrar" as coisas a favor das suas cores...

proenca2.JPG

APITO ESVERDEADO

A QUE HORAS É O PENALTY?

Em dois jogos seguidos, a Comissão de Arbitragem da Liga, cujo Presidente, convém dizer com as letras todos, É SPORTINGUISTA !, escolheu árbitros simpáticos par apitar os jogos do Sporting ... e do Porto.
Braga roubado num penalty, Belenenses roubado num golo em fora-de-jogo e jogos resolvidos: duas vitórias para o Sporting!
Já o Porto, para não voltar a falar do jogo com os lampiões, hoje, em Vila do Conde viu um árbitro, PEDRO PROENÇA, de LISBOA!, que pretende subir na carreira. Resultado: às entradas duríssimas dos de Vila do Conde nada, uma falta de um Dragão, cartão amarelo. Já me esquecia: a cereja: pelo menos um vergonhoso penalty não assinalado....
Não vale a pena dizer que o Porto jogou assim ou assado. Todos podem ter jogos menos conseguidos, mas, num momento decisivo, eles, os árbitros olharão para o lado. Acredito que ESTE ANO, mais do que até agora, o Porto vai ser barbaramente roubado e o Sporting levado ao colo, como já se vê!
Já agora não se esqueçam: este ano, na Liga dos Campeões, só há entrada ao CAMPEÃO!

Chrome, by Google

Estou a gostar deste browser...

Bitaitadas (*)

Há uns meses atrás quando me solicitaram opinião sobre o que se designou chamar-se 'Apito Dourado' respondia eu metaforicamente que era uma espécie de ópera rock que daí a uns tempos seria encenada pelo talentoso La Féria no Teatro Rivoli. Depois à medida que a poeira assentava diluía-se o empolgamento do rock para se transformar no 'nonsense' da opereta bufa. Para os que culparam o FC Porto e o seu presidente, caiu-lhes em cima a tragédia da incompetência e do ridículo expondo-se inutilmente ao julgamento sábio da opinião pública. Tudo isto por causa de uma deliberação de um "tal" TAS que é uma espécie de um Supremo Tribunal do Desporto Europeu. Diga-se, que esta gente não brinca em serviço. O acórdão publicado ridiculariza, esmaga e desintegra toda a estrutura disciplinar e jurisdicional do futebol português: Federação e Liga. A própria UEFA de monsieur Platini não sai ilesa."Os 15 minutos de fama" do jovem docente Ricardo Costa, da Universidade de Coimbra, quando do alto da sua serena 'sabedoria' se pronunciou devem agora provocar-lhe insónias e pesadelos. Por outro lado, não compreendi como o Vitória de Guimarães se meteu nesta alhada, até porque o presidente, Emílio Macedo, é um homem sensato. Influência de maus conselhos ou perversas companhias? O Benfica, grande instituição e com prestígio mundial, o que é verdade, não atina, não elege ou não consegue um presidente de grande envergadura. Sacraliza ultimamente uns 'pataqueiros' com ou sem fortuna, que até causam pena quando falam. Saudades de Fernando Martins! No referente aos media de enaltecer os exclusivos publicados pelo 'porta-aviões' "Jornal de Notícias" e pelo "O Jogo". Autêntica notícia global. O "Correio da Manhã", dirigido pelo meu amigo Dr. Octávio Ribeiro, é infelizmente anti-portista. Em relação ao Professor Freitas do Amaral, mencionado por este jornal, apenas se pode concluir que deu um parecer sobre a validade das deliberações do Conselho de Justiça, mais nada. Pareceres, pede quem quer e quem paga. Primeira conclusão: a verdade é como o azeite, vem sempre ao de cima. Segunda e última conclusão: o presidente Pinto da Costa, do FC Porto, é e vai continuar a ser o mais qualificado gestor do mundo de clubes de futebol. Aqui é que está o cerne da inveja e da azia.
(*) Entrevista de Hernâni Gonçalves, no semenário lisboeta, centralista e anti-Dragão Expresso

Casamento entre pessoas do mesmo sexo

A esquerda (pois não haviam de ser eles, sempre eles...) quer legalizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo!
Hoje é isto, qualquer dia vão querer o casamento de pessoas com animais, de pessoas com máquinas, etc, etc..
Estes vermelhos nunca me enganaram...
(obs.: a vida de cada um é com cada um, mas agora casamento?!, francamente...)

Canibalismo no PSD

Com um governo apodrecido e um primeiro-ministro com tiques de ditador, que não sente o povo e as suas reais necessidades, que está a levar a cabo reformas movidas apenas pelos seus interesses e daqueles sabujos que os bajulam, um governo ultra-centrista e megalómano-lisboeta, sinceramente não percebo esta "gentinha" do PSD que profere estas frases:


««Não vou falar do PSD. Só falarei quando entender ser oportuno e nunca antes de Outubro de 2009», Junho 2008;


«Menezes admite recandidatura à presidência do PSD», Setembro 2008;


(o dito cujo tem por nome Menezes..., ha, e eu também não gosto de MFL - depois desta ter permitido que uns papeis do benfica tivessem valor suficiente para aquele clube evitar a descida de divisão...)

Um Livro

Tenho que confessar que este livro continua encalhado na minha estante. Vou tentar pela quarta vez a leitura desta obra de Susana Clarke...

Não só pelo tamanho dele, pois custa transportá-lo de um lado para o outro, (ou mesmo lê-lo na cama) -a vantagem é, pois, que ficamos com os músculos dos braços bastante desenvolvidos-, mas porque as primeiras páginas também não chegam para nos entusiasmar muito. São mesmo aborrecidas, enfadonhas mesmo... E depois a figurinha de Mr Christopher Drawlight! Torna-se óbvio que se trata de um personagem que vai causar muitas embrulhadas a Mr.Norrell ...
E as notas gigantescas do livro?!?! (Cfr. notas 4 e 5, capítulo 5). Será que eram necessárias? Ao fim e ao cabo só servem mesmo para nos cansar (os olhos e a mente), a não ser, pois, que mais para a frente tomem a sua importância na trama do livro.

Já agora, para quem estiver interessado o site JonathanStrange.com (site oficial do livro) tem um Reader's Guide, uma Short-Story relacionada com o livro e muitos mais "goodies", tais como downloads das várias capas, um PDF do jornal The Raven e uma introdução das personagens principais feita por eles mesmos (Jonathan Strange e Mr. Norrell).

Quem o diz é um lampião...

... de seu nome bruno carvalho, num blogue seboso, chamado novo benfica

Vamos aos factos.

O Benfica nos últimos 14 anos ganhou 1 campeonato.
O Benfica nos últimos 14 anos não foi a nenhuma final europeia.
O Benfica há 3 anos seguidos que nem em 2º lugar consegue ficar.

porque acontece tudo isto?

Se eu quisesse ser popular era fácil. Dizia simplesmente que o Porto é corrupto, tem comprado tudo e todos e por isso o Benfica não ganha.

Mas eu não acho que seja essa a explicação.

Vamos novamente a factos.

O Porto nos últimos 14 anos foi 10 vezes campeão.
O Porto nos últimos 14 anos foi campeão europeu.
O Porto nos últimos 14 anos ganhou a Taça Intercontinental
O Porto nos últimos 14 anos ganhou a Taça UEFA.

Vamos ver os jogadores vendidos pelo Porto nos últimos anos:

- Bosingwa (Chelsea) – 20 Milhões
- Quaresma (Inter de Milão) – 18,6 Milhões + Pelé
- Pepe (Real Madrid) - 30 Milhões
- Anderson (Manchester United) - 31,5 Milhões
- Seitaridis (Dínamo Moscovo) – 10 Milhões
- Ricardo Carvalho (Chelsea) - 30 Milhões
- Deco (Barcelona) - 15 Milhões + Quaresma
- Paulo Ferreira (Chelsea) - 20 Milhões
- Maniche (Dínamo Moscovo) – 16 Milhões
- Hélder Postiga (Tottenham) – 9 Milhões

O Porto com a transferência de apenas 10 jogadores encaixou mais de 200 milhões de euros, tendo vendido jogadores para clubes como o Chelsea, Real Madrid, Barcelona e Inter de Milão.

E o Benfica?

Nós vendemos o Simão ao Atlético de Madrid por 20 milhões e o Manuel Fernandes ao Everton por 18 milhões.


O Benfica não ganha porque tem piores equipas que o Porto. Custa dizer isto, mas é verdade.
Juro que não alterei uma palavra! (nem era preciso, he he he)

CORRUPÇÃO BENFIQUISTA NO FUTEBOL CONTINUA

Todos sabemos que vários processos relacionados com o Benfica e com corrupção e outras falcatruas foram entregues na Polícia Judiciária, na Federação e na Liga. O processo mais conhecido é aquele referido como Tu, Luis (Para ler e guardar). Todavia, até hoje, nem a magistrada-cujo-marido-é-funcionário-de-Veiga tão zelosa quanto ao ataque soez ao FCPorto e seu Presidente se dedicou a ler o dossier, nem mesmo apesar do taberneiro-mor da Liga ter dito que os mesmos processos estavam congelados, o certo é que nos arriscamos a ver a ASAE a tomar conta deles, de tão podres que já estão no congelador...
Entretanto os casos vão-se avolumado e agora, chegam-se a situações ridículas e contra a lei.
Vem isto a propósito da agressão ao árbitro assistente no último Benfica-Porto. Para além da vil acto de COACÇÃO (que levou o Boavista à Liga de Honra) que parece ninguém querer ver, temos o castigo: MULTA de 3.500€ !!!
A Comissão Disciplinar da Liga, ou devo dizer, os homens do benfica na Liga, (leia-se Ricardo Costa e quejandos) puniu o Benfica com uma multa de 3500 euros pelas duas agressões aos árbitros-assistentes no clássico com o F. C. Porto, passando por cima da Lei n.º 16/2004 que para os factos em causa impunha uma sanção de realização de jogo à porta fechada.
No acórdão em que justifica as penas impostas ao Benfica, a CD da Liga escreve que "não se verifica a prática das infracções disciplinares previstas e punidas, em especial, pelos artigos 138.º, 139.º, 143.º, n.º 2, 145, n.º 2 e 146.º, todos do Regulamento Disciplinar da Liga, que são sancionados com penas traduzidas, conforme os casos, em derrota no jogo, interdição do recinto desportivo ou realização de jogos à porta fechada (ilícitos e sanções que estão de acordo com o determinado na Lei n.º 16/2004, de 11 de Maio - Medidas preventivas e punitivas a adoptar em caso de manifestação de violência associadas ao desporto".
Assim, a Lei 16/2004, aprovada quando Hermínio Loureiro era secretário de Estado do Desporto, implica pena de jogo à porta fechada para o Benfica, mas a Liga não o aplica!!!
O artigo 37, sanções disciplinares por actos de violência, é claro quanto a isso, quando diz, no ponto 3, que a agressão a agentes desportivos (os árbitros assistentes são agentes desportivos, naturalmente) é punida com a realização de jogos à porta fechada. Isto no caso dessa agressão ou agressões não provocarem a interrupção ou cancelamento do jogo, pois nesse caso a pena seria sempre de interdição. Foi exactamente isso que aconteceu na Luz, agressão sem interrupção do jogo.
José Manuel Meirim, advogado especializado em Direito Desportivo, não tem dúvidas. "A decisão da CD da Liga viola a Lei 16/2004, que se sobrepõe aos regulamentos da Liga"!!! Para Meirim, no limite, esta falta pode levar "à suspensão da utilidade pública desportiva".
José Guilherme Aguiar, advogado e ex-director-executivo da Liga, acusa a CD de "despudor sem limites", porque "invoca uma lei que não cumpre" e promete "levar o caso ao Conselho Nacional do Desporto", órgão de que é conselheiro, ao mesmo tempo que lamenta que o procurador-geral da República, "que até é um ex--presidente do Conselho de Justiça da Federação, só se interesse por casos muito mediáticos, como o da reunião do Conselho de Justiça" e deixe "estas situações em claro".
Sem qualquer vergonha, a Comissão Disciplinar da Liga, presidida pelo Ricardo Costa, assalariado do benfica, diz que analisou a questão a fundo e tentou apurar até que ponto é razoável responsabilizar desportivamente os clubes pelos actos dos seus adeptos. Tendo concluído que o Regulamento Disciplinar da Liga traça uma fronteira clara, definindo que se uma invasão de campo tiver consequências graves para o jogo, o clube visado é punido com derrota, interdição do campo ou jogos à porta fechada. Se não tiveram resultado essas consequências, como foi o caso, aplicam-se as infracções de “agressão sem consequências” (artigo 148.º) e de “comportamento incorrecto do público” (artigo 149.º).A CD da Liga destaca o facto de as penalizações aplicadas – 1.500 e 2.000 euros – terem estado próximo do máximo (2.500 euros). Na última época, o Vizela foi punido pelos mesmos motivos e em duas ocasiões, primeiro com 750 euros de multa, depois com 1.800 euros (na II Liga as multas reduzem-se a metade).
Ou seja, o benfica CONTINUA A CORROMPER SEM SER CASTIGADO!!!!
ATÉ QUANDO?????

Portugal no seu melhor

Óbidos

Onde estão as parangonas e as aberturas dos Telejornais? Miseráveis!

Depois de conhecermos o teor do acordão da sentença do TAS (pode ser consultado aqui) era de esperar um tratamento semelhante por parte da imprena ao que ocorreu quando tudo parecia contra o FCPorto e o seu Presidente. Mas não! Os cobardes escondem-se!

Porque será que a TVI, a SIC, a RTP, a TSF, a RDP, a RR, ou a Bola, o Record, o Correio da Manhã, o 24 Horas, o Diário de Notícias e mesmo o JN que tantas aberturas de noticiários e de primeiras páginas fizeram das eventuais penalizações ao Porto ou dos recursos do clube da Luz e dos vassalos de Guimarães para a Uefa, para o TAS, tendo feito até primeiras páginas a dizer que o Porto não ía à Liga dos Campeões, não dão agora honras semelhantesdaquele arrasador acordão? Miseráveis!

Os DERROTADOS da Cabala benfiquista e lisboeta

• Ricardo Costa, o embusteiro da Liga, assalariado do benfica e mentor do ‘Apito Final
• Maria José Morgado, mulher de um assalariado do benfica e mandatada para perseguir o Porto e o seu Grande Presidente, mesmo mandando forjar ou sonegando informações
• Hermínio Loureiro, o taberneiro-sonsa que preside à Liga com um olho na FPF
• Bando dos Quatro, os vogais sulistas da golpada no CJ da FPF
• Cunha Leal,lisboeta e ex-agente do SLB na Liga de Clubes
• Sílvio Cervan, benfiquista ressabiado do Porto e vice-presidente do SLB
• Fernando Seara, agente do SLB na BOLHA e na lisboeta SIC, ideólogo do regime vermelho
• Leonor Pinhão, inspiradora e autora (he he) do livro da Carolina D’Arc
• João Botelho, marido da Leonor
• Octávio Ribeiro, Director do jornal oficioso do SLB (o lisboeta Correio da Manhã)
• Eduardo Dâmaso, Sub-Director do lisboeta Correio da Manhã
• Tânia Laranjo, “jornalista” da correia de transmissão, especializada em apitos…
• Eugénio Queirós, o geninho é “jornalista” do Record e marido da Tânia
• Marinho Neves, especializado em “Sistemas”, ex-assalariado de Dias da Cunha, vomita ódio anti-Porto na blogosfera
• Vitor Serpa, Director da lisboeta Bolha
• João Querido Manha, comentador manhoso na comunicação social do regime
• Rui Cartaxana, conhecido no Porto como a “ratazana encarnada”
• Domingos Amaral, filho de Freitas do Amaral, “jornalista”, director da revista GQ e colaborador do Diário Económico
• João Miguel Tavares, “jornalista” do lisboeta DN
• Ricardo Araújo Pereira, lisboeta e parvalhão oficial dos encarnados
• Plattini, instrumentalizado presidente da Uefa que ainda tem o hábito da Juventus, o tal clube onde jogava no dia em que aquela equipa comprou os árbitros da final da Taça das Taças contra o Porto

JUSTIÇA: I L I B A D O S !!!!!!







TAS iliba FC Porto e arrasa Apito Final

No acórdão da sentença que determinou a participação do FC Porto na edição da Liga dos Campeões, o Tribunal Arbitral do Desporto destroça a UEFA e põe em cheque tanto a Comissão Disciplinar da Liga como o Conselho de Justiça da FPF. O documento, que demorou todo este tempo a redigir - a decisão foi anunciada a 15 de Julho - chegou ontem aos clubes envolvidos, mas só trouxe motivos para ser bem recebido pelos dragões. No mínimo, a norma que o excluía da Champions vai a enterrar.

O painel de juízes do TAS nem chega a aprofundar a violação do princípio da retroactividade, ou seja, a decisão de excluir o FC Porto da Liga dos Campeões por actos ilícitos cometidos antes da existência dessa regra - uma das principais armas de defesa dos dragões. Para o Tribunal Arbitral, o regulamento viola vários outros princípios, a começar pelo da proporcionalidade. Levada à letra, diz o TAS, a alínea d) do ponto 1.04 exclui perpetuamente os clubes que cometam actos ilícitos. Em lado nenhum, ressalvam os juízes, está determinado que a exclusão seja de um ano (ou dois, ou três) como pretendia o instrutor da UEFA no processo inicial. Outra falha encontrada é a do desrespeito pelo princípio da igualdade de tratamento: os clubes só sofreriam a sanção coincidindo o ano da condenação com o ano do apuramento para a Champions. Sem apuramento, não há castigo.

Mas o TAS rapidamente põe de parte a norma, já feita em pedaços, por entender que nem é necessário discuti-la: o FC Porto não preenche os requisitos para ser castigado por ela. O painel afirma que os critérios não ficaram estabelecidos, mesmo que a UEFA pudesse decidir apenas com base na decisão dos órgãos portugueses. "As duas decisões do Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol e da Comissão Disciplinar da Liga Portuguesa", concluem os três juízes, "não demonstram com a certeza necessária que o FC Porto ou o seu presidente estiveram envolvidos em actividades ilícitas". E, na opinião do TAS, mesmo que provassem, a UEFA tem meios para julgar a culpabilidade do FC Porto autonomamente e não pode estar vinculada às sentenças da Comissão Disciplinar ou do Conselho de Justiça.

O outro tema forte do Apito Final - se a condenação do FC Porto transitara ou não em julgado - foi considerado pouco importante pelo Tribunal, que no acórdão diz "perceber" a decisão de não recorrer tomada pela SAD portista, dada a irrelevância dos seis pontos perdidos. Até porque "ficou provado que o recurso do presidente aproveitava ao clube".

Para o tricampeão português, este acórdão pode ser o salvo-conduto que faltava, dado estar ainda no ar a possibilidade de uma futura exclusão da Champions. O TAS fica pelo menos comprometido com esta decisão, que terá forçosamente reflexos em hipotéticos recursos, mas o mais certo é que a UEFA retire, ou substitua, a alínea d) do ponto 1.04 dos regulamentos da Liga dos Campeões e da Taça UEFA. E uma nova redacção que possa afectar o FC Porto atingirá também Milan, Juventus, Fiorentina, Marselha, etc, etc.
Uefa, Benfica e Guimarães pagam cada um dez mil euros aos tricampeões

Para além das custas do processo, que o TAS já endereçara a Benfica, Guimarães e UEFA na sentença resumida de 15 de Julho, cada um deles terá de pagar ao FC Porto dez mil euros para ajudar às deslocações e emolumentos dos advogados.

Pinto da Costa: mais uma vitória contra os miseráveis

Estado condenado a indemnizar Pinto da Costa

O Tribunal da Relação do Porto concluiu que o presidente do FC Porto, Pinto da Costa, foi detido irregularmente no âmbito do processo Apito Dourado e decidiu que deve ser indemnizado pelo Estado em 20 mil euros, disse esta segunda-feira à Lusa o advogado do presidente do FC Porto.
Gil Moreira dos Santos salientou que a decisão do Tribunal de Relação do Porto "fez justiça".
"Em parte, foi dada razão ao recorrente Pinto da Costa", disse Gil Moreira dos Santos, em alusão ao facto do presidente do FC do Porto ter exigido uma indemnização de 50 mil euros, o que o Tribunal da Relação do Porto não acolheu totalmente.
Gil Moreira dos Santos disse também à Lusa que o Ministério Público (MP) deverá recorrer para o Supremo Tribunal de Justiça da decisão hoje publicada no Tribunal da Relação do Porto.
"Como advogado, não tenho de estar satisfeito. A justiça não se agradece", frisou.
Pinto da Costa afirmou-se vítima de detenção ilegal, sustentou que ela visou dar-lhe "um tratamento vexatório" e que se traduziu em "lesão do direito à honra e bom-nome".
Sustentou também que a detenção representou uma "grosseira lesão do princípio da plenitude da liberdade".
Em primeira instância, Pinto da Costa não viu o seu pedido de indemnização ser considerado pelo Tribunal de Gondomar.
O presidente do FC Porto, que sustentou ter sido detido irregularmente durante cerca de três horas, salientou sempre que se apresentou espontaneamente, para prestar declarações, no Tribunal de Gondomar, nos dias que se seguiram à abertura do Processo Apito Dourado.

Momento Musical

You've Got A Friend---Carole King,Celine, Gloria, Shania

McCain contra o Anticristo

«Palin Energizing Women From All Walks of Life», garante o insuspeito Washington Post.

Eis um vídeo da campanha de McCain – «The One» muito bem feito, e divertido, em que as afirmações ditas «messiânicas» de Obama são comparadas a citações que anunciam a vinda do Anticristo.


Outros vídeos:
-
Obama é 666 (o número do diabo).
-
CNN sobre o mesmo assunto.

Os socialistas centralistas e o divórcio

Diz, e com razão, Pedro Arroja:

«Eu tenho grande dificuldade em compreender como pessoas que nunca criaram uma família, ou que foram incompetentes para criar uma família ou para manter um casamento, como é público acerca do primeiro-ministro português, ousam alterar as leis que regulam a família e o casamento.»

Red Bull Air Race

Ridículo

O traficante Orelhas, enviou hoje uma mensagem de felicitações a José Eduardo dos Santos pela "expressiva vitória eleitoral" do MPLA nas eleições legislativas de Angola.

A mensagem enviada ao líder do MPLA considera o resultado eleitoral "sinal evidente do reconhecimento assumido pelos angolanos pelo trabalho desenvolvido" (pelo MPLA) bem como "o reconhecimento da consolidação da jovem democracia angolana".

"Há amizades que se forjam, desenvolvem e aprofundam através de formas diversas. Os lampiões estão ligados a Angola por uma convivência de muitas décadas, laços muito fortes que o tempo foi fortalecendo. Angola também faz parte da nossa história", prossegue a mendagem enviada pelo clube lisboeta.

Orelhas refere a ligação "pela língua, pela cultura, pelos afectos" e destaca os "muitos angolanos que ajudaram a construir a 'memoria' dos lampiões", antes de reiterar o "empenho em fortalecer, ainda mais, os laços que nos unem".

Aquilo é que foram uns jogos...



Nestes jogos que se disputaram na China foram utilizados pelos atletas olímpicos nada mais nada menso que 80 mil preservativos. Em que modalidade?

Queixinhas

Agressão a Nuno Gomes, dizem eles



Mas não queriam dizer, agressão de Nuno Gomes?




E já agora: 26 câmaras e não conseguem disponibilizar uma imagenzinha do árbitro assistente a levar com a garrafa na cabeça?
E já agora, 26 câmaras e não conseguem disponibilizar uma imagenzinha em que o Rolando abre "sózinho" a cabeça?

Justiça, dizem eles

Portugal tem um défice de responsabilidade civil, criminal e moral muito maior do que o seu défice financeiro, e nenhum português se preocupa com isso apesar de pagar os custos da morosidade, do secretismo, do encobrimento, do compadrio e da corrupção. Os portugueses, na sua infinita e pacata desordem existencial, acham tudo"normal" e encolhem os ombros.
Por uma vez gostava que em Portugal alguma coisa tivesse um fim, ponto final, assunto arrumado. Não se fala mais nisso. Vivemos no país mais inconclusivo do mundo, em permanente agitação sobre tudo e sem concluir nada.
Desde os Templários e as obras de Santa Engrácia, que se sabe que nada acaba em Portugal, nada é levado às últimas consequências, nada é definitivo e tudo é improvisado, temporário, desenrascado.
Da morte de Francisco Sá Carneiro e do eterno mistério que a rodeia, foi crime, não foi crime, ao desaparecimento de Madeleine McCann ou ao caso Casa Pia, sabemos de antemão que nunca saberemos o fim destas histórias, nem o que verdadeiramente se passou nem quem são os criminosos ou quantos crimes houve.
Tudo a que temos direito são informações caídas a conta-gotas, pedaços do enigma, peças do quebra-cabeças. E habituámo-nos a prescindir deapurar a verdade porque intimamente achamos que não saber o final da história é uma coisa normal em Portugal e que este é um país onde as coisas importantes são "abafadas", como se vivêssemos ainda em ditadura.
E os novos códigos Penal e de Processo Penal em nada vão mudar esteestado de coisas. Apesar dos jornais e das televisões, dos blogues, dos computadores e da Internet, apesar de termos acesso em tempo real ao maior número de notícias de sempre, continuamos sem saber nada, e esperando nunca vir a saber com toda a naturalidade.
Do caso Portucale à Operação Furacão, da compra dos submarinos às escutas ao primeiro-ministro, do caso da Universidade Independente ao caso da Universidade Moderna, do Futebol Clube do Porto ao SportLisboa Benfica, da corrupção dos árbitros à corrupção dos autarcas, de Fátima Felgueiras a Isaltino Morais, da Braga parques ao grande empresário Bibi, das queixas tardias de Catalina Pestana às de João Cravinho, há por aí alguém que acredite que algum destes secretos arquivos e seus possíveis e alegados, muito alegados crimes, acabem por ser investigados, julgados e devidamente punidos?
Vale e Azevedo pagou por todos. Quem se lembra dos doentes infectados por acidente e negligência de Leonor Beleza com o vírus da sida?
Quem se lembra do miúdo electrocutado no semáforo e do outro afogado num parque aquático?
Quem se lembra das crianças assassinadas na Madeira e do mistério dos crimes imputados ao padre Frederico?Quem se lembra que um dos raros condenados em Portugal, o mesmo padre Frederico, acabou a passear no Calçadão de Copacabana?
Quem se lembra do autarca alentejano queimado no seu carro e cuja cabeça foi roubada do Instituto de Medicina Legal?
Em todos estes casos, e muitos outros, menos falados e tão sombrios e enrodilhados como estes, a verdade a que tivemos direito foi nenhuma.No caso McCann, cujos desenvolvimentos vão do escabroso ao incrível, alguém acredita que se venha a descobrir o corpo da criança ou a condenar alguém? As últimas notícias dizem que Gerry McCann não seria pai biológico da criança, contribuindo para a confusão desta investigação em que a Polícia espalha rumores e indícios que não têm substância.
E a miúda desaparecida em Figueira? O que lhe aconteceu?
E todas as crianças desaparecida antes delas, quem as procurou?
E o processo do Parque, onde tantos clientes buscavam prostitutos,alguns menores, onde tanta gente "importante" estava envolvida, o que aconteceu? Arranjou-se um bode expiatório, foi o que aconteceu. E as famosas fotografias de Teresa Costa Macedo? Aquelas em que ela reconheceu imensa gente "importante", jogadores de futebol, milionários, políticos, onde estão? Foram destruídas? Quem as destruiu e porquê?
E os crimes de evasão fiscal de Artur Albarran mais os negócios escuros do grupo Carlyle do senhor Carlucci em Portugal, onde é que isso pára? O mesmo grupo Carlyle onde labora o ex-ministro Martins da Cruz, apeado por causa de um pequeno crime sem importância, o da cunha para a sua filha.
E aquele médico do Hospital de Santa Maria suspeito de ter assassinado doentes por negligência? Exerce medicina?
E os que sobram e todos os dias vão praticando os seus crimes de colarinho branco sabendo que a justiça portuguesa não é apenas cega, é surda, muda, coxa e marreca.
Passado o prazo da intriga e do sensacionalismo, todos estes casos são arquivados nas gavetas das nossas consciências e condenados ao esquecimento. Ninguém quer saber a verdade. Ou, pelo menos, tentar saber a verdade.
Nunca saberemos a verdade sobre o caso Casa Pia, nem saberemos quem eram as redes e os "senhores importantes" que abusaram, abusam e abusarão de crianças em Portugal, sejam rapazes ou raparigas, visto que os abusos sobre meninas ficaram sempre na sombra.
Existe em Portugal uma camada subterrânea de segredos e injustiças, de protecções e lavagens, de corporações e famílias, de eminências e reputações, de dinheiros e negociações que impede a escavação da verdade.
Este é o maior fracasso da democracia portuguesa.
.
Autora: Clara Ferreira Alves

Elas estão a chegar

Os polacos não conhecem a bandeira de Portugal?

É um filme novo, mas cheira a nostalgia











Mamma Mia



Muita gente já suspira por ele...

Aquele querido mês de Agosto...



Momento Musical

Pedro Khima - Esfera

Quem é que anda no gamanço, quem é?


Descubra quem na imagem acima anda no gamanço...

Mudar a Igreja ou mudar de Igreja?

Piadinha

Há justificação para tudo !
Um grito alto vem do quarto que estava completamente escuro.
O marido entra a correr e acende a luz.
Ele observa um homem a saltar para fora da janela. A mulher grita:
- Aquele tipo fez sexo comigo duas vezes!
Ele pergunta:
- Duas? E porque não gritaste logo na primeira vez?
Ela responde:
- Porque eu pensei que fosses tu! Só desconfiei quando ele começou a dar a segunda...

Afinal "eles" mandam...

DIZ RUI SANTOS AO RECORD

"Manda quem pode e, neste momento, parece claro que o FC Porto manda na FPF e o Benfica na Liga, com o Sporting – à frente de um conjunto de “outsiders” quase todos rebocados pela espúria lógica das alianças circunstanciais – a ir às deixas e a espreitar alguma janela de oportunidade para daí poder retirar algum benefício."

Meu comentário:
Este Rui Santos droga-se certamente. Se é um facto que o benfica manda na Liga, onde tem os tais homens que Vieira falava, quando dizia que estava a trabalhar por outro lado, já afirmar que o FCPorto manda da FPF é uma anedota chapada. Se assim fosse, o CD faria aquela vergonhosa reunião para castigar o Sr. Presidente Jorge Nuno Pinto da Costa? E depois, ter-se-ia ido buscar um bacano para que este "desse" o parecer encomendado pelo benfica?

Entretanto, o palhacito consegue dizer umas verdades claras como a água:
"A credibilidade do futebol português avalia-se nos momentos das difíceis decisões. O castigo aplicado pela CD da Liga, na sequência das incidências verificadas no clássico da Luz, é ridículo. E perigoso! Com regulamentos ridículos, que relativizam a violência, só podemos ter decisões ridículas.

Punir com 1.500 euros uma entrada de um espectador em campo e respectiva agressão a um árbitro é tão ridículo quanto grave. Tão ridículo e grave quanto punir com 2.000 euros o arremesso de uma garrafa de água à cabeça de outro árbitro. Tão ridículo e grave ainda quanto punir com 500 euros “o rebentamento de 4 ou 5 petardos e o lançamento de 2 tochas”.

Daqui por diante: está aberta a porta para se dar uns “apertões” aos árbitros-assistentes. Como é possível? Esta clubitização do futebol português é doentia e a farsa está para durar. "

Sarah Palin, estou contigo

Na política, há candidatos que utilizam a mudança para promover a sua carreira. E há outros, como Jonh McCain, que utilizam a sua carreira para promover a mudança", disse Sarah Palin, fortemente aplaudida pelos delegados republicanos reunidos em St. Paul, no Minnesota.

Deixa-me rir

O Benfica, na palavra do director de comunicação, João Gabriel, defende que deve ser nvestigada a atitude “subserviente” dos dois delegados da Liga que seguiram o presidente do FC Porto, Pinto da Costa, ao camarote no Estádio da Luz, no clássico de sábado passado !!!!

“Será que a Liga não deve investigar?”, interroga João Gabriel, julgando que o comportamento dos delegados com um dirigente suspenso por tentativa de corrupção é mais grave do que a visita, denunciada pelo FC Porto, de Luís Filipe Vieira ao balneário do árbitro, violando a suspensão de 2 meses.
Estão a brincar? Então seu Orelhas, castigado, vai ao balneário do árbitro fazer o quê? Foi sem querer? Brincamos, hein? E o Taberneiro-Hermínio sentadinho ao lado do Orelhas também não é um espanto? Deixa-me rir

Gaivotas simuladoras

Humor (aéreo) negro

Voar barato cada vez está mais caro!

Mourices

IURD no seu melhor (se é possível)

Datas com História: 29 de Agosto 1915/1982


Born and died Bergman (August 29, 1915 – August 29, 1982) Academy Award-winning Swedish actress.
Ingrid Bergman was born in Stockholm, Sweden. When still very young, she lost both of her parents and was raised by relatives; she studied at the Royal Dramatic Theater in Stockholm and had a small role in Munkbrogreven (1934), her first movie. After a dozen films in Sweden, Bergman was signed by David O. Selznick to star in the English language remake of of her earlier 1936 Swedish language film, Intermezzo (1939). The film was an enormous success and "Sweden's illustrious gift to Hollywood" had arrived.

After completing a few pictures in Sweden and appearing in three successful films in the United States, Bergman joined Humphrey Bogart in the 1942 classic film Casablanca. Two years later she received her first Academy Award nomination for Best Actress for the film, For Whom the Bell Tolls (1943). The following year she won Best Actress for Gaslight (1944). She received a third consecutive nomination for Best Actress with her performance in The Bells of St. Mary's (1945). She would receive another Best Actress nomination for Joan of Arc (1948). Alfred Hitchcock who directed her in Notorious and Spellbound was known to be obsessed about her.

In 1949 Bergman met director Roberto Rossellini. She fell in love with him while performing in his film Stromboli (1950). Bergman left both her husband, Dr. Aron Petter Lindström and their daughter Pia Lindström for Rossellini, and they married and had 3 children, including twin daughters actresses Isabella Rossellini, Isotta Rossellini, and a son, Roberto Ingmar Rossellini. The affair caused was a scandal in both Hollywood and with the public; Bergman, who was pregnant at the time of the marriage, was branded as "Hollywood's apostle of degradation" and forced to leave the States.

With her starring role in (1956)'s Anastasia, Bergman made her post-scandal triumphant return to Hollywood and won Best Actress for a second time. She would continue to alternate between performances in American and European films. She received her third Academy Award (and first for Best Supporting Actress) for her performance in Murder on the Orient Express (1975), but she publicly declared at the Academy Awards telecast that year that the award rightfully belonged to Italian actress Valentina Cortese. In 1978 she played in Ingmar Bergman's Autumn Sonata (also known as Höstsonaten) for which she received her seventh Academy Award nomination and made her final performance on the big screen. It is considered to be among her best performances.

She could speak Swedish, German, French, English and Italian fluently, which caused fellow actor John Gielgud's remark, "She speaks five languages, and can't act in any of them", which, given her prodigious talent, must have been a joke. Her last husband, Lars Schmidt, was a callow and much-younger man, but Bergman accepted his dalliances with equanimity.

She died of complications from terminal breast cancer on her 67th birthday (which caused some to intimate that she had hastened her own end) in 1982 in London, England. She was cremated in Sweden, her ashes scattered with a part kept to be interred in the Norra begravningsplatsen in Stockholm.

Bergman was honored posthumously with an Emmy Award for Best Actress in 1982 for the television mini-series A Woman Called Golda, about the late Israeli prime minister Golda Meir.

For her contributions to the motion picture industry, Ingrid Bergman has a star on the Hollywood Walk of Fame at 6759 Hollywood Blvd.

Filmography
Landskamp (1932)
The Count of the Old Town (1935)
The Surf (1935)
Swedenhielms Famly (1935)
Walpurgis Night (1935)
Intermezzo (1936 movie) (1936)
On the Sunny Side (1936)
Dollar (1938)
The Four Companions (1938)
A Woman's Face (1938)
One Single Night (1939)
Intermezzo (1939 movie) (1939)
June Night (1940)
Rage in Heaven (1941)
Adam Had Four Sons (1941)
Dr. Jekyll and Mr. Hyde (1941)
Casablanca (1942)
For Whom the Bell Tolls (1943)
Swedes in America (1943) (short subject)
Gaslight (1944)
Spellbound (1945)
Saratoga Trunk (1945)
The Bells of St. Mary's (1945)
American Creed (1946) (short subject)
Notorious (1946)
Arch of Triumph (1948)
Joan of Arc (1948)
Under Capricorn (1949)
Stromboli (1950)
The Greatest Love (1952)
Journey to Italy (1953)
Of Life and Love (1953)
Fear (1954)
Joan of Arc at the Stake (1954)
Paris Does Strange Things (1956)
Anastasia (1956)
Indiscreet (1958)
The Inn of the Sixth Happiness (1958)
Goodbye Again (1961)
Auguste (1961) (cameo)
The Visit (1964)
The Yellow Rolls-Royce (1964)
Stimulantia (1967)
Cactus Flower (1969)
Henri Langlois (1970) (documentary)
Walk in the Spring Rain (1970)
From the Mixed-Up Files of Mrs. Basil E. Frankweiler (1973)
Murder on the Orient Express (1974)
A Matter of Time (1976)
Autumn Sonata (1978)

Wikipedia