Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

Piadinha

Um casal português está desesperadamente tentando ter um filho. Já consultaram todos os médicos, fizeram todos os exames, tentaram todos os métodos...
Em vão. Até o dia em que ouvem falar de um super-professor americano que consegue milagres. Eles compram uma passagem para os Estados Unidos e vão consultar o tal professor. Como eles não falam inglês nem o professor fala português, este dá a entender por gestos que quer que eles pratiquem sexo para que ele possa diagnosticar.
Inicialmente com um pouco de vergonha, o casal começa a "trabalhar".
O professor examina-os sob todos os ângulos e depois manda-os parar…
Ele vai até sua mesa e escreve uma receita. Super feliz, o casal volta para casa… Assim que chega, o marido vai à farmácia e pergunta:
- O senhor tem Trideoterol?
Perplexo, o farmacêutico responde:
- Trideoterol?... Trideoterol?... Não conheço. O senhor tem a receita?
O sujeito dá a receita ao farmacêutico. Este lê e responde:
- O senhor não leu bem. Está escrito:
"Try the Other Hole" (tente o outro buraco)!!!

Na questão muçulmana, os europeus são mesmo uns paneleiros...

EXEMPLO 1
Uma instalação artística "blasfema" foi removida de uma exposição nos arredores de Paris por receio de causar protestos violentos. Esta instalação, da franco-argelina Zoulikha Bouabdellah, exibia sapatos de salto alto sobre tapetes de oração islâmica.




EXEMPLO 2


EXEMPLO 3

Em época de saldos, "descontos à boifica"

Obama: a fraude dos "democratas" americanos


Momento Musical: Lou Reed

Momento Musical: Tomorrowland Anthem 2014 - Dimitri Vegas & Like Mike

Quando o Sr Presidente elogia o director de A BOLA, percebemos porque motivo o futebol regrediu 100 anos...

Terei lido bem? Voltei a ler e lá estava:  o nosso Presidente, o homem do leme e por isso o mais atacado de todos os Dragões, escrevia um artigo de opinião onde, a propósito de homenagem ao Mestre Pedroto, observou a "nobreza da presença do directo do panfleto "A BOLA".
Fiquei chocado. Percebo agora porque motivo os porcos encornados se movem tão bem nos meandros da arbitragem... Percebo os 6 pontos de vantagem, percebo o silêncio dos nossos dirigentes à podridão que domingo a domingo assistimos... Porra!


A (muito) estranha e meteórica ascenção de um jovem árbitro do regime lisboeta


Pelas regras impostas, limite de idade, o Conselho de Arbitragem (CA) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) decidiu substituir o árbitro internacional Olegário Benquerença.
Até aqui tudo normal. A partir daqui não. Eis que surge a face obscura do “fazer as coisas pelo outro lado”, que é como quem diz, o tal “sistema”, onde nos é mostrado como “funcionam” as coisas lá para a Praça da Alegria em termos de “sr. Presidente, é só mais um favorzinho”…
Para o senso comum, seria lógico que o escolhido fosse um árbitro com experiência, com alguma tarimba. Por isso causou estranheza em todo o universo da arbitragem e do futebol em particular que os doutos membros do Conselho de Arbitragem (CA) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) tenham entregue a vaga de Olegário Benquerença como internacional ao lisboeta Tiago Martins.
Segundo foi dito à Agência Lusa por fonte do CA, o preterido para a tal vaga foi o portuense Manuel Oliveira, tendo prevalecido a posição de uma maioria, para quem o critério da idade se sobrepôs a outros, tendo em conta que havia árbitros com mais anos de primeira Liga e com mais experiência e provas dadas para preencher a vaga”,  A mesma fonte referiu que "existe um problema" com a escassez de novos valores na arbitragem….
No entanto, de acordo com a mesma fonte, a decisão não foi pacífica e houve mesmo quem considerasse que a opção por Tiago Martins contrariava um dos requisitos da FIFA para um árbitro atingir o estatuto de internacional, que é o de apitar, pelo menos, durante dois anos na competição principal.
O certo é que a preferência de vários conselheiros recaía no juiz portuense Manuel Oliveira, de 37 anos, completados em Outubro último, que é árbitro de primeira categoria há três anos, desde a época 2012/13, na qual se classificou em oitavo lugar, sendo que, na temporada anterior, 2013/14, ficou em 11.º lugar.
“Havia vários árbitros entre os 37 e os 39 anos, já com outra tarimba, que poderiam subir a internacionais, mas, tendo em conta o tempo médio de ascensão até aos escalões de topo, essa aposta deixá-lo-ia à beira do limite de idade quando atingisse esse patamar”, explicou à Agência Lusa um dos membros do CA que votou a favor do lisboeta Tiago Martins, por ser uma opção que tem subjacente uma “perspectiva de futuro”.
Foi dado como exemplo o caso de Pedro Proença para sustentar aquela tese: “Chegou a internacional em 2003, com 32 anos, e ascendeu ao grupo de elite em 2009, seis anos depois. É esse o tempo médio que um árbitro leva a chegar ao topo, isto se tudo correr bem.”

Ora bem, tendo sido uma escolha por maioria quase que percebemos quem foi o “patrono” da opção pelo mocinho lisboeta que subiu apenas esta 2014 à primeira categoria nacional.
Neste momento há quatro escalões que definem o patamar qualitativo dos árbitros na UEFA, o grupo de elite, de que fazem parte os portugueses Pedro Proença (44 anos) e Olegário Benquerença (45), que vai abandonar, o grupo 1, que inclui Duarte Gomes (41) e Jorge Sousa (39), o grupo 2, que conta com Artur Soares Dias (35), Carlos Xistra (40) e Hugo Miguel (37), e finalmente o grupo 3, com Marco Ferreira (37) e João Capela (40), aos quais se vai juntar Tiago Martins (34).
Deste lote de árbitros, o mais novo, com 35 anos, e o único, segundo a mesma fonte, com expectativas de chegar ao grupo de elite, o portuense Artur Soares Dias, que subiu recentemente ao grupo 1, juntando-se a Duarte Gomes e Jorge Sousa.
Portugal, que é um dos poucos países que têm nove árbitros na FIFA (são apenas cinco os países com esse elevado número de juízes), mantém essa quota, algo que os dirigentes consideraram da maior importância.
Na lista para o próximo ano constam os nomes de 9 portugueses, destacando-se a subida de Artur Soares Dias ao 1.º grupo. Os restantes são Pedro Proença (elite), Duarte Gomes e Jorge Sousa (1.º grupo), Hugo Miguel e Carlos Xistra (2.º grupo), João Capela, Marco Ferreira e Tiago Martins (3.º grupo).
  
Perguntam vocês. Afinal quem é esse imberbe Tiago Martins que chega a internacional sem nenhuma experiência e com apenas 3 jogos de I Liga?
Tiago Bruno Lopes Martins, filho de um árbitro, nascido em 29 de Maio de 1980, natural de Oeiras, árbitro por “paixão”, da Associação de Futebol de Lisboa,  dizem ser preparador físico e exercer actividade de gerente no Holmes Place do Dolce Vita Tejo.
Na sua muito recente actividade já conseguiu alguns feitos, salientando-se a sua apetência sulista nas apreciações e decisões arbitrais. Lembramo-nos de:
· Famalicão - Sporting para a taça de Portugal:  assinalou a grande penalidade contra o Famalicão, frente ao Sporting, numa bola que foi defendida com o peito pelo defesa famalicense;
·     FC Porto – Académica de Coimbra para a Taça da Liga:  transformou uma grande penalidade clara, cometida bem nas suas fuças, sobre Jackson Martinez, numa pretensa simulação, com a mostragem de um ridículo cartão amarelo, e amarelou todos os jogadores do FC Porto com entradas mais duras sem fazer o mesmo aos jogadores da Briosa, que iam passando pelo meio das pingas, como é uso dizer-se…

·         Feirense – FC Porto B para a Liga II: dualidade de critérios nas faltas cometidas, sempre em prejuízo do FC Porto B, com 3 amarelos para os portistas e um penalty arrancado pela sua visão rigorosa (única no relvado) que derrotou o FCPorto B

Conclusão: pela amostra, tratou-se de uma escolha cirúrgica de um rapaz que já mostra aptidões ao nível da melhor cartilha de Duarte Gomes, Lucílio Baptista, Bruno Paixão, Capela, Mota e quejandos… daqueles que vão "fazendo as coisas pelo outro lado"...

Nota: acabamos de saber que a retirada de Proença vai trazer-nos outro jovem, Fábio José Costa Veríssimo, nascido em 26 de Dezembro de 1982, estudante, natural de Peniche-Leiria, árbitro da Associação de Futebol de Leiria, da 1ª Categoria Nacional desde ... 2014 !!!!!  Outro jovem promissor, portanto. Aguardemos as suas perfomances para perceber as suas "aptidões"...
O engraçado disto é que afinal, Manuel Oliveira, da AF do Porto continua a "pagar" por ser nortenho.
Este Fábio Veríssimo, recorde-se, fazia a par com o Tiago Martins, o grupo de "estagiários" que beneficiou com a despromoção à segunda categoria nacional de Hugo Pacheco (da AF Porto) e de Rui Silva (da AF Vila Real)

Depois eu tenho a mania: no SNS, mais de metade do financiamento extraordinário foi para Lisboa

Dos 2603 milhões de euros que o Estado injectou no Serviço Nacional de Saúde entre 2012 e 2014, a região de Lisboa e Vale do Tejo usufruiu de 1490, ou seja, 50,8% do total. Naturalmente, mais do que as regiões Norte (22,6%) e Centro (15,3%) juntas, que beneficiaram de 663 milhões de euros e 450 milhões, respectivamente.

Refira-
se que o Norte e o Centro têm uma população de 5.349.624 pessoas, face aos 3.383.242 de Lisboa e Vale do Tejo, o que torna o financiamento desproporcionado face à população servida.

Meus caros leitores e leitoras: isto tem nome, é CENTRALISMO E COLONIALISMO LISBOETA QUE NUNCA MAIS ACABA!

Será preciso que o sangue da independência comece a correr debaixo das pontes?

Castelo do Queijo e o centralismo e colonialismo lisboeta


O governo de lisboa, que trata o país como financiador dos luxos da capital, anunciou a venda de 60 quartéis e fortes. Na Nortenha e Invicta Cidade do Porto ficamos a saber que o Castelo do Queijo, no Porto é um dos imóveis colocados à venda !!! 
Perante um decisão destas, que demonstra o total desrespeito por um dos símbolos do Porto, só me apetece dizer aos colonialistas-centralistas de lisboa: ponham os Jerónimos ou a Torre de Belém à venda, seus biltres usurpadores! Pode ser que um russo, chinês ou árabe endinheirado os comprem, mas tirem as mãos das nossas jóias!

O que seria da vida sem Caldo Verde?


Numa relação a dois, sinceridade é fundamental...


‘Shark Tank’ Turns Down Farmer 3 Times Before He Walks Away with a Deal and the Hearts of America


A second generation farmer and entrepreneur went on ABC’s Shark Tank to pitch a product and story that is still resonating in the hearts of many across the country.
Johnny Georges, a farmer from Florida, created the “Tree-T-Pee,”a device that, when put around the base of a tree, can save a farmer thousands of dollars in irrigation fees by containing the spraying water in a small space surrounding it.
Though it seemed as if Johnny suffered from a rough start at the beginning of his pitch due to some tough questions, he stayed true to himself when pressured why he refused to raise his prices:
“I work for farmers. It’s what I do, and helping them helps us all,” Georges said.”
“It’s not about the money to me. It’s about doing what’s right.”
Shark investor John Paul DeJoria jumped on board and accepted Georges offer of 20% of his company for a $150,000 investment.
“When Johnny said that this Tree-T-Pee saves 3,000 percent on water, you only use one-30th the water, that’s when I knew this was good for farmers. It’s good for America. I want to be this guy’s partner.”
Georges was overwhelmed with public support the day after his Shark Tankepisode appeared on ABC. Still, there is a buzz on social media:
Following the airing of his episode, Georges reportedly received 56,000 emails and sold thousands of “Tree-T-Pees” in one night. Since then, he has partnered with Home Depot, where you can buy your very own “Tree-T-Pee.”

A "Canção do Mar" (Dulce Pontes) by Catinca Popa

Porto d'outrus tempus


Proa encalhada do "Jacob Maersk" junto ao Castelo do Queijo, em 1976


No dia 29 de Janeiro de 1975, o superpetroleiro dinamarquês "Jacob Maersk", carregado com 88 mil toneladas de petróleo, encalhou à entrada do porto de Leixões. O motor do navio incendiou-se, provocando uma explosão que o partiu em três. Durante vários dias, os destroços do petroleiro estiveram em chamas com labaredas que atingiram os 100 metros de altura. A nuvem de fumo negro era visível em Viana do Castelo e Aveiro. Por toda a cidade o ar tornou-se quase irrespirável. Dezenas de moradores das imediações tiveram de ser internados com problemas respiratórios. Cerca de 15 mil toneladas de crude deram à costa, poluindo as praias num raio de 50 km. O custo da catástrofe foi, na altura, estimado pela OCDE em 2,8 milhões de dólares. As correntes acabaram por arrastar a proa do navio para junto do Castelo do Queijo (na imagem), onde permaneceu durante cerca de 20 anos, tornando-se quase um ícone, ainda que involuntário, da cidade.

Nomeações de árbitros e assistentes? Para quê? Não precisamos dessa palhaçada. Para serem mais honestos, basta isto...


A Taça da Liga continua a ser uma fraude: depois dos Capelas, o novo Tiago Martins e, claro, "sorteios" e regulamentos

Esta época:

4 grupos, em que temos dois de 4 equipas e dois de 5 equipas, ou seja, em dois grupos as equipas são obrigadas a fazer mais um jogo que os demais... Lindo!
Depois, nas meias-finais, os que jogaram menos, dos grupos de 4 equipas, são outra vez favorecidos porque jogam em casa a decisão da ida à final! Mesmo feito à maneira...

O que torto nasce ...

Nota: Hoje no Dragão, num jogo de sentido único, em que MAIS UMA VEZ, o Porto sofre um golo no único remate de uma fraquíssima equipa, o árbitro Tiago Martins, um jovem de Oeiras, consegue amarelar o avançado mais honesto que conhecemos, Jackson Martinez, por suposta simulação a penalidade, que sem recorrermos às imagens, percebemos ser inequívoca e "amarela" todos os jogadores portistas que cometeram faltas mais duras. Aos da Académica, um só, no fim de jogo, depois de duras cacetadas... Este cabeçudo lisboeta vai na senda de Capelas, Motas, Duartes ou Lucílios. Tomem nota do que vos digo!

Tiago Martins, árbitro de Oeiras, também vai ter um grande futuro...

Sócrates e PS: especialistas em...


A teia de Sócrates

Para provar a corrupção dos governos de Sócrates, as autoridades nem sequer teriam de proceder a buscas. No caso das parcerias público-privadas, bastará consultar o Diário da República


José Sócrates, mesmo preso, continua a ostentar o seu poder. E insiste em chamar à cadeia de Évora, em devota peregrinação, todos os que devem favores à sua governação e que estão na teia da sua influência política.

Enquanto primeiro-ministro, Sócrates usou os poderes que lhe tinham sido delegados pelo povo para beneficiar alguns grupos particulares, nomeadamente na Banca, nas obras públicas e nas parcerias público-privadas (PPP). De tal forma os beneficiou que, para provar a corrupção dos seus governos, as autoridades nem sequer teriam de proceder a buscas. No caso das PPP, bastará consultar o Diário da República. Lá estão as fórmulas matemáticas que garantem rentabilidades milionárias, superiores a 20% ao ano, num negócio de risco zero. Sócrates autorizou ainda pagamentos extraordinários de centenas de milhões sem qualquer justificação plausível. E foi também o seu governo que nacionalizou os prejuízos no BPN, deixando o património aos seus antigos donos.

Não será pois de estranhar que todos aqueles que tenham beneficiado com a estrutura de poder de Sócrates venham agora a responder à sua chamada. Por lá já passaram os concessionários das PPP: da era Sócrates, de Jorge Coelho, presidente da Mota-Engil nos tempos em que a empresa se tornou a maior concessionária rodoviária, até José Lello, então administrador da DST. Também os grandes escritórios de advogados, que urdem a malha legal da corrupção, prestam vassalagem ao ex-chefe do governo, através das visitas de António Vitorino, da Sociedade "Cuatrecasas", ou Tiago Silveira, da "Morais Leitão". Os construtores e promotores imobiliários estiveram representados na visita que Mário Lino fez à prisão acompanhado de Edite Estrela, a autarca que mais favoreceu o imobiliário, quase destruindo Sintra.

Mas não só os representantes do capital peregrinam até Évora. A teia política que Sócrates montou está intacta. José Sócrates requisita a presença e o apoio do fundador do PS, Mário Soares, e do seu actual líder, António Costa. Deputados, autarcas, ex-governantes, todos rumam a Évora em peregrinação, mostrando assim que está nas mãos de Sócrates o destino dos socialistas. Ainda que este destino seja o suicídio do PS.

Paulo Morais
vice-presidente da associação cívica Transparência e Integridade

Porto d'outrus tempus

Construção da Alfândega Nova em Miragaia, 1862.
No canto superior esquerdo pode ver-se a capela de Carlos Alberto, antes da construção do palácio de Cristal. A capela, mandada construir pela princesa de Montléart em homenagem ao seu irmão, o rei Carlos Alberto da Sardenha, começou a ser erguida em 1854, obra do pedreiro António Lopes Ferreira. A sua primeira missa foi celebrada a 25 de Dezembro de 1861.

A verdade: os países estão a ser roubados

Ai é?


Desde 1999 que nós sabemos que Bruno Paixão toca bem o instrumento da corrupção...

... ouvir o parvalhão da RTP dizendo que a vitória do Campomaiorense é justa merece também um "bacamarte" encornado...





Ponham um nome nestas coisas que estão a acontecer com (demasiada) frequência na Liga Salazar 2014/2015


A Corja que tem desgraçado o País!


Caros Amigos,

Soube na passada semana... e será melhor sentarem-se para não caírem de costas!
Já ouviram falar do famoso "ferry" que foi fabricado nos estaleiros de Viana do Castelo 
para fazer a interligação das ilhas dos Açores, e que o Governo do Sr. César & Cª 
Lda, rejeitou porque, em vez de dar 20 Knots de velocidade, só dava 18,5Knots? 

Ora, inicialmente projectou-se um "ferry" para transportar uns 12 carros e 2 camiões 
e ainda 80 passageiros, que é o normal para estas viagens inter-ilhas de rotina.
Eis quando um "expert" da política, com grande visão, lembrou que uma vez por
ano há as "Festas do Senhor Santo Cristo" e, nesse dia, com a vinda dos emigrantes, 
a lotação poderá subir para 600 passageiros. Aí, decidiu-se fazer um navio para 700 
lugares para dar 20 knots de velocidade, com uma dada quota de casco!

Acontece que, depois do desenho "final", o Governo do Sr. César mandou introduzir 
algumas alterações estilo camarotes de luxo (quem já fez cruzeiros ficou de boca 
aberta), e isso criou mais peso em relação ao projecto inicial e afundou o 
casco mais uns centímetros, retirando obviamente velocidade! Em resumo: Este 
"famoso" ferry está actualmente no Alfeite e a sua manutenção (para que não 
apodreça) custa a todos nós €400.000/mês! 

O Governo dos Açores (por votação da AR, onde estava a Senhora Secretária de 
Estado da Defesa, que agora tem este tabuleiro quente nas mãos), rejeitou o 
navio porque em vez de 20 Knots, só dá 18,5Knots, mas foi alugar um "ferry" que 
só dá 14Knots, repito 14 Knots, e custa a todos nós uns milhões de Euros/ano.
E esta gente continua à solta? O Senhor Presidente da República não sabe disto?
Será que isto não é razão para declarar o Estado de Sítio até se arrumar a casa 
destes casos vergonhosos e até que a economia cresça a 3% e formar um Governo 
de iniciativa Presidencial para atingir este objectivo e para reformar o Estado?

Um abraço
José Armando Vizela Cardoso (General)
[daqui]

Israel - Your Way

Viagens Lenita: Covilhã-Évora é um saltinho


Holocaust Memorial Day


Coisas d'Homem!


Dúvidas houvessem: o que se viu hoje em Paços de Ferreira foi uma vergonha que reforça a evidente corrupção boifiquista!

... aquele penalty contra o Paços de Ferreira, felizmente falhado, É PREMEDITAÇÃO  que só fundamenta e confirma a CORRUPÇÃO encornada!

... Paixão é um (re)conhecido tratante que, só ao 3º penalty a favor do Paços de Ferreira é que, a muito custo e só com a indicação do assistente, marca a inequívoca penalidade!

... e depois o jogo não terminava.


C H E G A !








O Sniper Português: a história do atirador especial mais letal da história portuguesa,agora num cinema em Évora!


10 brunches imperdíveis no Porto

BBgourmet
Onde: Bolhão (Rua Fernandes Tomás 764) Antas (Rua César da Neves 160)
Quando: Todos Sábados, Domingos e Feriados do 12h às 16h
Em destaque: a variedade
Croissants, scones, bicos de pato, pão variado, compotas, manteiga, mel, cereais, salmão curado caseiro, queijos, fiambre assado, quiche, pastéis de massa tenra, bola mista, tomate assado com orégãos, saladas variadas, chips de batata, salada de frutas, doçaria artesanal, chá e limonada. Para os quentes existe um creme de legumes e outra opção à escolha entre ovo benedict, ovos mexidos com queijo fiambre ou misto, ovos mexidos com espargos, tostada de ovo frito com bacon, panquecas com frutos vermelhos e chantilly ou compota de laranja.
Preço: 15 euros
Porto Palácio Congress Hotel & Spa
Onde: Avenida da Boavista, 1269, Porto
Quando: Domingos, do 12h às 15.30h
Em destaque: a vista
Danish pastry, chausson au pomme, muffins, cereais, iogurtes, compotas variadas, bôla de carne, panquecas, ovos mexidos, bacon, salmão fumado com guarnição clássica ou tábua de queijos, saladas frescas, cocktail de camarão e pratos quentes.
Preço: 30 euros
Casinha Boutique Café
Onde: Avenida da Boavista, 854
Quando: A qualquer hora e em qualquer dia.
Em destaque: o ambiente e a tosta de salmão
Bebida à escolha entre café americano, frappé, expresso shakerato, limonada com hortelã pimenta, groselha, chá gelado. Croissant brioche, scone com manteiga e doce, sopa , iogurte grego com framboesa e tosta tradicional (9,95 euros).
O preço acresce a 10,95 euros se optar por tosta tradicional salmão ou de presunto e brie.
Rota do Chá
Onde: Rua Miguel Bombarda, 457, Porto
Quando: Sábados, domingos e feriados das 12h às 16h.
Em destaque: o espaço e a variedade de chá
Serve sumo de laranja, quiche, scones, compota, tosta, ovos mexidos, espargos e pastéis tailandeses. E claro, mais de 300 tipos de chá.
Preço: 12 euros
Taberna do Bonjardim
Onde: Rua do Bonjardim, 450, Porto
Quando: Sábado entre as 13h e as 16h
Em destaque: a variedade
O menu varia um pouco todas as semanas e é servido em formato buffet. Para além da sopa, do prato quente, da salada composta e da sobremesa que mudam semanalmente é este o menu fixo: pães e croissants, ovos mexidos, doces, limonada, groselha, água, vinho branco e tinto, café e chá.
Preço: 15 euros
Casa de chá de Serralves
Onde: Rua D. João de Castro, 210 (Museu de Arte Contemporânea de Serralves)
Quando: Sábado e Domingo das 10h às 18h
Em destaque: o espaço
Este brunch está sujeito a reserva com 24horas de antecedência. Conta com panquecas com mel e compotas, salada de queijod e cabra com frutas, ovos mexidos com cebolinho, bacon, cogumelos salteados, tomate grelhado, salmão curado e uma seleção de charcutaria, shot de sopa, sumo natural e café ou chá.
Preço: 18 euros
Café Progresso
Onde: Rua Actor João Guedes 5
Quando: Segunda a sábado a partir das 7h, domingo a partir das 10h
Em destaque: a localização
Este brunch está disponível a qualquer hora, todos os dias e apesar de não ser muito elaborado os menus são completos e a localização especial, no centro histórico do Porto. Conta com três menus.
Menu Despertar: leite, cereais, café, torrada, manteiga e compotas; menu Amanhecer: meia de leite ou chá, croissant ou torrada, manteiga e compotas e sumo de laranja natural; menu Bom Dia: meia de leite, torrada, ovos mexidos, manteiga e compotas e sumo de laranja natural.
Preço médio: 5 euros
Terrella
Onde: Rua Ofélia Diogo da Costa, 105C
Quando: Domingo das 11.30s às 16.30h
Em destaque: a qualidade dos produtos
Pela mão do chef Hélio Loureiro este brunch, em modo buffet, conta com os tradicionais pães, scones, waffles, donuts, cereais, ovos mexidos, salsichas, fiambre e queijo fatiados e com opções mais arrojadas como feijão branco com calda de tomate, enchidos, saladas variadas, tomates recheados ou cogumelos salteados. Das opções quentes tem sopa, prato de carne ou peixe. Para sobremesa: bolo brigadeiro de chocolate, tarte de limão merengada, mousse de chocolate, rolo de laranja e fruta laminada.
Preço: 12,5 euros com bebida e café
Breyenr 85
Onde: Rua do Breyner, 85
Quando: Sábados das 13h às 16h
Em destaque: o ambiente
Tarte de courgette, pinhões e azeitonas, pasta com pesto e chouriço, rolinhos de pizza, brie embrulhado em massa quebrada com cogumelos salteados, panquecas e sopa.
Preço: 10 euros e inclui duas bebidas
Rosa et Al Townhouse
Onde: Rua do Rosário, 233
Quando: Sábados e domingos do 12h às 16h
Em destaque: o espaço
Existe um menu de 20 euros que inclui pratos quentes como shakshuka e chorizo hash. Também é possível escolher pela ementa, e as opções vão de iogurte com granola caseira, ovos benedict, rabanadas, panquecas ao croque-monsieur e tortilla. Para beber, sumo de laranja natural ou uma das 38 variedades de chá.