Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

Centralizar, centralizar


Os mouros querem tudo para eles. Não é novidade.
Naquele terreiro do paço só é conhecida a expressão: centralizar.
Assim, ainda não esgotada a questão da OTA, o tal projecto megalómano (aposto que a seguir vão começar a falar nos Jogos Olímpicos ... em Lisboa), já começam a falar para a região moura de um "novo aeroporto" destinado aos chamados voos de "low cost"...
Não pode nascer um novo país a partir do Condado Portucalense ? Bem podem ficar com o Algarve, o Alqueva, os aeroportos e até Fátima...

É esperar pelo levantamento das urnas


Não sou apoiante de Rui Rio. Esse indivíduo jamais teria o meu apoio. Uma coisa é ser apoiante do partido A, ou do B, mesmo do C, todavia, numa eleição autárquica deve-se eleger o representante mais capaz de elevar os ideais de uma Cidade. De a fazer progredir. Neste País miserável, ser autarca do Porto é uma tarefa extraordináriamente difícil. O desprezo e alheamento do governo central é conhecido, a insolência da imprensa lisboeta um facto. Servem-se de nós para o gozo e a velhacaria. Por isso, um autarca do Porto passará sempre em segundíssimos planos. Notícias do Porto só para dizer mal... Mas Rio conseguiu ser muito falado, apreciado e até elogiado pelos média lisboetas. As afrontas ao FCPorto deram-lhe a notoriedade que desejava. Assim, ao atacar a Instituição Civil mais importante do Portugal pós 25 de Abril, conseguiu transmitir o seu ódio antigo contra o clube e do mesmo modo consegue aproximar-se do poder do seu partido pela publicidade gratuíta e bem apoiada... Sim, porque os jornalistas lisboetas adoram estes bacanos que tendo um pouco de poder se poem a disparar contra o FCP; e assim lá o vão levando ao colo em direcção à liderança do seu partido. Veja-se a popularidade de Scolari... Não tem este palhaço brasileiro um caminho muito parecido?
Eu, nado e criado nesta mui Nobre Cidade jamais perdoarei a Rio. Espero todos os ataques da mouraria, mas da minha própria cidade jamais pretendi acreditar em tal inimigo.
Hoje em dia, usando expressões lidas no blog da SEDE, o fulaninho mostra-se temerário e representante da verdade.
Em cada sítio a que vai, existe (segundo ele) sempre um malfeitor qualquer que o insulta, foi assim com os SuperDragões, é assim com as vendedoras do Bolhão, é assim com a malta de etnia Cigana e agora com os militantes do PS. Inventa sempre um inimigo, como se tudo o que fizesse fosse contra “interesses instalados”, mas não é. Foi no Cerco, foi em Aldoar, e será assim em muitos sítios na cidade... Rio é um fraco que nem consegue ser tolerado por todos.
Rio costuma dizer que é Presidente da Câmara do Porto e não das câmaras à volta, ou seja relembra a função restrita aos limites da E.N. 9, delimitada como sabem, em Lisboa no final do séc. XIX, para que Porto tivesse 42km2 exactamente metade dos 84 de Lisboa. Aceitando que haja razão nessa afirmação, então diríamos também que o papel de um autarca é de proximidade, de carinho por cada parte da sua cidade. A politica autárquica é de contacto e de percepção de problemas, de acção directa.
É que eu acho que não se pode dizer que o papel é bastante diferente de um membro de um governo e depois vestir-lhe os tiques. Rio comporta-se como um ministro qualquer. Envolto em comitivas vai às Freguesias, dá entrevistas e recusa a maior parte dos debates. Fala de números para responder a ideias e demonstra a arrogância que muitos anos passados nos piores corredores da Assembleia da Republica lhe ensinaram.
E para finalizar, sinceramente, dá a ideia que os insultos que sofre em cada bairro do Porto, com a pronuncia dos bês e do vês tungida na voz, lhe vampiriza o espirito e lhe alimenta o sonho de ser primeiro-ministro, neste caso caminhando sobre a alma do Porto – e isto será o pior sinal da sua ambição.
Habitualmente, dizem as estatísticas, a recondução para um segundo mandato é inevitável. No Porto, espero que haja uma surpresa. Não que a alternativa me diga muita coisa. Mas... Na verdade ninguém faz ideia dos resultados a esperar. Por um lado o actual presidente de Câmara tem pelo vistos muitos apoios, mas na rua não se encontra ninguém a assumir o voto nele. Por outro lado todos sabem que a abstenção ou a diminuição dela pode alterar resultados, nomeadamente a população a viver em bairros sociais. É esperar pelo levantamento das urnas...

Gostem ou não, isto é verdade!

A Ditadura está de volta!

Está um bacano de férias na Quinta do Lago, ingleses por todo o lado, e até se sente europeu, evoluído, democrático, livre... Começa a ler os jornais portugueses e a ouvir as notícias nos média, olha para o bilhete de identidade e ... cai na real. Que porca miséria.

Uma Maioria Absoluta? Não, antes um Poder Absoluto! Uma nova Ditadura!
Começou com a febre dos jobs com este Senhor Sócrates e seus correleginários a desataram a criar os tais empregos prometidos na campanha mas só para os amigos da rosa. Em poucos meses de governação eles nomearam, sem concurso público e sem pudor, milhares de "camaradas". As críticas de outrora foram passadas a limpo...
Assim, acabam por deter o mudo Presidente da República (apesar de tudo, ainda bem), o Presidente da Assembleia da República (não sei se sabem, aquele local onde estão umas centenas de tipos que não nos representam - ai se o sistema fosse idêntico ao inglês... - e que passam os dias em comissões, a bocejar e à espera das horas de almoço e depois da chegada dos subsídios de deslocação...), têm pela maioria absoluta oferecida por um povo cada vez mais burro, o senhor Primeiro-Ministro, têm "cérebros" socialistas nas empresas do estado (lembram-se da CGD?), têm o Presidente do Banco de Portugal, e até conseguiram nomear um militante "independente" (sic, o conhecido Mister Been) para a presidência do Tribunal Contas a quem compete entre muitas outras coisas, fiscalizar a regularidade da despesa pública e a legalidade da actuação financeira do Governo.... Até conseguem que Diogo Infante assuma a direcção artística do Teatro Maria Matos...
Ainda agora soubemos que uns sujeitos ligados às áreas regionais de saúde, só porque não tinham a cor eleita, foram saneados ou despedidos... Claro que rapidamente substituídos pelos boys.... Irra, estes socialistas têm demonstrado uma avidez incrível pelo poder, sendo capazes de tudo. Pelo poder, pela intervenção nos negócios que envolvem o Estado, pela ocupação atribiliária de tudo quanto é lugar, cargo, posto, vencimento. Não há instituição ou gabinete que resista à voracidade clientelar do PS. Não há norma ou precedente que não seja anulado se isso convém ao partido do poder. O que parece é: estamos perante uma nova ditadura! Quem não se lembra do que o PS dizia dos desmandos das maiorias absolutas de Cavaco Silva? Se nesse tempo era necessário proclamar o direito à indignação, hoje o que nos resta, se já nem nos tribunais os cidadãos sentirem que estão livres do controlo do poder? Sim porque isso dos tribunais também já mete muita "rosa". Senão vejamos: relacionado com o Processo Casa Pia, passou ano e meio(!) e ainda não foi julgado no Tribunal da Relação de Lisboa (cá está esta terra moura sempre metida na podridão) o recurso do Ministério Público que pretende ver no banco dos réus o senhor Paulo Pedroso, antigo delfim de Ferro Rodrigues, gente do PS claro está. As recentes declarações da principal testemunha do processo, em sede de julgamento, vieram alertar para este "esquecimento" do dito Tribunal. A lentidão do Tribunal da Relação de Lisboa só pode ser percebida ao abrigo da suspeita de ligação de dois juízes do colectivo ao ... adivinhem, Partido Socialista... Continuando nos tribunais, li no Diário de Notícias que "a juíza Ana Gabriela Freitas não deu como adquirido que Fátima Felgueiras fugiu, em Março de 2003, para o Brasil. Para a magistrada, que decidiu libertar a candidata, o mandado de prisão preventiva emitido pelo Tribunal da Relação de Guimarães não foi executado porque a ex-autarca "encontrava-se ausente, alegadamente, para o Brasil". Mais à frente no despacho, a que o DN teve acesso, Ana Gabriela Freitas afirma que a candidata estava numa situação de "aparente fuga à Justiça". Carago, sim carago; da justiça diz-se que é cega, mas uma coisa é a cegueira que conduz à imparcialidade, outra bem diferente é a cegueira que conduz à injustiça. Pergunto-me se o facto não estará ligado uma vez mais ao Partido Socialista, de quem a cabeluda autarca era "sócia" (isto apesar de já expulsa - para ficar bem na fotografia) e de poder abrir a boca e dizer umas coisitas que podem murchar a rosa????. Nesta evidente ditadura socialista tudo é possível...

Isto por aqui vai ficar um bocado "silencioso"; vou até à Quinta do Lago preparar-me para o Inverno...


Perdoa-lhe Senhor...

O adepto Lisboês

Com o devido respeito, transcrevo abaixo um post de opinião do amigo Boticário de Província (http://trenguices.blogspot.com/):
O adepto Lisboês é arruaceiro, violento, perigoso. Não se pode ver um jogo de futebol em Lisboa. Estava a assistir, na TV, o Sporting - Benfica e o barulho do rebentamento dos petardos era constante. Os confrontos entre adeptos antes, também durante e depois, do jogo foram violentos e a polícia não os conseguiu eliminar. O adepto Lisboês é uma besta que não consegue assimilar a ideia de o seu clube praticar um futebol de nível secundário e, portanto, sublima a frustração pela violência.
P.S. - Todas as generalizações são erradas mas como hoje é dia de memória, lembrem-se do que foi dito sobre os confrontos na Avenida dos Aliados em 22 de Maio.

Sorrisos...

Foto de família:

Ano 1981
1. Príncipe Carlos casou
2. Liverpool foi Campeão Europeu
3. O Papa morreu.

Ano 2005
1. Príncipe Carlos casou (outra vez...)
2. Liverpool foi Campeão Europeu (outra vez...)
3. O Papa morreu.
Já sabem... se o Príncipe Carlos quiser casar outra vez e o Liverpool estiver na final da Liga dos Campeões...
...AVISEM O PAPA!!!
===== **** =====
Dantes era uma água ou uma cerveja, agora...

- Boa Tarde!
- Tarde....Diga
- Queria uma água com gás
- Fresca ou natural?
- Fresca.
- Com ou sem sabor?
- Pode ser de limão.
- Frieze limão, Castelo Bubbles, Carvalhelhos limão?
- Sei lá, traga-me uma qualquer...Frieze
- Frieze limão já acabou.... Pode ser morango, tangerina ou maracujá?
- Esqueça...traga-me umas Pedras.....
- Fresca ou natural?
- Fresca.....
- Com ou sem limão?
- Sem
- Normal ou levíssima?
- Quem?
- Normal ou uma nova que saiu, que é mais leve....
- meu amigo, traga-me uma Bohemia e esqueça o resto....
- Sagres Bohemia não temos. Só temos normal, Preta e Zero
- Então traga uma Superbock
- Garrafa ou imperial?
- Garrafa.
- Superbock normal, Green, Twin ou Stout?
- Deixe lá ... já perdi a sede....
===== **** =====

Uma palestra exclusiva...

Aqui está um exclusivo: uma palestra de José Mourinho aos seus jogadores durante o intervalo de um "match":
Palestra_Mourinho

Para lembrar "pérolas" como esta

Jamais esquecer

WTC

Medicina e candidatos a clínicos

Está a ser vinculada a intenção dos nossos governantes, com residência em Lisboa, de contratar médicos estrangeiros, para colmatar as carências de clínicos...
Impõe-se por isso um "agradecimento" em nome de todos os candidatos portugueses que ao longo dos anos viram recusada a sua pretensão de serem médicos, ou seja terem sido constante e continuamente preteridos apesar de apresentarem médias de 18 valores...
Pelos vistos vai o estado português contratar os excedentes clínicos estrangeiros que, por terem notas baixas, não conseguem colocação nos respectivos países.
Devemos humildemente agradecer aos governantes desta democracia de faz de conta, no qual englobo os deputados e essa organização penumbrática que dá pelo nome de Ordem dos Médicos, que não vê com bons olhos o aumento da concorrência...

O Relatório do Desenvolvimento Humano da ONU

Segundo aquele relatório, a Noruega é o país que apresenta a maior igualdade entre sexos, menos pobreza e desigualdades sociais, em que 97 por cento da população pertence à classe média. Este país possui também a única economia da OCDE que não atravessou uma recessão e continua a viver praticamente em pleno emprego. A Noruega é dotada de enormes recursos naturais que incluem reservas de petróleo, gás natural, peixe, minério, madeira e água potável.
A força de trabalho é também altamente qualificada e especializada, generosos programas de educação, de assistência e segurança social. O país é o terceiro maior exportador mundial de petróleo e o segundo de gás natural, com reservas conhecidas para 200 anos. O Estado norueguês dá lucros fenomenais, o excedente estatal vai nos 30 por cento, equivalente a mais de um terço do Orçamento de Estado português. A Noruega que se recusa a aderir à União Europeia é também o único país do hemisfério ocidental sem dívida externa. As reservas monetárias e financeiras ascendem a um valor que daria para pagar hoje todas as despesas do Estado português durante os próximos 26 meses.
Este país é um "case study" interessantíssimo. Sendo um país que conserva alguma ruralidade, consegue ser o mais desenvolvido do mundo, em diversos parâmetros diferentes e em áreas diversas, incluindo a preservação do ambiente. A Noruega não tem praticamente auto-estradas nem TGV. Por opção. "Longe é longe", dizem, e quem quiser ir de Oslo a Trondheim ou a Tromso, das duas uma: ou tem pressa e paga a pressa, metendo-se num avião, ou vai com tempo numa "viagem da vida", porque os ritmos humanos são para respeitar, os fjordes estão lá para serem percorridos, as curvas são fenómenos normais da natureza, e a neve e gelo em pleno Verão alternando com o sol e a água do mar a 23ºC, são a realidade plurifacetada da vida. O dinheiro que têm e que daria para esburacar e "viadutar" todo o País foi aplicado em benefícios sociais e na redução das desigualdades, como ponto de partida para justiça social, diminuição da agressividade e incremento do espírito solidário. Como resultado das políticas para a infância, a taxa de natalidade tem aumentado muito e, noutro registo, por exemplo, as televisões fizeram um acordo de cavalheiros (que cumprem!), patrocinado pelo Ombudsman das Crianças, para se dosearem a violência e a estupidez nos conteúdos das suas emissões à hora das crianças. Quando o senhor(?) Sócrates em imitar os nórdicos, dá vontade de rir o nada que se faz para rumar nessa direcção. A vida é feita de opções. Com todos os seus defeitos e idiossincrasias, muitas delas herdadas da luta pela sobrevivência que os obrigou a estratégias comunitárias e solidárias, os noruegueses-cidadãos e os noruegueses-políticos souberam fazer as opções mais correctas visando o bem estar da maioria.
Será que um dia vamos aspirar a algo semelhante? Com a trampa da classe política que temos e com a trampa que nos bombardeiam diariamente tenho, infelizmente, dúvidas...

As vicissitudes da CP na Linha da Beira Baixa

Alguns devem estar recordados da pompa e circunstância alardeadas pelo Senhor Sócrates este ano aquando da electrificação da Linha da Beira Baixa.
Como já estamos habituados, e abaixo confirmaremos, tratou-se de mais um cenário bonito montado para fazer crer que o governo estava a trabalhar...
Na realidade, meses passados, a CP continua a fazer circular na linha automotoras a diesel, que costumam atrasar devido ao calor que obriga a esforço suplementar dos motores para suportar o ar condicionado. Algumas automotoras Allan acabam mesmo por não aguentar e fazem viagens apenas com um só motor porque o outro avaria, perdendo tempo pelo caminho. O povo, esse, devido à canícula, lá se vai aguentando com o leque improvisado e recorrendo ao lenço para limpar o suor que lá vai caindo pelo rosto... Já para não falar nos atrasos constantes do horários previamente adquiridos...
No passado domingo, das seis circulações diárias entre a Covilhã e a Guarda apenas se efectuaram duas porque a já referida automotora Allan que assegura aquele serviço avariou nesta última estação.
Diligentemente, os senhores da CP enviaram em seu socorro, directamente do Entroncamento(!), uma outra composição com duas, duas!! unidades motoras que, espante-se, por acaso não trazia gasóleo suficiente para chegar à Guarda, quedando-se pela Covilhã. Assistiu-se naquela localidade a uma espantosa e hilariante operação: uns senhores ferroviários, com um tubo de plástico e uns bons pulmões, iniciaram um processo de transvasar gasóleo de uma automotora para a outra, por forma a que uma delas pudesse seguir até à Guarda!!!
Mas isto não fica por aqui. Nesse mesmo dia, o intercidades Lisboa-Covilhã que sai do sul às 19h08 chegou ao Entroncamento com 30 minutos de atraso porque a máquina avariou, tendo a composição prosseguido com uma locomotiva a diesel apesar da linha “ter sido electrificada” pelo Sr. Sócrates... O mesmo senhor, que inaugurou a tal electrificação da linha e para tal convocou a imprensa para que o boneco ficasse registado para a posteridade, mandara entretanto suspender o concurso que deveria ter permitido à CP adquirir 15 locomotivas eléctricas... He he he he he.
Não querendo parar de rir, chegou-me ao conhecimento que alguns comboios daquela linha têm sofrido outros atrasos que não se prendem com as habituais avarias das máquinas a diesel. O prosaico motivo é o seguinte: os comboios são obrigados a esperar que os passageiros utilizem as casas de banho das estações e apeadeiros porque as que existem dentro das composições estão fechadas pelo facto de não lhes terem sido efectuadas as respectivas descargas no fim de cada viagem. Hi hi hi hi.
Tal não acontecia no tempo em que as retretes dos comboios escoavam directamente sobre a via, mas ao reabilitar as automotoras antigas a CP dotou-as com um sistema fechado que, tal como nos aviões, obriga à evacuação dos dejectos no fim da viagem. Como isso nem sempre é feito com regularidade, o depósito enche e a casa de banho fica inutilizada, não tendo o maquinista alternativa a não ser esperar que os clientes utilizem, durante os períodos de paragem, o WC das estações e apeadeiros.
A falta de equipamentos, nas estações da Beira Baixa, capaz de sugar os depósitos dos sanitários das automotoras levou, inclusivamente, a que durante vários meses houvesse uma composição que viajava entre a Guarda e Coimbra com o único fim de esvaziar as casas de banho.... Espantoso!
Agora percebe-se a mensagem que consiste em “guardar o bilhete até ao fim da viagem”. Se um indivíduo chega à sanita da estação e à falta de papel só pode fazer uma de duas coisas: ou grita para o maquinista: “PAPEL!!!”, ou recorre ao dito cujo bilhete. Já agora uma sugestão: nunca comprem meios bilhetes... Nunca se sabe.
Por outro lado já estamos a ver, aquelas pessoas incontinentes que recorrem amiúde aos sanitários a ter que ouvir a piadinha do maquinista: “Com que então outra vez? Não faz outra coisa senão miccionar”...

Pergunta: então o Sr. Sócrates e aqueles senhores ministros que recebem subsídios de deslocação ainda insistem nos faraónicos TGV e Aeroporto da OTA e deixam isto neste estado? Parvalhões!!!

Imagens do fim de semana

O rei (?) Mário (Deus nos Livre, outra vez não!)


A "festa dos camaradas"

Image Hosted by ImageShack.us


O melhor do fim de semana: Montalegre, Vilar de Perdizes e o seu XIX Congresso de Medicina Popular e o seu mentor, o Padre Fontes.

Image Hosted by ImageShack.us



Image Hosted by ImageShack.us

Enquanto uns andam a (re)colocar-se em bicos de pés (ou esticados nos andarilhos, que a idade já não perdoa) por forma a se fazerem notados pelo povo, enquanto a imprensa deste país dedica as páginas principais aos horrores do furacão Katrina e se esquece (?) dos "horrores" que por cá se passam, ou enquanto fôr mais importante saber se o Simão (que tem mais tatuagens árabes que o tecto de uma mesquita) não vai para a terra dos bifes onde os tais árabes andam na mó de baixo, eu vou ver se encontro um feitiço, um chá ou uma cura para este País tão miseravelmente governado...
Vilar de Perdizes e o XIX Congresso de Medicina Popular esperam por mim !!!
Image Hosted by ImageShack.us
Já estou a ver e ouvir o Padre Fontes. Fontes de nome, padre de ofício, conhecido como de Vilar de Perdizes, erguendo a mão e numa estranha reza – o esconjuro - diz: "Com esta culher levantarei labaredas deste lume, que se parece co do Inferno. Fugirão daqui as bruxas". Ele é o Panoramix da noite, druida servindo poção mágica à base de aguardente aquecida no caldeirão.

A queimada do Outro Mundo cuja origem remonta a tempos imemoriais, é um ritual que se costuma fazer nos invernos para curar gripes, catarros, resfriados. São três litros de aguardente, a que se adiciona um quilograma de açúcar, meio litro de vinho tinto, dois limões espremidos, uma maçã picada e 30 grãos de café, misturados e crescendo dez minutos em caldeirão previamente aquecido durante meia hora. Chega-se o fogo e, apenas com luz de velas, toda a gente goza com as caras tétricas que a cor amarelada de cada um sugere, faces de desenterrados, de bruxas... Se não dá força aquece os corpos e também as almas num repasto perdido nas terras do Barroso.
E continuando lá vai dizendo: "Sapos e bruxas, mouchos e crujas, demonhos, trasgos e dianhos, spírtos das eneboadas beigas, corvos, pegas e meigas, feitiços das mezinheiras, lume andante dos podres canhotos furados, luzinha dos bichos andantes, luz de mortos penantes, mau-olhado, negra inveija, ar de mortos, trevões e raios, piar de moucho, pecadora língua de má mulher casada cum home belho. Vade retro Satanás prás pedras cagadeiras! Lumes de cadrávres ardentes mutiladas corpos dos indecentes peidos de infenais cus. Barriga inútil de mulher solteira, miar de gatos que andam à janela, guedelha porca de cabra mal parida. Com esta culher levantarei labaredas deste lume, que se parece co do inferno. Fugirão daqui as bruxas, por riba de silbaredos e por baixo de carbalhedos a cabalo da sua vassoura de gesta.E quando esta mistela baixe pelas nossas gorjas, ficaremos libres dos males e de todo o embruxamento"...
Image Hosted by ImageShack.us