Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

La Tigre e la Neve

La Vita è Bella” foi o filme que lançou Benigni para o estrelato. O drama de um pai que consegue manter o filho vivo e feliz num campo de concentração foi um daqueles filmes que marcou a sua época (final dos anos 90), relançou a confiança mundial no cinema europeu e é na minha opinião um dos melhores filmes de sempre.
Frase como “Mille punti!” ou “Buon giorno, Principessa!” são inesquecíveis e Benigni será para sempre recordado por isso. Nos anos que se seguiram com “Pinocchio” e participações no filme “Astérix et Obélix Contre César” caiu na vulgaridade, esta era a última oportunidade de relançar a carreira. E aqui Benigni, com o seu tradicional ar cómico e as diversas desaventuras que atravessa, torna-se um Chaplin dos nossos tempos.
Em “La Tigre e La Neve” repete a receita vencedora da obra-prima: um homem invulgar, divertido, indiferente ao perigo e muito apaixonado, totalmente fascinado por uma mulher, vê-se separado dela pela guerra. Quando a sabe ferida nos confins do mundo, a sua dedicação irá levá-lo até lá e o Amor irá realizar todos os milagres necessários para a salvar.
Desde a primeira cena, em que um estranho casamento é interrompido, o espectador é confrontado com a possibilidade de o filme não seguir os padrões habituais. Quem não viu “La Vita è Bella” adorará este filme, quem viu irá pensar que é o mesmo. Benigni não pode ser criticado por ter repetido o seu único êxito, se o primeiro foi um filme do agrado de todos, este também o poderia ser. Numa época em que os efeitos especiais são o actor principal, o regresso às simples estórias de amor deve ser aplaudido.

Título Original: "La Tigre e la Neve" (Itália, 2005)
Realização: Roberto Benigni
Intérpretes: Roberto Benigni, Nicoletta Braschi, Jean Reno, Tom Waits
Argumento: Roberto Benigni e Vincenzo Cerami
Fotografia: Fabio Cianchetti
Música: Nicola Piovani e Tom Waits e Kathleen Brennan com a canção "You Can Never Hold Back Spring"
Género: Comédia/Drama/Guerra/Romance
Duração: 114 min.
Sítio Oficial:
http://www.letigreetlaneige-lefilm.com/

(opinião de Nuno Reis, na Antestreia)

TGV

Muito bem apanhado pelo Blog Social Português:


Na próxima vez que precisar de fazer a viagem entre o Porto e Vigo, pense bem no meio de transporte a utilizar. O comboio... ou a bicicleta? Um grupo de ciclistas profissionais galegos fez uma corrida contra o comboio, entre Vigo e o Porto, e a verdade é que só perderam o desafio por uma hora... Quando a composição chegou à estação de S. Bento, Óscar Pereiro, Marcos Serrano, Luis Fernández Oliveira, Gustavo Domínguez e Jacob Agra (motociclista que treina com os profissionais do pedal) já estavam em Esposende.

A ideia da corrida foi do jornal "A Voz da Galiza". Os desportistas aceitaram o desafio e, às 8.27 horas do passado dia 15, partiram em simultâneo com o comboio, no qual seguia um jornalista do diário espanhol. Alberto Magro chegou ao Porto três horas e oito minutos depois.
.
Nessa altura, os ciclistas estavam apenas a 44 quilómetros da Invicta, onde chegariam à 13.00 horas. Contudo, os promotores da iniciativa descontaram meia hora a quem pedalou, tendo em conta os obstáculos encontrados pelo caminho. "A partir de Viana, o trânsito desordenado e um desvio por causa de obras obrigou a fazer 10 quilómetros suplementares", explicou o jornal, lembrando que, até ali, a vantagem do comboio sobre as bicicletas rondou os 20 quilómetros.
.
Contas feitas, os ciclistas fizeram uma média de 40 quilómetros por hora. Pouco menos da que efectuou a locomotiva: 49,4 quilómetros por hora. No troço galego e na ligação até Viana do Castelo as muitas paragens e as "curvas incessantes" fizeram com que a viagem nos carris decorresse ao ritmo dos ciclistas.
.
"Só a ritmo de bicicleta se compreende que o comboio demore 52 minutos para percorrer os 35 quilómetros entre Vigo e Tui, quando um automóvel leva apenas um quarto de hora", constataram os jornalistas; "A Voz da Galiza", lembrando que, apesar disso, o bilhete Porto/Vigo custa 14,40 euros, "o dobro do preço da portagem na autoestrada". Também por isso, registaram, o comboio não ultrapasse uma média de ocupação de 33%.

E, realizado o desafio, ficou a certeza de que, apesar dos desportistas não terem vencido o comboio, os grandes derrotados são mesmo "os passageiros que todos os dias usam aquela linha".
.
Hugo Silva no Jornal de Notícias

Brokeback Mountain - Versão Mini


Brokeback Mountain em 30 segundos.
Uma paródia bem divertida!

Ora aqui está um homem com boas idéias; um idiota, portanto...



Investigação e weblogs

Aqui está uma lista de investigadores espanhóis que trabalham sobre blogs. Já agora não perder este post em constante actualização: Tesis doctorales sobre blogs.

A carta do chefe de gabinete

Tem muito que andar o Inimigo Público para chegar aos calcanhares da carta do chefe de gabinete do Presidente do Supremo Tribunal Administrativo, que o Público hoje dá à estampa:


Com referência ao artigo publicado ontem, intitulado “Vice-presidente do Supremo Administrativo nomeia sobrinho para seu assessor”, encarrega-me Sua Excelência o presidente do Supremo Tribunal Administrativo de fazer notar a V. Exa. que é de lamentar que a comunicação social se preocupe em publicitar situações como a vertente, quando há muitos outros factos a noticiar, estes sim, de extrema relevância para a jurisdição administrativa e fiscal e cujo conhecimento aproveitaria, seguramente, a todos os cidadãos.

Rogério Martins Pereira

Chefe de gabinete Sup. Trib. Administrativo

China trava nova aproximação do Vaticano




Segundo informa a Agência Ecclesia, o governo de Pequim voltou a travar uma aproximação da diplomacia do Vaticano, assegurando que as relações entre as duas partes apenas melhorarão se a Santa Sé deixar de reconhecer Taiwan e de "interferir nos assuntos internos chineses". Qin Gang, porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros chinês, comentou em conferência de imprensa as notícias de que Bento XVI gostaria de visitar a China. "Esperamos que o Vaticano tome medidas concretas para a criação de uma atmosfera sólida e de condições favoráveis para a melhoria do relacionamento entre a China e o Vaticano", disse em Pequim

Nesse sentido, o governo chinês não abdica de duas condições: o Vaticano deve cortar as relações diplomáticas com Taiwan e "não interferir nos assuntos internos chineses", incluindo a nomeação dos Bispos católicos para a China. "Com base nestes dois princípios, o Governo chinês deseja sinceramente melhorar as relações com o Vaticano, e já fizemos esforços activos nesse sentido", disse o porta- voz da diplomacia de Pequim.

Os dois países romperam suas relações em 1951, quando o Vaticano excomungou dois Bispos nomeados por Pequim, que por sua vez expulsou o Núncio Apostólico, que se veio a fixar em Taiwan. Vários contactos informais têm sido desenvolvidos desde que Bento XVI sucedeu a João Paulo II, fazendo do estabelecimento de relações diplomáticas com a China uma das suas prioridades. Embora o Partido Comunista Chinês se declare oficialmente ateu, a Constituição chinesa permite a existência de cinco Igrejas oficiais (Associações Patrióticas), entre elas a Católica, que tem 5,2 milhões de fiéis. Segundo fontes do Vaticano, a Igreja Católica "clandestina" conta mais de 8 milhões de fiéis, que são obrigados a celebrar missas em segredo, nas suas casas, sob o risco de serem presos.

Após o primeiro Consistório do pontificado de Bento XVI, em que foi criado Cardeal o Bispo de Hong Kong, o secretário do Vaticano para as relações com os Estados, Arcebispo Giovanni Lajolo, disse que o Papa não recusaria o convite para visitar a China se este lhe fosse feito. Para o prelado, é apenas uma questão de tempo até que o governo chinês acabe por aceitar que não é competência do Estado o controlo das consciências e das opções religiosas.

Ao Longo dos Tempos

Hoje é Sexta-feira, 31 de Março, nonagésimo dia do ano. Faltam 275 dias para o final de 2006.






Eventos históricos
· 1371 - era assinado o Tratado de Alcoutim, que pôs termo à luta entre os reis Fernando de Portugal e Henrique II de Castela
· 1821 - É extinta a Inquisição em Portugal, por uma sessão das Cortes Gerais, Extraordinárias e Constituintes da Nação Portuguesa
· 1889 - Torre Eiffel é inaugurada por Gustave Eiffel que a projetou.
· 1939 - Termina a Guerra Civil Espanhola com a vitória do generalíssimo Franco.
· 1948 - O Congresso norte-americano aprovava o Plano Marshall de ajuda à Europa, depois da II Guerra Mundial
· 1959 - O 14º Dalai Lama, Tenzin Gyatso, foge da China e refugia-se na fronteira com a Índia
· 1964 (ou 1 de abril) - Golpe militar de 1964 no Brasil derruba o presidente João Goulart; dia que aconteceu a Operação Brother Sam onde departamento de Estado norte-americano envia ao Brasil navios e aviões com 110 toneladas de armas para depor o presidente Jango
· 1965 - Pico da Neblina, ponto mais alto do Brasil com 3.014 m de altura, é escalado pela 1ª vez.
· 1990 - Milhares de pessoas participam de manifestações de repúdio contra o novo imposto criado pela Primeira-Ministra Margaret Thatcher, o Poll-tax.
· 1991 - Dissolução do Pacto de Varsóvia
· 1992 - O rei de Espanha e o presidente de Israel assinavam, em Madrid, a anulação do édito da expulsão dos judeus de Espanha, promulgado 500 anos antes, a 31 de Março de 1492, pela rainha Isabel a Católica

Nascimentos
· 250 - Constâncio Cloro, imperador romano do Ocidente (m. 306)
· 1519 - Henrique II de França (m. 1559)
· 1596 - René Descartes, matemático e filósofo francês (m. 1650)
· 1675 - Papa Bento XIV (m. 1758)
· 1732 - Joseph Haydn, compositor austríaco (m. 1809)

Falecimentos
· 1204 - Leonor da Aquitânia, rainha da França e da Inglaterra (n. 1121)
· 1621 - Rei Filipe III de Espanha, II de Portugal (n. 1578)
· 1703 - Johann Christoph Bach, compositor alemão (n. 1642)
· 1727 - Isaac Newton, matemático e físico inglês (n. 1643)
· 1913 - J. P. Morgan, banqueiro americano (n. 1837)
· 1945 - Anne Frank, cujo mundialmente famoso diário foi publicado após o fim da Segunda Guerra Mundial (n. 1929)

Feriados e eventos cíclicos
· Brasil: Dia da Integração Nacional
· Brasil: Dia da Saúde e Nutrição
· Dia da Doutrina Espírita

Santo do dia
· São Benedito

Datas com história: 29 de Março de 1461


Guerra das Rosas – Batalha de Towton: Eduardo de York derrota os Lancasters de forma estrondosa e torna-se Rei de Inglaterra; Margarida de Anjou foge de Inglaterra e Henrique VI é preso na Torre de Londres

De 1455 a 1485 as casas reais inglesas de Lancaster (rosa vermelha) e de York (rosa branca) travam a Guerra das Duas Rosas. Ricardo de York, o maior senhor feudal inglês, aspira ao trono e aprisiona o rei Henrique VI, mas é derrotado na batalha de Wakefiel, em 1460. Eduardo IV, de York, vence a batalha de Towton, em 1461, e ascende ao trono, sob a tutela do conde de Warwick. Mas este se alia aos Lancaster e devolve a Coroa a Henrique VI. Na batalha de Barnet, em 1471, Warwick, Henrique VI e outros membros da Casa de Lancaster são mortos. Em 1483 morre Eduardo IV e o trono é usurpado por seu irmão Ricardo III, após mandar estrangular os sobrinhos e herdeiros da Coroa. Mas o herdeiro conjunto das Casas de Lancaster e York, Henrique VII, desembarca em Gales em 1485, derrota Ricardo na batalha de Bosworth e funda a dinastia Tudor.

Wikipédia.

Google Research Publications

Para os interessados: Google Research Publications.

Os 153 anos de Vincent van Gogh

Faz hoje 153 anos, que nasceu em Zundert, na Holanda, o pintor Vincent van Gogh, considerado um dos maiores pintores de sempre, junto com Rembrandt e outros mais recentes, como Picasso. Gogh, na sua curta vida, pintou cerca de 900 quadros e 1100 desenhos, num período de apenas 10 anos.

Ao Longo dos Tempos

Hoje é Quinta-feira, 30 de Março, octogésimo nono dia do ano. Faltam 276 dias para o final de 2006.




* 1856 - Assinatura do Tratado de Paris que pôs termo à guerra da Crimeia.

* 1867 - A Rússia vendia o Alasca aos EUA por 7,2 milhões de dólares.

* 1917 - O governo provisório russo garantia a independência da Polónia.

* 1922 - Gago Coutinho e Sacadura Cabral partiam de Lisboa, no hidroavião Lusitânia, para a primeira travessia aérea do Atlântico Sul.

* 1966 - O Governo francês notificava os EUA de que dispunham de um ano para fechar todas as bases militares norte- americanas no país.

* 1985 - Realizava-se nos estúdios da RTP, o primeiro sorteio do Totoloto.

* 1992 - A Academia de Hollywood dava os cinco principais Óscares a "O Silêncio dos Inocentes": melhor filme, melhor realizador (Jonathan Demme), melhor actriz (Jodie Foster), melhor actor (Anthony Hopkins) e melhor argumento. Em 1993, Hollywood distinguia "Imperdoável", de Clint Eastwood, com os Óscares de melhor filme, melhor realizador, melhor montagem e melhor actor secundário.

* 1993 - Hollywood distinguia "Imperdoável", de Clint Eastwood, com os Óscares de melhor filme, melhor realizador, melhor montagem e melhor actor secundário.

* 2003 - Era inaugurada a Ponte do Infante, ligação entre o Porto e Vila Nova de Gaia.

* 2005 - A comissão de Assuntos Externos do Parlamento Europeu dava "luz verde" à adesão da Bulgária e da Roménia à União Europeia, a 01 de Janeiro de 2007.

Falecimentos

1986 - James Cagney, actor norte americano, com 86 anos.

Nascimentos

1746 - O pintor espanhol Francisco de Goya

1853 - O pintor holandês Van Gogh

Sporting Clube Calimero (*)

(*) Miguel Sousa Tavares - mais um artigo de opinião emanado na Bola, deste Enorme Dragão:

1 Nunca assisti, e seguramente nunca irei assistir em dias da minha vida, a um jogo em que o Sporting perca e a culpa não seja do árbitro. Sucedem-se os presidentes, os dirigentes, os treinadores e os jogadores, e a culpa dos maus resultados nunca é deles, mas sempre dos árbitros. Já faz parte da cultura sportinguista, está de tal maneira entranhado naquelas almas que já nem se dão conta das figuras ridículas, às vezes mesmo patéticas, que fazem. A única vez, nos últimos anos, que alguém desafinou na orquestra caíram-lhe todos em cima indignados. Foi quando Filipe Soares Franco se lembrou de dizer o que toda a gente, menos os sportinguistas, tinham visto: que, no derby lisboeta do ano passado, não foi o Luisão que fez falta sobre o Ricardo, mas o Ricardo que saiu em falso a uma bola alta - coisa que não é assim tão rara. Agora, a propósito do jogo da Taça com o FC Porto, lá veio o Ricardo dizer que só não ganharam porque «não nos deixaram ganhar ». O árbitro, pois claro. Até podia ser que fosse verdade que o árbitro os tivesse prejudicado, mas nem assim isso teria impedido que o Sporting pudesse ter ganho, bastando para tal que tivesse jogado mais ao ataque e não apenas no sistema Liedson resolve, que parece ser o único que conhece; ou que tivesse procurado e criado mais oportunidades de golo, em lugar de se limitar a esperar por um erro do adversário, conforme sucedeu; ou, mais simples ainda, que o João Moutinho tivesse convertido o penalty que o Baía defendeu ou que o próprio Ricardo tivesse conseguido defender apenas um dos cinco penalties convertidos pelos portistas. Mas não: a verdade fica melhor servida se se disser que foi o árbitro que não os deixou ganhar.

E, então, o que fez de tão terrível o árbitro, Olegário Benquerença? Não assinalou um canto a favor do FC Porto na primeira parte e uma favor do Sporting na segunda; deixou passar um lance duvidoso do Tonel sobre o McCarthy na área sportinguista, que eu não acho que tivesse sido suficiente para penalty,mas que, ao contrário não deixaria de ter sido reclamado como tal pelos sportinguistas; deixou passar uma mão do Pepe que seria penalty, se de facto ocorreu dentro da área, mas que é precedida imediatamente de uma falta do Polga sobre o McCarthy, que permite lançar o contra-ataque; mostrou e bem o segundo amarelo ao Caneira, quando ele, já tudo sanado, resolveu ir meter-se numa discussão entre o Rodrigo Tello e o Raul Meireles, tendo todos logicamente visto o cartão; e expulsou o Bosingwa por uma falta que ele não cometeu. Eis tudo. É preciso lata, descaramento e total falta de desportivismo para vir dizer no fim que foi o árbitro que não os deixou ganhar. A obsessão pelos árbitros é tamanha, entre as gentes do Sporting, que, ainda o jogo da Taça mal tinha acabado e já os dirigentes sportinguistas se estavam a queixar do próximo árbitro, para o jogo do campeonato, em casa e contra o pobre Penafiel! Faz-me lembrar a anedota daquele anarquista que a cada país que chegava perguntava: «Há governo? Se há, eu sou contra.»

2 Quando me acusam de ser um portista faccioso, eu riome por dentro. É que eu, pelo menos, não escondo que sou portista e é nessa exclusiva qualidade que aqui escrevo. Mas o que dizer dos supostos imparciais e independentes que também escreveram que o Sporting tinha justas reclamações da arbitragem de Olegário Benquerença? Eu, pelo menos, reconheço que o jogo não valeu nada, o Porto não jogou nada e, mais uma vez, Adriaanse demonstrou uma total falta de ideias e de estratégia para ser capaz de ganhar um jogo importante. Mas eles acaso viram um Sporting dominador, a jogar bem, a criar oportunidades e a não ganhar por culpa do árbitro? Porquê que aos protagonistas do FC Porto nunca ninguém se lembra de perguntar se têm queixas da arbitragem e aos do Sporting são todos questionados sobre isso: o presidente, o vice-presidente, o candidato a presidente, o director do futebol, o adjunto, o treinador e os jogadores, só faltando omassagista e o roupeiro? Porquê que, quando eles se queixam que ficou um penalty por marcar, ninguém tem coragem de lhes lembrar que a jogada começa numa falta que ficou por marcar contra o Sporting? Porquê que, quando o Ricardo diz que não ganharam porque não os deixaram, ninguém tem coragem de lhe dizer que se ele tivesse conseguido defender um dos penalties, como o Baía fez, podiam ter ganho? Porquê que quando o Paulo Bento tem o desplante de se queixar da inferioridade numérica, ninguém se atreve a lembrar-lhe que ela durou exactamente um minuto de jogo jogado?

E o que dizer da miserável história inventada pelo Record da bola supostamente atirada pelo Baía à cara do Ricardo? Olhem bem para a fotografia: vê-se a mão do Baía emposição de quem acabou de lançar a bola devagar na vertical para que o Ricardo a agarre tranquilamente; e vê-se o Ricardo de braços caídos e a desviar a cara. Das duas, uma: ou o Ricardo não tem reflexos para agarrar uma bola que qualquer criança agarraria e então não se percebe que seja um guarda-redes tão extraordinário como dizem que é, ou então fez de propósito para fazer passar por agressão o que só com toda a má-fé do mundo pode ser visto como tal. Mas, pelos vistos, houve quem quisesse ver isso mesmo. É gente que, do futebol só gosta de inventar casos e suspeitas e suscitar lamúrias e queixumes de maus perdedores. É a gente que tem dado cabo do futebol português. Ainda bem que eu nunca serei presidente do FC Porto. É que se o fosse, acho que um dia acabava por perder a paciência e retirava a equipa das competições. Deixava os cavalheiros e os regeneradores a falar sozinhos e a dividirem entre si os campeonatos, como nos tempos do antigamente, de que eles têm tantas saudades.

3 E assim, estudadamente, vai-se preparando o ambiente para o Sporting- Porto de 8 de Abril. Vai-se preparando o ambiente propício à nomeação de um Lucílio Baptista ou semelhante. Há duas coisas que eu seria capaz de apostar acerca desse Sporting-Porto que aí vem: uma, é que o FC Porto não vai acabar o jogo com onze jogadores; outra é que, se o Sporting não ganhar, todo o seu povo vai atribuir as culpas ao árbitro.

Na Luz, depois de perder com o Benfica, ouvi Co Adriaanse dizer uma coisa, com a qual nem sequer concordei, mas que, de forma alguma me irritou: que o Benfica tinha ganho porque tinha sidomelhor. Quando será que ouviremos os grandes senhores do Sporting algum dia dizerem coisa semelhante?

Código de Estrada

Aqui pela santa terrinha estes novos avisos já estão a ser colocados... É certo que muita gente vai ser multada.

Jogo


...de plataformas com gráficos bastante interessantes.

A chamada "resistência" iraquiana

"Três grupos de homens armados assaltaram e raptaram pelo menos 24 iraquianos que trabalhavam numa casa de corretagem e em duas lojas de produtos electrónicos, em Bagdad, segundo o Ministério do Interior."

Mais uma brilhante acção da "resistência" iraquiana contra a ocupação americana. Ocupação representada por "perigosos" funcionários civis iraquianos. Em condições normais seria apelidada de crime...

Gata

A actriz Scarlett Johansson foi considerada a mulher mais sexy do mundo pela revista para homens FHM





Casa Pia, esse anedótico e triste folhetim

"O Estado vai pagar mais de dois milhões de euros em indemnizações às vítimas de abusos sexuais da Casa Pia. O Tribunal Arbitral, constituído para ressarcir alunos e ex-alunos molestados, decidiu atribuir a indemnização máxima de 50 mil euros a 40 das 50 vítimas que recorreram à comissão arbitral." (CM)

A julgar por estas indemnizações, parece provada a vitimização e o sofrimento dos jovens. Mais difícil (ou mesmo impossível) parece ser a condenação dos criminosos responsáveis. O que não deixa de se anedótico: haver vítima sem abusador....

Ministra Centralista

Foi simplesmente delirante a presença da Ministra da Cultura Lisboeta no programa da RTP, o Prós e Contras, que se realizou a partir do “nosso” S. João, Teatro Nacional.
A delirante senhora proclamou a descentralização da cultura, vangloriou-se da reabertura de mais um teatro, da captação da colecção Berardo e a "grande" vitória de ter conseguido uma extensão do Hermitage...
A grande anedota é que todas estes "gloriosos" feitos acabaram por ter uma sede: a insuportável capital, Lisboa! É mesmo descaramento: falar em descentralização e acabar por enumerar as grandes conquistas para os lisboetas... Miserável gente esta que nos governa ... de Lisboa...

Datas com história: 28 de Março de 845

Os Vikings cercam Paris. Os Normandos ("homens do Norte"), nome dado, na época carolíngia, aos piratas vindos por mar da Escandinávia (noruegueses, suecos e dinamarqueses), e que se chamavam a si próprios vikings, percorreram as costas da Europa no séc. VIII. Sob o nome de varegos, ocuparam, em meados do séc. IX, o vale superior do Dnieper, Smolenski e Kiev, e espalharam-se até Constantinopla. Tornaram-se, no plano comercial, os intermediários entre Bizâncio e o Ocidente, entre cristãos e muçulmanos. Mas era o Ocidente que, principalmente, os atraía. Descobriram a Islândia (séc. IX), a Groenlândia (séc. X). Os noruegueses colonizaram o norte da Escócia e da Irlanda; os dinamarqueses instalaram-se no nordeste da Inglaterra (séc. IX). Organizados em pequenos bandos, reunidos em flotilhas de grandes barcos, chegaram, após a morte de Carlos Magno, a desembarcar na entrada dos principais rios do reino franco. Carlos, o Calvo, teve de, mais de uma vez, pagar para que se retirassem. Em 886, sitiaram Paris, valentemente defendida por Eudes e o bispo Gozlin; mas Carlos, o Gordo, entrou em acordo com eles mediante enorme resgate e a autorização de saquearem a Borgonha. Em 911, no Tratado de Saint-Clair-sur-Epte, Carlos III, o Simples, cedeu ao chefe deles, Rollon, a região actualmente conhecida pelo nome de Normandia, exigindo em compensação que o conde normando e seus súbditos se fizessem cristãos, abandonando a selvajaria em que viviam, e reconhecessem Carlos, o Simples, como suserano.

Foi da Normandia que, no séc. XI, partiriam para conquistar a Inglaterra. Após o acordo firmado por Rollon as invasões cessaram, mas o gosto pelas expedições a terras distantes persistiria entre os normandos, que fundaram principados no sul da Itália e na Sicília (séc. XI-XII). Foi Richard, conde dos normandos, descendente de Rollon, que encomendou em 994 de um cónego da região dos francos, Saint-Quetin-Dudon, a história do principado que tinha sob seu domínio, assim como de seus ancestrais. Nessa obra é encontrada um fato que teria ocorrido logo após o baptismo de Rollon, em 911:
"Como símbolo de segurança restabelecida, o duque proibira recolher os arados. Eles ficariam expostos no campo. Um lavrador veio almoçar em casa, deixando o instrumento no lugar. Como muitas mulheres, a sua era maldosa: foi apoderar-se do jugo, da relha e da lâmina. O camponês queixou-se ao duque, que o indemnizou, ordenando uma investigação na aldeia. Recorreu-se ao ordálio, à prova de fogo em nome de Jesus Cristo, sem sucesso, e Rollon, recém-batizado, inquietava-se, perguntava ao bispo: 'Se o Deus dos cristãos vê tudo, por que não desmascara o culpado?'.

Interrogado, o camponês revelou que apenas sua esposa podia saber onde se encontrava o arado. A mulher foi presa, chicotearam-na com varas. Ela confessou. Então o duque perguntou ao camponês: 'Sabias que tua mulher era ladra? Então mereces a morte e por duas razões: és o chefe de tua esposa, devias controlá-la, impedi-la de causar dano. Se, no par conjugal, o homem não segura o leme, tudo vai por água abaixo. Além do mais, devias denunciá-la, entregá-la à justiça do povo, portanto és seu cúmplice'. A mulher e seu marido foram enforcados". Para Guillaume de Jumièges, monge que no século XI escreveu a biografia de Guilherme, o Conquistador, também descendente de Rollon, apenas a esposa foi punida. Vararam-lhe os olhos.
Nessa época escrevia-se pouco, e raramente em veículos duráveis. Todo poder exercia-se sobretudo pela palavra e gestos. As fontes de informação são esporádicas. A cultura escrita era monopólio dos padres.

Para os povos bárbaros o mais importante era o facto criminoso considerado objectivamente. A razão da pena era a "quebra da paz" pública ou privada e baseava-se na vindicta. Não havia muita preocupação com a culpa (sentido amplo), ou com o elemento subjectivo do delinquente; o dano material causado tinha sempre um valor predominante.A prova de fogo: ordálio ou juízo de deus que consistia em submeter a testemunha ou o acusado ao contacto com o fogo, após o que aguardava-se um determinado tempo, se houvesse queimaduras estava mentindo, se não houvesse, estava falando a verdade. O responsável pela paz voltava-se para o Deus justiceiro exortando-o a baixar ele mesmo a sentença.A condenação acima mostra que apenas os homens haviam sido submetidos à prova: não mais que os animais domésticos, as mulheres não eram da alçada da coisa pública, são objectos, móveis.

Fontes: - "Damas do Século XII", Georges Duby, Ed. C. das Letras, 1995.- "Idade Média na França", Georges Duby, JZE, 1992.- Enciclopédia Koogan-Houaiss Digital, 1999.- "Princípios de Direito Criminal", Ferri.

Fátima: peregrinações anunciadas


Eis a lista de peregrinações que se fizeram anunciar no Santuário de Fátima, para o próximo mês, ou seja, Abril de 2006.



Grupos inscritos no Serviço de Peregrinos (SEPE) do Santuário

01 - Braga: Escuteiros de S. Martinho do Campo (01/02).Coimbra: Gr. de Pombalinho, Degracias e Tapeus; Par. Carapinheira - Gr. Reparação ao Imaculado Coração de Maria. Leiria-Fátima: Centro de Catequese do Sagrado Coração de Maria; Gr. de Oração. Lisboa: Acólitos de Peniche (01/02); Gr. Deus Connosco - Par. S. Sebastião; Gr. Póvoa de Santo Adrião; Legião de Maria - Rio de Mouro; Obra Padre Gregório; Par. Nª Sra. do Amparo - Benfica; Par. Nª Sra. da Conceição - Amadora; Par. SS.mo Redentor - Damaia; Par. S. João de Deus. Portalegre-C.Branco: Mov. Mensagem de Fátima - Par. Santo André de Tojeiras. Porto: Gr. Caldas de S. Jorge - Discípulos de Emaus; União Adoradora - Escravas do Sagrado Coração de Jesus. Alemanha: Bayerisches Pilgerbüro (01/03). Espanha: Gr. Interparroquial Trujillo (01/02); Gr. Virgen de las Nieves (01/02).

02 - Guarda: Gr. da Covilhã - Bairro de Santo António. Leiria-Fátima: PEREGRINAÇÃO DIOCESANA.

04 - Lisboa: Academia da Par. Nª Sra. da Conceição - Olivais Sul. Interdiocesano: Sairef - Lisboa e Santarém.

05 - Lisboa: Escola Secundária de Peniche. Nacional: Irmãs de S. Vicente de Paulo.

06 - Lisboa: Centro Social Par. Vila Franca. Portalegre-C. Branco: Gr. de Nisa - Pereg. a pé.

08 - Lisboa: Lar de S. José - Torres Vedras. Nacional: ARAUTOS DO EVANGELHO; Equipas de Jovens de Nª Sra. Setúbal: Gr. Jovens a Caminho - Par. Amora (08/10). Áustria: Gr. Kirchdorf (08/10). Filipinas: Gr. RTA (08/10). Ucrânia: Ucranianos residentes em Lagos.

09 - Porto: Gr. de Matosinhos.

10 - Diferentes Países: CLUB XÉNON (10/16).

11 - Alemanha: Bayerisches Pilgerbüro (11/13).

12 - Braga: Gr. ATL - S. Mamede de Arcozelo. Coimbra: Idosos do Concelho de Pombal.

14 - Itália: Brevivet (14/16).

15 - Filipinas: Gr. Eurotur (15/16); Itália: Brevivet (15/17); Opera Diocesana Pellegrinaggi Torino (15/18).

18 - Coreia do Sul: Gr. Pegasus (18/19). Leiria-Fátima: Centro Desportivo Social e Cultural de Cercal, Vales e Ninho. Espanha: Par. Nª Sra. de Allende el Río (18/21). Estados Unidos: Fr. Arner group (18/24); Fr. Caprio group (18/20).

19 - Estados Unidos: Fr. White group (19/21).

20 - Beja: Escola Secundária Diogo Gouveia (20/21). Áustria: Fatima-Apostolat-Pilgerreisen (20/25).

21 - Bragança: Colégio do Sagrado Coração de Jesus (21/22). Espanha: Apostolado Mundial de Fátima - Valladolid (21/23); Par. Nª Sra. de Fátima - Fuenlabrada (21/23); Par. San Juan de Macias (21/22). Itália: Brevivet (21/23, 21/24 e 21/25); Gr. Incentive System (21/23).

22 - Forças Armadas: Peregrinação Militar a Fátima a Pé; Nacional: Renovamento Carismático - Jovens; SOCIEDADE S. VICENTE DE PAULO (22/23). Porto: Par. S. Cosme. Alemanha: Gr. Heisig (22/23). Espanha: Colégio Montecastelo (22/23); Par. Nª Sra. de los Angeles (22/23); Par. Nª Sra. de la Encarnación (22/23). Polónia: Gr. Pe. Konwent (22/24).

23 - Coimbra: Serviço Pastoral do Ensino Superior. Nacional: Irmãs de S. José de Cluny. Estados Unidos: Fr. Bill Smith group. Itália: Brevivet (23/25 - 2 grupos).

24 - Nacional: Jornadas de Direito Canónico (24/26). Áustria: Gr. St. Marien (24/26). Espanha: Colégio de Fomento "Monte Alto" (24/28). Japão: Gr. Pe. Shinkai Masanori (24/25).

25 - Lisboa: FAMÍLIA ANDALUZ; Par. Ribamar e Santa Bárbara; Par. S. Pedro - Trafaria. Porto: Par. S. Gonçalo. Áustria: Gr. Cordial (25/26 e 25/28). Espanha: Gr. Wedde (25/27). Itália: Brevivet (25/26 e 25/28).

26 - Beja: Escola E.B.2,3 Abade Correia da Serra (26/27). Estados Unidos: Gr. Eurotur (26/28).

27 - Beja: Escola E.B. 2,3 Santiago (27/28). Itália: Gr. Pompeo Carlo (27/29).

28 - Lisboa: Associação de Pais e Amigos de Deficientes Profundos - APADP; Colégio D.Luísa Sigea (28/29). Porto: Par. do Amial - Jovens Pereg. a pé (28/29). Alemanha: Bayerisches Pilgerbüro (28/02); Cruzeiro MS Columbus; Gr. Richter (28/01). Eslovénia: Gr. de Ljubljana (28/30). Espanha: ADORACIÓN NOCTURNA (28/02). Itália: Brevivet (28/30 - 2 grupos e 28/01); Opera Diocesana Pellegrinaggi Torino (28/01).

29 - Braga: Gr. de Briteiros - Guimarães. Nacional: MOVIMENTO ESPERANÇA E VIDA (29/30). Porto: Catequese da Par. Cristo Rei; Mov. Mensagem de Fátima - Par. S. João da Madeira. Espanha: Asoc. Inmaculado Corazón de María (29/01); Cantera de Peregrinos (29/01); Colégio Montecastelo (29/01); Escuela Familiar Agraria - Ciudad Real (29/01); Grs. de Oración marianos (29/01); Mov. Sacerdotal Mariano (29/30); Par. Inmaculada de la Linea de la Concepción (29/01); Par. Jesucristo Redentor (29/01); Par. San Bernardo (29/02); Par. Santa Cruz de Azuqueca de Henares (29/01); Par. Santa Maria Magdalena (29/30); Par. Santa Marina Martir (29/30); Par. Santiago el Mayor - Torrenueva (29/01); Religiosas Carmelitas - San Clemente (29/01). Itália: Gr. de Como (29/01). Polónia: Padres Pallotinos (29/03).

30 - Évora: Movimento Teresiano de Apostolado. Nacional: Batalhão de Cavalaria 399 - Batalhão do Totobola; Companhia de Caçadores 95 - Batalhão 92. Itália: Brevivet (30/02). Polónia: Apostolos - Pallotine (30/03). Ucrânia: Ucranianos residentes em Valencia.

Ao Longo dos Tempos

Hoje é Quarta-feira, 29 de Março, octogésimo oitavo dia do ano. Faltam 277 dias para o final de 2006.



Eventos históricos

· 537 - É eleito o Papa Vigílio.
· 1461 – Guerra das Rosas – Batalha de Towton: Eduardo de York derrota os Lancasters de forma estrondosa e torna-se Rei de Inglaterra; Margarida de Anjou foge de Inglaterra e Henrique VI é preso na Torre de Londres
· 1549 - Fundação da cidade de São Salvador da Bahia de Todos os Santos, a primeira capital brasileira.
· 1809 - O marechal Soult entrava na cidade do Porto à frente do exército de Napoleão.
· 1934 - Albert Einstein, físico alemão, perde a cidadania alemã.
· 1971 - o tenente norte-americano William Calley era acusado de ter comandado o massacre da aldeia vietnamita de May Ly, que causou a morte a centenas de civis.
· 1971 - Charles Mason e três membros do seu grupo, eram condenados à morte nos EUA pelo assassínio da actriz Sharon Tate
· 1973 - Os últimos soldados norte-americanos retiram-se do Vietnam do Sul (Guerra do Vietnam)
· 1974 - A sonda Mariner 10, da NASA, é a primeira a sobrevoar Mercúrio. A sonda fora lançada no dia 3 de Novembro de 1973
· 1985 - Portugal chegava a acordo para a adesão à CEE. A delegação portuguesa era dirigida pelo ministro português das Finanças Ernâni Lopes.
· 1989 - A Academia de Hollywood atribuía os Óscares do melhor actor, melhor actriz, melhor realizador e melhor filme a Dustin Hoffman, Jodie Foster, Barry Levinson e "Rain Man", respectivamente.
· 1991 - A pintora Maria Helena Vieira da Silva era condecorada com a Legião de Honra de França.
· 2004 - 7 países do leste europeu Bulgária, Estónia, Lituânia, Letónia, Eslovénia, Roménia e a Eslováquia tornam-se membros da NATO.

Nascimentos

· 1769 - Nicolas-Jean de Dieu Soult, soldado, duque e político francês.
· 1790 - John Tyler, 10º presidente dos Estados Unidos (. 1862)
· 1943 - John Major, Primeiro-Ministro do Reino Unido e Vangelis, músico grego

Falecimentos

· 1058 - O Papa Estevão X
· 1737 - Era assassinado Gustavo III da Suécia
· 1871 - Dionisio Silveira, médico e humanitário. Introduziu a homeopatia no Rio Grande do Sul. faleceu em Porto Alegre/RS. Brasil.
· 1982 - Carl Orff, compositor alemão (n. 1895)
· 1994 - Eugène Ionesco, dramaturgo franco-romeno (n. 1912)
· 2003 - Dr. Carlo Urbani, descobridor da SARS ou Síndrome Respiratória Aguda ou pneumonia atípica (n. 1956)

Santos do dia

· Eustácio
· Secundo
· Ciro
· Vitorino

Só para Adultos: Recordar é Viver

Descoberta recente de um album de fotografias que os nossos antepassados usariam, na sua juventude, para o sexo autosustentado.

Ps:Para mudar a página colocar o mouse do lado direito superior.

Tolerância Islâmica

"O Supremo Tribunal do Afeganistão decidiu interromper o julgamento de um afegão convertido ao cristianismo, que segundo a lei islâmica poderia ser condenado à pena de morte, abrindo assim a possibilidade de uma eventual libertação por "incapacidade mental".

JN

Há que tolerar e respeitar esta religião da paz...

Solução ou Problema? (*)


1) Outro dia, a Metro do Porto divulgou, em comunicado, as vantagens ambientais da entrada em actividade do novo meio de transporte público. Tomados a sério, os dados revelados constituem boas notícias. Segundo a empresa, a circulação do Metro — suscitando a adesão de um número crescente de utentes — traduziu-se em benefícios, já quantificáveis, em termos de diminuição de tráfego automóvel. Para além disto—e da melhoria da mobilidade e qualidade de vida das pessoas, sujeitas a menor congestionamento rodoviário e menos poluição—a Metro do Porto levou o seu louvável zelo ecológico ao ponto de nos revelar este facto simpático: o carácter reutilizável do bilhete Andante , terá poupado o consumo de cartão e papel, preservando 400 árvores do abate! Isto é para aplaudir com ambas as mãos, e satisfaz quem se preocupa com as florestas e a destruição insensata de recursos naturais.
Mas, preparado já o elogio, eis senão quando, se vem a saber que a mesmíssima Metro do Porto, na mesma semana , procedeu ao abate de mais de 50 árvores—salgueiros, amieiros, carvalhos, castanheiros, bétulas, freixos, até um gingko—ali para as bandas da Asprela, no pólo universitário, mais propriamente nas traseiras do edifício do prestigiado IPATIMUP. Pouco se sabe do arboricídio e suas motivações, mas leu-se na Imprensa que o director do Instituto, professor Sobrinho Simões, denunciou a «impunidade com que a Metro do Porto entra dentro de terrenos alheios sem autorização». E nada mais. Nem um esclarecimento, nem uma justificação.
Realmente, é difícil elogiar, nos dias que correm!
2) O estado do rio Tinto tem vindo a piorar significativamente, de há muito tempo para cá. Este curso de água atravessa áreas urbanas muito densas-- e o território do futuro Parque Oriental do Porto. A transformação em esgoto é o resultado de muitos fracassos: estações de tratamento que não tratam nada, falta de redes de saneamento, desordem urbanística. Mas o que não sabíamos –e o JN desvendou— é que, aquando da construção do centro comercial Parque Nascente, foi necessário inutilizar um colector de saneamento dos SMAS do Porto na Estrada da Circunvalação. O grupo construtor, cuja obra fica já no concelho de Gondomar, terá pedido aos SMAS essa desactivação e assumiu o compromisso da sua reinstalação. O colector desaparece e, por via disso, seis milhões de litros de esgotos por dia, passaram a ser desviados para o pobre rio Tinto. Sabe o leitor há quanto tempo foi isto? Pois bem, há quatro anos. E desde aí, nada mudou... os seis milhões de litros lá vão para o rio, e daí para o Douro, até hoje—com a ETAR do Freixo ali á beira!! Mais palavras para quê?3) Junto à praia de Azurara, Vila do Conde, está em construção um empreendimento de luxo—condomínio fechado, pois claro---na zona de leito de cheias da ribeira da Varziela e do rio Ave, em plena faixa de erosão costeira e próximo de um sapal ali existente. A denúncia foi da Associação dos Amigos do Mindelo (AAMD) que lembra ainda ser essa zona considerada, num estudo da Universidade do Porto «espaço com prioridade máxima de conservação». O local já esteve inserido na Reserva Ecológica Nacional, mas foi fácil e convenientemente desanexado a pedido da Câmara, que também teve de suspender o PDM para poder dar aprovação ao projecto. Quantos aos riscos de erosão costeira ou cheias...são minimizados e esquecidos. É caso para perguntar: para que servem os planos e o planeamento? Onde está o « desenvolvimento sustentável»? Instituições há que deveriam clarificar as suas ideias—para ficarmos a saber se são parte da solução ou do problema!

(*) posted by Bernardino Guimarães , no 'Campo Aberto'

Falta de sentido de humor...

A propósito deste anúncio:

Qualquer cidadão interessado no anúncio acima teria ligado para o nº que nele constava (supostamente da CMP). Ao solicitar informações sobre o Teatro que estava à venda seria encaminhado para o gabinete de comunicação onde o informariam não saber qual era o Teatro, nem que departamento tinha posto o anúncio!!!!

Mas a CMP, que desconhecia a origem do dito anúncio, afinal já está "em cima" do assunto e já concluiu que foi mais uma peça da campanha do JN contra a CMP:
"1- O Jornal de Notícias publicou esta segunda-feira um anúncio que pretende levar os leitores a pensar que o Teatro Rivoli está à venda. Nesse falso anúncio, que aparece destacado sobre um fundo laranja, é inclusivamente fornecido o número de telefone da autarquia para eventuais contactos, o que tem motivado uma série de telefonemas de pessoas que, obviamente, foram iludidas.
2 - Perante este acto de desrespeito pela instituição Câmara Municipal do Porto e pelos seus munícipes, a autarquia não pode deixar de repudiar a atitude e lamentar, mais uma vez, que o JN tenha contribuído para a publicação de uma mentira, enganando os seus leitores.
3 - O anúncio não é politicamente inócuo, porquanto surge na sequência do debate sobre o Rivoli que teve lugar na última reunião do executivo e que mereceu amplo espaço noticioso no JN.
4 - Nesse sentido, a Câmara Municipal do Porto decidiu mover uma acção judicial contra o jornal e apresentar uma participação-crime, contra o seu director, Leite Pereira, enquanto responsável máximo pela publicação em causa.
Estes senhores da Câmara não têm fair-play algum: quando se trata de achincalhar o FCPorto é fartar vilanagem, são os risinhos nazis do seu presidente e o desprezo pela maior Instituição da Cidade. Todavia, quando toca alguém a brincar com a Câmara, alto lá! Põe-se logo uma acção judicial. Este Rio continua a ser uma trampa...

Jogo

é um daqueles jogos que apenas necessita do rato para ir clicando nas coisas para se desenrolar a trama.

Ó lagartagem, e isto foi o quê?

Os 33 penáltis do sistema (*)

Se eu fosse dirigente ou treinador do Sporting e achasse a expulsão do Caneira fundamental para o resultado da Taça, o alvo principal da minha revolta seria o jogador expulso. Olegário Benquerença podia ter cometido (não cometeu) a maior injustiça da História, mas, por maior que fosse a sua pré-determinação, não seria capaz de tanto sem a quota-parte do defesa. O episódio é semelhante ao primeiro dos dois vermelhos espirituosos que João Ferreira tirou do bolso há um ano, em Alvalade: caso McCarthy tivesse permitido, como qualquer “chaise longue”, que Rui Jorge se mantivesse sentado em cima dele – e não lhe teria caído nada por isso -, talvez houvesse outro campeão nacional neste momento. Ou seja, se Caneira andasse no futebol há uns anos e soubesse que para ver o segundo amarelo basta o primeiro, talvez tivesse evitado meter-se em espalhafatos. Como ele não sabe, convém ensiná-lo. Ser profissional também é sopesar os riscos.

Mas as intenções do Sporting não são pedagógicas nem pretendem prevenir futuros erros de dentro para fora. Suportado por uma permanente certeza absoluta nos juízos de intenção que faz, ao jeito do que sucedeu agora com a mão de Pepe, exige sempre tê-los resolvidos de fora para dentro. Ainda que seja um exagero e um abuso afiançar que a tradicional histeria sportinguista é calculada, os resultados deste condicionamento dos árbitros, para nos limitarmos apenas aos quatro anos que dura o esganiçado “sistema” do agora insensato Dias da Cunha, são mensuráveis: trinta e três penáltis no campeonato contra dezassete do FC Porto. Falta um para ser o dobro. Jogadores diferentes, mais dribladores, menos dribladores, treinadores diferentes, conclusão invariável: o Sporting embucha sempre muito mais grandes penalidades no decorrer da época do que qualquer outra equipa; em alguns anos, mesmo mais do que qualquer equipa na Europa.

Pensando bem no assunto, até é provável que tenha razão agora e que, por isso, não veja normalmente motivos para pedir cuidado aos seus Caneiras. Não devem ser os deste jogo com o FC Porto os critérios a que está habituado.

(*)JOSÉ MANUEL RIBEIRO

Bilhar do FC Porto: quase bi-campeões


Image hosting by Photobucket


Confesso que nunca tive muito jeito para as tacadas na mesa verde ou azul, todavia relembro aqueles dias em que tinha "feriado" e descia a correr as escadas do Oliveira Martins para arranjar uma mesa disponível para jogar bilhar com os colegas...
Hoje, soube que nessa modalidade desportiva o meu clube está prestes a conseguir mais uma conquista nacional:

FC Porto 3 - Norton de Matos 1

Ao vencer o Norton de Matos por 3-1, o FC Porto está a uma vitória de revalidar o título, a duas jornadas de terminar o campeonato. Na sala dos portistas assistiu-se a um jogo espectacular, o melhor dos últimos anos em Portugal.

Semih Sayginer-Marco Zanetti /24-50 (17 entradas) (1h35m)
Ramon Rodriguez-Murat Tuzu/50-46 (38 entradas) (2h20m)
Rui Manuel-Mário Gonçalves/50-30 (38 entradas) (2h10)
Santos Oliveira-Paulo Andrade/50-43 (31 entradas) (2h12m)

CLASSIFICAÇÃO:

1° FC Porto 46
2° Norton de Matos 44
3° Sporting 34
4o Leixões 34
5» Leça 32 16
6° CB Amadora 31
7ªALAB 26 16
8° Ginásio do Sul 25
9» Benfica 23
10° Casa Tomar 21


O mais notável é esta frase, que deve ter deixado o orelhas e amigos em pulgas:

Ramon Rodriguez:
"Ser dragão é uma honra"

"A diferença da primeira para a segunda parte do jogo foi ter tido um pouco menos de azar... fui infeliz no começo, com muitas posições difíceis e quando isso acontece gera alguma insegurança. Na segunda parte as bolas começaram a rolar melhor e aquela tacada de 12 foi muito importante porque estava muito atrás e passei para a frente. Estou muito contente por jogar neste clube, desde o momento em que fui convidado pelo meu amigo Alípio. O FC Porto é muito querido no Peru, só comparável ao Barcelona, desde que jogou cá o Cubillas, um ídolo no meu país.

É um clube campeão mundial, com um currículo invejável... ser dragão é uma honra."

Mas isto tem alguma piada?


Quatro palhaços tristes, conhecidos como "Gatos Fedorentos", achando que têm alguma graça, começaram a ser exibidos sob a forma de programa de televisão na RTP1.
Alguém me pode dizer onde está a graça destes quatro lisboetas parvalhões? É que já vi algumas vezes estas pessoas a pseudo-representar piadas e afins e não vi graça nenhuma, não achei piada, não me despertou o humor.
São pseudo-piadas portadoras da mais pura e refinada neo-cultura urbana e apenas pessoas sem o mínimo de cultura ou tradição pode achar graça a tão nefasto programa. Para além do mais, são apologistas do clube vermelho da 2ª circular...

Assassínio das Focas

Há coisas que me custam a entender. E reconheço que a barbaridade do modo como se pratica a caça às focas é ainda mais impressionante e chocante por ser praticada por um país evoluído e do primeiro mundo como é o Canadá.

Eu não sou vegetariano, ou seja aceito que para a minha alimentação haja animais que desaparecem. Mas a verdade é que existe uma 'cadeia alimentar', e na natureza há animais carnívoros que se alimentam de outros. Porque a alimentação é uma necessidade vital, mas mesmo assim espero/desejo que esses animais criados já para esse fim o sejam em boas condições e abatidos sem dor.

Mas a questão das focas é outra. O que está em jogo é sobretudo a pele dos animais para fins “ornamentais” e, pelo que se diz, elas são mortas com a maior brutalidade. Não havia a menor necessidade de se praticar essa caça, e a desculpa de que elas se reproduzem muito e isso tem de ser limitado, é uma desculpa esfarrapada. Haveria decerto outros meios de limitar a sua reprodução sem ser dessa forma bárbara. Há sites que têm imagens de arrepiar, aconselho a nem olhar porque não é necessário basta acreditar no que lá se diz.

Anda a correr mundo uma petição, quem quiser assinar está
AQUI. Parece-me uma das causas mais justas!

Vende-se


Piadinha ... mirandesa

A VERDADEIRA HISTÓRIA .... DAS TRÊS FADAS


Todos conhecem o Zezinho, aquele rapaz muito bacano que em pequeno dava cabo dos nervos à professora.
Certo dia, a professora pediu a toda a turma para inventarem uma história.
Depois de todos os colegas lerem a sua composição, chega a vez do Zezinho, que começa assim:

Vou contar a história das três fadas. Era uma vez uma prinsusa...
Nisto a professora interrompe e diz: É princesa que se diz e não prinsusa!
- Não Sra professora, nesta história é mesmo prinsusa.
Continuando:

Era uma vez uma prinsusa, que vivia suzinha na turre do seu castalho e estava traste, muito traste por estar suzinha. Resolve então enviar um bilhuto a um prinsusu que também vivia suzinho na turre do seu castalho. Escreveu muitos bilhutos até que um dia o prinsusu agarrou no seu cavalo e cavinhou, cavinhou, cavinhou pela florista até chegar ao castalho da prinsusa. Quando chegou à purta do castalho da prinsusa dá-lhe um pintapu e a purta cai. Sobe a correr até à turre da prinsusa, arrebenta com a purta do quarto da prinsusa, ele olha para ela, ela olha para ele, ele olha para ela ... e dá-lhe três fadas...

Ao Longo dos Tempos

Hoje é Terça-feira, 28 de Março, octogésimo sétimo dia do ano. Faltam 278 dias para o final de 2006.



Eventos históricos

· 1507 - Génova capitulava perante as forças do rei Luís XII de França.
· 1939 - Guerra Civil Espanhola: O Generalíssimo Francisco Franco conquista Madrid, quatro dias depois encerra a guerra.
· 1941 - Segunda Guerra Mundial: Batalha do Cabo Matapão na Grécia, entre a Royal Navy e a Marinha Italiana que sofre uma pesada derrota.
· 1944 - Polícia Federal, criação do Departamento de Policia Federal
· 1961 - Independência da República da Serra Leoa na Africa Ocidental
· 1962 - Golpe militar na Argentina derruba o Presidente Arturo Frondizi.
· 1977 - Portugal pedia, em Bruxelas, a adesão à CEE
· 1979 - Na Pensilvânia, uma bomba do sistema de arrefecimento do reator falha na usina de Three Mile Island, e a evaporação de um pouco da água contaminada causa um derretimento nuclear.
· 1980 - Beatificação do Padre José de Anchieta.
· 1980 – O vulcão de Santa Helena, no estado de Washington, EUA, entrava em erupção depois de 123 anos de inactividade.
· 1993 - Giulio Andreotti, dirigente da Democracia Cristã italiana e sete vezes primeiro-ministro, era acusado de ligações à mafia.
· 1995 - O filme "Forrest Gump", de Robert Zemeckis, era distinguido com seis Óscares da Academia de Hollywood, entre os quais o do melhor filme, melhor realizador e melhor actor principal, Tom Hanks.
· 2000 - Os restos mortais de João XXI ou Pedro Hispano (n.1205), o único Papa português, eram trasladados para a nave central da Catedral de Viterbo, em Itália

Nascimentos

· 1515 - Santa Teresa de Jesus, doutora da Igreja, espanhola (m. 1582)
· 1868 - Máximo Gorki, escritor russo (m. 1936)
· 1909 - Nelson Algren, romancista estado-unidense (m. 1981)
· 1911 - John Langshaw Austin, filósofo britânico (m. 1960)
· 1936 - Mario Vargas Llosa, escritor e político peruano.
· 1936 - Maria Dulce de Almeida Confort, educadora, regente, atriz e escritora brasileira.
· 1946 - Alejandro Toledo, presidente peruano
· 1975 - Ivan Helguera, futebolista espanhol do Real Madrid

Falecimentos

· 1285 - Papa Martinho IV (n. ca. 1210)
· 1881 - Modest Mussorgsky, compositor russo (n. 1839)
· 1941 - Virginia Woolf, escritora britânica (n. 1882)
· 1943 - Sergei Rachmaninov, compositor e pianista russo (n. 1873)
· 1953 - Jim Thorpe, atleta estadounidense, ganhador do pentatlo e do decatlo nas Olimpíadas de 1912 (n. 1887)
· 1969 - Dwight D. Eisenhower, militar(comandante supremo dos aliados na II Guerra Mundial) e presidente norte-americano (n. 1890)
· 1985 - Marc Chagall, pintor franco-russo (n. 1887)
· 1994 - Eugène Ionesco, dramaturgo franco-romeno (n. 1912)
· 2000 - Billy Wilder, vencedor de seis Óscares, realizador de "Sunset Boulevard"
· 2004 - Peter Ustinov, actor inglês (n. 1921)

Feriados e eventos cíclicos

· Brasil: Dia do Revisor.
· Brasil: Dia do Diagramador.

Santos do dia

· Gontrão
· Malco
· Castor
· Jonas
· João Capistrano

Amigo, nós também vamos torcer por ti!




"Torço pelo FC Porto até à morte."

Jogo

jogos atrás de jogo e ainda de mais jogos numa viagem através dos tempos.

História: 26 de Março de 1942



Auschwitz recebe as primeiras prisioneiras.

"Que um campo de concentração tenha se transformado num museu é sinal da elasticidade de nossa linguagem. “Museu”: Mona Lisa, gravuras, esqueletos de dinossauros, belezas, moedas romanas, resquícios de uma veste normanda, lojinha e café. E mais pinturas, os impressionistas, espada japonesa, pilha de cabelos de prisioneiros de Auschwitz, ruínas de crematório, escultura, monumento, memorial. Museu. De colecção de arte a abrigo de peças passadas, removidas do contexto original e reinseridas num novo cotidiano, o nosso, a rotina de turismos e visitas a esses novos espaços sagrados em que não se toca nas coisas que estão atrás das vidraças, em que se percorrem as salas em seqüência como num ritual, em que se abaixa a voz respeitosamente na presença quase mística dos tais objetos históricos. Que um campo de concentração tenha se transformado num museu é sinal do lugar da memória da nossa cultura. Não que esse lugar seja estável, garantido. Tantos campos foram arrasados, transformados, na queima de arquivo durante a guerra pelos nazistas ou no esforço de esquecer e recomeçar depois. Outros campos foram enviesados em propaganda política, esquecidos das vítimas reais: no bloco Comunista, pouca menção a raça, religião, a ciganos ou judeus; em lugar disso, monumentos dedicados aos prisioneiros políticos, aos mártires do socialismo.

Mas hoje os campos de concentração têm os portões abertos, diligentes, na Alemanha, na Polónia, na República Checa. Com bilheteria, mapa, visita guiada, website. E, enquanto alguns campos são chamados apenas de monumentos ou memoriais, outros, como Auschwitz – o maior, mais famoso, onde mais pessoas morreram – tem o nome de “museu”. A intenção é preservar a evidência e o conhecimento do passado para além de livros e documentos: manter, no espaço aberto e enorme, nos barracões sombrios, a impressão do horror. Mas, para algumas pessoas, o museu é a banalização do mal: embalando os vestígios de um crime imenso nos modos confortáveis, limpos e acessíveis de uma exibição; inserindo os locais do genocídio – esses cemitérios gigantes – na rota turística, seja o turismo eclético (Louvre-Parque do Asterix-castelos bávaros-loja de departamentos), seja o turismo-peregrinação dos lugares de memória (Berlim-Verdun-Nurenberg…).


Assim, antes de ir a Auschwitz, ouvi de muita gente blasé: “Auschwitz virou Disneylândia.” Comparar o museu a um parque temático não surpreende nesta era de exposições artísticas “blockbuster”. Seja como for, ouvi muitos relatos torcendo o nariz para os autocarros fretados despejando turistas em Auschwitz, para os adolescentes e famílias falando alto, rindo, fotografando, comprando e comendo sorvete de vendedores polacos (a venda foi desde então proibida). Ainda que haja o risco de que tudo isso neutralize o efeito de uma visita a Auschwitz – a desejada reflexão crítica sobre o passado-presente-futuro, o sentido da tragédia – ainda assim, cheiram um pouco a snobismo esses comentários. Afinal, quanto mais gente visitar Auschwitz, mais gente terá visto, mais gente terá tido a chance de aprender. Não é essa a intenção? E quem somos nós para determinar os modos certos de ver, o tempo a passar em frente a um painel informativo ou objecto exibido, a correta expressão facial diante de uma informação?

Fui a Auschwitz, assim, esperando as filas de jovens com chapéus de Mickey e latas de Coca-Cola sob o sol do verão polaco num sábado de Junho. Em vez disso, cheguei ao campo com a névoa fina e cinza da matina polonesa, um punhado de pessoas em duos ou sozinhas como eu, esperando pelos cantos ainda escuros da recepção modesta do museu – esperando o museu abrir. E, no dia inteiro que passei lá, o museu-campo imenso quase deserto engoliu os visitantes em tantos pontos diferentes – exibições, barracões, ruínas, monumentos – que, apesar de ter avistado um dos tais ônibus fretados, estive sozinha por quase todo o tempo.


E foi o campo me engolir com o céu de chumbo, que verão polaco pode ser frio e sombrio. Não havia vendedores de sorvete, mas havia a minha fome, meu cansaço, depois de doze horas de combóio vinda de Berlim. Será indecente ter fome em Auschwitz? Onde mais de um milhão de pessoas sofreu de fome, de dieta ínfima, além dos demais maus-tratos? Será indecente, agora, eu escolher com cuidado as palavras deste texto, neste meu capricho estilístico, atentando aos vocábulos, será isso indecente diante do horror e da feiúra do que se passou em Auschwitz? Não preciso repetir Adorno, que disse que depois de Auschwitz não há poesia. Mas, sessenta anos depois (cinquenta e oito quando visitei o campo), minhas palavras se interpõem, embaçando a história. A memória não é, nem pode ser, o mesmo que a história.

Porque eu no campo com meu dia intenso, caminhando na vastidão de Auschwitz I e Birkenau, em meio às ruínas, às dezenas de barracões, às exposições, à remontagem de câmaras de gás, aos trilhos reais dos trens, às colagens de fotografias dos mortos – eu, mesmo no meio do cenário do horror, mesmo diante dos fatos e datas e informações, não posso ter idéia concreta do que lá se passou. A experiência imediata é impossível – algo que esquecemos facilmente diante de exibições interativas, reconstituições históricas “fiéis”, parques temáticos, filmes de Hollywood. O conhecimento é mediado pelas palavras, fotografias e tabelas, pelas interpretações. Mas será que, entre a experiência impossível e o conhecimento mediado, haverá um meio termo? Aquele ponto onde a consciência do evento nos ataca como um soco no estômago, onde sentimos a dor – que é apenas a nossa dor, mas que talvez possa nos transcender, “empática” aos mortos, ao passado?


Passei o dia andando e tiritando de frio, a chuva me pegou no meio do campo aberto onde as ruínas se estendem num vazio de grama e mato crescido; passei o dia em pé, andando, os pés doendo, as lágrimas escorrendo fáceis diante de qualquer coisa: o crematório explodido pelos alemães para apagar seus tracos; a fotografia das famílias mortas, os nomes, os beliches apertados em que os prisioneiros dormiam. Tive fome e, vergonha das vergonhas, comi em Auschwitz, o lanche trazido do dia anterior.

Assim é: impossível viver no passado e esquecer da vida de hoje que corre e demanda de nós as coisas rotineiras que chamamos “banais”. Oswiécim, a cidade polaca em que está Auschwitz, quer viver além do campo e além do peso da sua memória. Seus habitantes procuram outras actividades ou tentam vender sorvete no campo; não querem ser conhecidos pelos crimes passados do povo invasor. Por outro lado, é o campo que dá fama e turismo à cidade, fregueses para hotéis e restaurantes, passageiros para os motoristas de táxi.

Ir a Auschwitz, ver o campo do lado de dentro dos portões: é preciso, ao menos para quem pode. Mas é preciso deixar o campo, voltar pelas ruazinhas vazias até a pequena estação de coimbóio, tentar se comunicar com os polacos, pegar o combóio antigo, e mergulhar de novo no mundo. Daqui, do lado de fora, mas com a memória do que seria ter visto o mundo de dentro dos portões fechados de Auschwitz."

Daniela Sandler

Sistema

Atenção ao Multibanco



Multibanco
Saca-cartões

Esta, vendo-a pelo mesmo preço que a comprei.
Olhe com atenção para as imagens ao lado. Reparou que na de cima existe uma peça saliente a que chamam "laço libanês", sendo que o aspecto normal das caixas Multibanco é o de baixo.
Parece, repito que estou a passar informação que recebi sem poder confirmar, que a artimanha consiste no encaixe daquela peça.
Quando o utilizador insere o cartão, ele fica preso. Quando o dono do cartão abandona a caixa Multibanco, o "artista" passa por lá e retira a peça com o cartão lá dentro.
Parece engenhoso e credível.
Pelo sim, pelo não, fica o alerta.

Presidente ucraniano sofre pesada derrota

Moscovo pode ter motivos para sorrir. Os ucranianos optaram, nas urnas, pelos adeptos de uma Ucrânia virada para Rússia. E, surpresa da noite, o partido do Presidente ficou atrás da formação da ex-Primeira-Ministra. Ao contrário do que as sondagens indicavam.
Continua, todavia, a dúvida, quanto ao próximo Governo de Kiev. Com o partido da ex-Chefe de Governo, que deseja novamente o posto, talvez o Presidente ucraniano tenha de engolir um sapo e formar coligação, afastando, deste modo, os vencedores eleitorais da noite. O que duvido. Pois entre os vencedores da noite e adeptos de uma Ucrânia virada para a Rússia e uma política que ambiciona desmesuradamente o poder, qual dos dois o melhor.
De qualquer forma, o Presidente foi o grande derrotado e, mesmo não vencendo a eleição, a antiga chefe do Governo é uma das triunfadoras. O candidato presidencial derrotado em 2004 foi o grande vencedor. Contudo, se os antigos aliados da Revolução Laranja se entenderem e formarem Governo, a vitória eleitoral pode ter um travo bastante amargo.

Ao Longo dos Tempos

Hoje é Segunda-feira, 27 de Março, octogésimo sexto dia do ano. Faltam 279 dias para o final de 2004.

Eventos históricos

· 483 ac – Inauguração do Parthenon de Atenas.
· 1800 - A acta de união com a Inglaterra é aprovada pelo Parlamento Irlandês.
· 1848 - Assinada a Paz de Florença entre França e Nápoles.
· 1854 - A Grã-Bretanha declara guerra à Rússia.
· 1933 - Torna-se efectiva a saída do Japão da Sociedade das Nações.
· 1938 - O Japão instala um governo na República Chinesa de Nankin.
· 1939 - Adolfo Hitler exigia que a Polónia entregasse a cidade de Danzig
· 1942 - Segunda Guerra Mundial: Raide das forças especiais inglesas Commandos a base naval alemã de St. Nazaire em França.
· 1945 - O general norte-americano Dwight Eisenhower anunciava a derrota das forças alemãs na frente ocidental.
· 1958 - Nikita Khrushchev torna-se Primeiro-Ministro da União Soviética.
· 1960 - O general Abdul Karim Kassem, primeiro-ministro do Iraque, funda o Exército Palestiniano para iniciar a independência da República Palestiniana.
· 1964 - Um terremoto no Alaska mata 131 pessoas.
· 1973 - Marlon Brando, norte-americano, recusa o Oscar (melhor ator) no filme "O Poderoso Chefão", por discordar do tratamento dado pelo cinema, televisão e pelo seu país aos índios Sioux;
· 1977 - Acidente aéreo entre dois Jumbos. Foi o maior desastre aéreo desde o início da aviação comercial em 08 de fevereiro de 1919;
· 1979 - Na central nuclear norte-americana de Three Miles Island, verificava-se o mais grave acidente, até à falha no reactor de Chernobyl, em 1986.
· 1981 - Os trabalhadores polacos encetavam uma greve de quatro horas em protesto pelos ataques a membros do Solidariedade.
· 1998 - A FDA (administração de comidade e de medicamentos dos EUA) aprova o Viagra para ser utilizado no tratamento de impotência masculina, tornando-se o primeiro medicamento aprovado para tratar esta doença nos Estados Unidos da América.
· 2004 - A selecção portuguesa de râguebi sagrava-se, pela primeira vez, campeã europeia da modalidade, com o triunfo sobre a Rússia por 19-18.

Falecimentos

· 1191 - Papa Clemente III
· 1350 - Rei Afonso XI de Castela, (n. 1312)
· 1378 - Papa Gregório XI, (n. c. 1336)
· 1555 - William Hunter (mártir protestante)
· 1635 - Robert Naunton, político inglês, (n. 1563)
· 1757 - Johann Stamitz, compositor e violinista checo (n. 1717)
· 1770 - Giovanni Battista Tiepolo, artista italiano (n. 1696)
· 1809 - Joseph-Marie Vien, pintor francês, (n. 1716)
· 1836 - James Fannin, revolucionário texano(n. 1804)
· 1843 - Karl Salomo Zachariae von Lingenthal, jurista alemão, (n. 1769)
· 1849 - Archibald Acheson, 2o. Conde de Gosford, (n. 1776)
· 1850 - Wilhelm Beer, astronómo alemão, (n. 1797)
· 1864 - Jean-Jacques Ampère, acadêmico francês, (n. 1800)
· 1865 - Petrus Hoffman Peerlkamp, académico holandês, (n. 1786)
· 1873 - Amedée Simon Dominique Thierry, jornalista e historiador francês, (n. 1797)
· 1875 - Edgar Quinet, historiador francês, (n. 1803)
· 1878 - Sir George Gilbert Scott, arquiteto inglês, (n. 1811)
· 1889 - John Bright, político inglês, (n. 1811)
· 1910 - Alexander Emanuel Agassiz, cientista e engenheiro norte americano (n. 1835).
· 1918 - Henry Adams, historiador e romancista norte-americano, (n. 1838).
· 1923 - Sir James Dewar, químico escocês, (n. 1842).
· 1924 - Walter Parratt, compositor inglês, (n. 1841).
· 1931 - Arnold Bennett, romancista inglês (n. 1867).
· 1940 - Michael Joseph Savage, primeiro ministro da Nova Zelândia (n. 1872).
· 1968 - Yuri Gagarin, cosmonauta soviético, primeiro homem a viajar no espaço. Morre em acidente de avião.(n. 1934).
· 1969 - B. Traven, escritor alemão.
· 1972 - Sharkey Bonano, músico de jazz norte-americano, (n. 1904).
· 1998 - David McClelland, téorico psicológico (n. 1917).
· 1998 - Ferdinand Porsche, fundador da marca de automóveis Porsche (n. 1909).
· 2000 - Ian Dury, músico de rock inglês, (n. 1942)
· 2002 - Dudley Moore, actor e músico inglês, (n. 1935)
· 2002 - Billy Wilder, realizador norte-americano de origem austríaca, (n. 1906)
· 2003 - Joseph Menusa, primeiro soldado filipino a morrer na invasão do Iraque em 2003, (n. 1970)
· 2005 - Wilfred Gordon Bigelow, 91 anos, cardiologista canadiano responsável pelo desenvolvimento da técnica de hipotermia e pela criação do "pacemaker".

Feriados e eventos cíclicos

· Dia Mundial do Teatro
· Angola: Dia da Vitória
· Brasil: Dia do Circo
· Dia do Artista Circense
· Dia do Diagramador e do Revisor
· Grécia antiga: Festival de Athena, deusa da sabedoria e da poesia
· 2005, 2016: Páscoa

Santos do Dia

· São Ruperto, padroeiro da cidade de Salzburgo - Século VI

4000
entradas desde Maio de 2005
Obrigado

Eles queriam Penalty...



Sequência completa n'O Dragão.

Capa do Independente

O Jornal O INDEPENDENTE é detido por O Independente Global.

Ao Longo dos Tempos

Hoje é sexta-feira, 24 de Março é o 83º dia do ano no calendário gregoriano (84º em anos bissextos) . Faltam 282 para acabar o ano.



Eventos históricos
· 1603 - O rei da Escócia, Jaime VI, sucede ao trono de Inglaterra, unindo as coroas de ambos os países.
· 1824 - D.Pedro I, Imperador do Brasil, outorga a primeira carta constitucional do país.
· 1882 - Robert Koch anuncia o descobrimento da bactéria responsável pela tuberculose, a Mycobacterium tuberculosis.
· 1974 - Reunião restrita da comissão organizadora do movimento dos capitães, onde se marcam as operações militares entre 22 e 29 de Abril. Otelo Saraiva de Carvalho propõe-se elaborar o Plano de Operações.
· 1976 - Argentina: as forças armadas dão um golpe de Estado e depõem a presidente María Estela Martínez de Perón, iniciando a ditadura mais violenta e trágica desta nação.
· 1980 - O arcebispo de El Salvador, D. Óscar Romero é assassinado enquanto celebra missa.
· 1989 - O superpetroleiro Exxon Valdez embate num recife, ao largo do Alasca, derramando 40 milhões de litros de petróleo e causando a mais grave maré negra de sempre.
· 1997 - O filme O Paciente Inglês, de Anthony Minghella, é premiado com nove óscares, incluindo os de melhor filme e melhor realizador.
· 1999 - A NATO dá início à ofensiva militar contra a República Federal da Jugoslávia.

Nascimentos
· 1401 - Tamerlão, o Grande, conquista Damasco.
· 1874 - Harry Houdini, ilusionista húngaro (m. 1926)
· 1897 - Wilhelm Reich, psicoterapeuta austríaco (m. 1957)
· 1911 - Joseph Barbera, desenhador norte americano
· 1926 - Dario Fo, escritor italiano, ganhador do Prêmio Noble de Literatura
· 1930 - Nasce Steve McQueen, actor norte-americano.


Falecimentos
· 1381 - Santa Catarina da Suécia, rainha
· 1603 - Isabel I, rainha de Inglaterra [n. 1533)
· 1901 - Nasce Ub Iwerks, cineasta norte-americano, criador do rato Mickey.
· 1905 - Júlio Verne, escritor de ficçao cientifica francês (n. 1828)
· 1946 - Alexander Alekhine, enxadrista russo, campeão do mundo (n. 1892)
· 1976 - Bernard Law Montgomery, oficial do Exército Britânico, combateu na Segunda Guerra Mundial (n. 1887)
· 1980 - Óscar Romero, arcebispo de El Salvador (assassinado) (n. 1917)


Feriados e eventos cíclicos
· Dia Mundial da Tuberculose
· Mitologia Nórdica: Dia de Heimdall

Google Finance


Para os mais desatentos, após diversos meses de rumores, saiu mais um serviço do Google. De surpresa, como é costume, a Google lançou hoje o Google Finance.


Jogo

Guie o fio...




...entre o início e o fim do labirinto sem bater em nada, tendo especial cuidado com as curvas. O conceito não é novo mas o facto de utilizar um fio em vez de apenas o cursor do rato torna o jogo mais interessante. [LINK]

FC PORTO ELIMINA SPORTING DA TAÇA - parte 2

O treinador Bento e alguns dirigentes do Sporting não gostaram de ser eliminados pelo Porto.
Escolheram o árbitro para a crucificação habitual nestes casos. Reavivaram-se as forças do sistema, blá, blá, blá...
Falam de um suposto penalty na área do F.C.Porto, parece que é o facto de relevo de um jogo com 120 minutos. Mas para quem quer entrar nessas análises, falta referir que quem cruza a bola, para o tal penalty, recebe a bola em fora-de-jogo. E porque não referir que o Sporting também foi beneficiado aos 15 minutos num penalty cometido por Polga sobre McCarthy. Mesmo no golo do Sporting, fiquei com a impressão de que o Nani ainda está a recuperar posição quando é efectuado o passe, ele faz de conta que não é com ele e depois corre a pressionar o Cech, deveria ter sido marcado fora-de-jogo, o que não invalida o grande deslize cometido pelo defesa portista. Analisando o jogo não me pareceu que o Sporting quisesse jogar para ganhar o jogo sem ser nos penalty’s, fez muito pouco, num jogo em que era a eliminar, para se estar a queixar de outros intervenientes. Apenas tentou jogar no erro do adversário, é muito pouco para quem diz serem tão bons...


Mas já que os lagartos mouros falam de árbitros, aqui vai uma "pequena" análise do trabalho dos homens do apito no que aos jogos em que a lagartagem intervém:


27ª Jornada (19 Março 2006)

U.Leiria 0 - Sporting 1 ( Bruno Paixão - Setúbal )

- Maciel,Jaime pelo Leiria e Tello pelo Sporting deveriam ter visto cartões vermelhos. Não jogava no Dragão.


Quartos-de-final da Taça de Portugal (15 Março 2006)

Académica 0 - Sporting 2 ( Paulo Paraty - Porto )

- Resultado 0-1. Penálti contra o Sporting não assinalado. Tello(Nani) corta, como os braços, um cruzamento de Luciano.

- Liedson em fora-de-jogo no 2ºgolo sportinguista.


26ª Jornada (12 Março 2006)

Sporting 1 - Boavista 0 ( Elmano Santos - Madeira )

- 63' Penálti contra o Sporting não marcado. Tonel agarrou, puxou e empoleirou-se no Fary, ficando por assinalar um penálti. Diz SD: " Não existe fora-de-jogo, pois, no momento do passe, o Fary está em posição legal. Depois, o Tonel pendurou-se e agarrou o jogador do Boavista."


25ª Jornada (05 Março 2006)

Sporting 2 - Gil Vicente 0 ( Artur Soares Dias - Porto )

- 2´Abel do Sporting arruma com uma pisadela Nandinho...


24ª Jornada (26 Fevereiro 2006)

Académica 0 - Sporting 3 ( Jorge Sousa - Porto )

- Os lagartos estão a bater o record de roubos consecutivos...

- 2´Golo de João Moutinho em claro fora-de-jogo. Começo em beleza...Os árbitros estão com um olho clínico fantástico no que toca a favorecer os lagartos...Além disso,no momento em que se inicia a jogada, estão dois jogadores em posição irregular mas que não interferem na mesma...fosse ao contrário e qualquer uma das 3 infracções tinha sido assinalada...

- 45'+2' Abel devia ter sido expulso, pois com o seu braço esquerdo, atinge Filipe Teixeira e a lei diz que este tipo de agressão deve ser punida com o cartão vermelho. Continuamos a rir...

- 88' Para terminar em beleza. A expulsão de Pedro Roma, e consequente grande-penalidade. O palhaço Liedson logo na pequena-área impede Pedro Roma de colocar a bola em jogo....mas árbitro nada assinala( Diz a lei que estes casos são para cartão amarelo)....mas não satisfeito Liedson corre atrás dele, e torna a tocá-lo no braço, impedindo-o de colocar novamente a bola....e mais uma vez o sr. Árbitro não assinalou e não viu( a lei diz que é cartão amarelo) ...só quando Pedro Roma lhe espetou um murro nos cornos é que o palhaço do árbitro deu por ela. Expulsão e penálti. Assim sim...duas infracções consecutivas do mesmo jogador para amarelo, mas quem é severamente punido é quem reage a tamanha injustiça. E a palhaçada continua...


23ª Jornada (19 Fevereiro 2006)

Sporting 3 - Paços de Ferreira 0 ( Paulo Pereira - V. Castelo )

- 27' Peçanha cometeu grande penalidade sobre Moutinho? Mais um penálti à Sporting esta época, quando as coisas estão dificeis, inventa-se mãos na bola, tentam-se forjar outros tantos e até que se consegue ,como é o caso deste lance em que o guarda-redes joga a bola com o inevitável choque.

- 38' Liedson devia ter visto cartão vermelho, pois agarra Fredy pelo pescoço e mas ambos são admoestados com cartão amarelo. Com diz SD: "Liedson, em vez do amarelo, devia ter visto o vermelho, porque ele aperta o pescoço, na zona da garganta, do jogador do Paços e não se perceber porque este também recebe um amarelo. Esteve mal o árbitro desta vez."

- 89' Abel devia ter sido expulso, pois teve uma entrada por trás sobre um adversário, junto à linha lateral. Com diz JC: " o jogador projectou-se por detrás, atingindo com a sola o adversário. O árbitro, bem, assinalou o respectivo pontapé livre directo, porém a moldura disciplinar prevista, impunha a exibição do cartão vermelho, o que não sucedeu." E assim continuamos a rir e as roubalheiras a favor da lagartagem é um fartote...


22ª Jornada (12 Fevereiro 2006)

Setúbal 1 - Sporting 2 ( João Vilas Boas - Braga )

- 45´Golo anulado ao Setúbal por alegado fora-de-jogo que não existiu...a roubalheira continua.

- 79´Penálti contra o Sporting, por Tonel ter agarrado pelo braço o jogador Fonseca. ...continuamos a rir.

- 86´ Penálti contra o Sporting por alegado mão na bola de Sá Pinto. È dentro do mesmo género com que o Sporting ganhou ao Paredes...


Oitavos-de-final da Taça de Portugal (08 Fevereiro 2006)

Sporting 2 - Paredes 1 ( Paulo Baptista - Portalegre )

- Mais um penalti fantasma por alegada mão na bola, que deu a vitória ao Sporting.


21ª Jornada (05 Fevereiro 2006)

Sporting 1 - Nacional 0 ( Lucílio Baptista - Setúbal )

- 81' Mal expulsão de Alexandre Goulart , por acumulação de cartões amarelos, após ter cometido alegada falta sobre Sá Pinto, pois como diz JC: "A falta que justificou o segundo cartão amarelo é inquestionável e perfeitamente enquadrada no código do jogo. Não se percebeu foi a primeira advertência, porque quem fez então a falta sobre Liedson foi Patacas e não Goulart."

- 90' Tonel faz falta sobre André Pinto dentro da área. Mais um pénalti por marcar. Diz JC : "Tonel ao saltar à bola com o braço direito, foi deliberadamente ao pescoço de André Pinto, agarrando-o e derrubando-o. Motivo para grande penalidade que ficou por assinalar."


20ª Jornada (29 Janeiro 2006)

Benfica 1 - Sporting 3 ( Pedro Henriques - Lisboa )

- 52' Tonel comete grande penalidade sobre Nuno Gomes, carregando-o nas costas. É um questão de intensidade...

- 89´Cartão vermelho por amostrar a Petit por segundo JC:" Entrada frontal, a atingir o adversário com a sola da bota. Felizmente, não em cheio, pois a acontecer, causaria dano significativo. O código determina cartão vermelho e não amarelo."


19ª Jornada (22 Janeiro 2006)

Sporting 1 - Marítimo 1 ( Rui Costa - Porto )

- Os lagartos queixaram-se muito do fim, a fazerem-se de vítimas, mas analisando bem, foram claramente beneficiados, senão vejamos: Golo do Sporting duvidoso, Penálti de Polga não assinalado e umlivre perigo contra o marítimo não existiu...isto é típico nos lagartos, fazerem-se de vítimas quando foram beneficiadas...fantástico...

- 9´O golo do Sporting começa com um lançamento de linha lateral de Carlos Martins, quando os jogadores do Marítimo pediam uma falta. Agiu bem o árbitro? Como diz AR:"As imagens que nos foram dadas a observar não nos dão garantias de que tenha havido falta do jogador do Sporting. Estando o auxiliar mais perto do lance, concedo-lhe o benefício da dúvida."

- 23' Penálti contra o Sporting não assinalado.No cruzamento de Marcinho, a bola parece embater no braço de Polga. Como dis JC: "Diga-se antes que Polga jogou a bola deliberadamente com o braço. Falta sancionável com grande penalidade, que a equipa de arbitragem não assinalou."

- 84' É mal assinalado um livre indirecto que pune um atraso de Mitchell para Marcos. Como diz JC: ". O sportinguista jogou a bola precipitadamente, esta sobrou para a zona de Mitchell, que, em corrida, a tocou. O guarda-redes, ao segurar a bola com a mão, poderia fazê-lo, pois não houve um atraso deliberado."


18ª Jornada (15 Janeiro 2006)

Belenenses 0 - Sporting 1 ( João Ferreira - Setúbal )

- 59' Tonel intercepta com o braço, na área, um remate de Pelé. O árbitro fez bem em deixar seguir o jogo, considerando ter sido um corte não intencional? Parece que foi um lance não intencional, mas se fosse ao contrário o árbitro teria o mesmo critério?


5ª Eliminatória Taça de Portugal (11 Janeiro 2006)

Sporting 2 - Vizela 1 ( Nuno Almeida - Algarve )

- No outro lado da circular a palhaçada também foi igual, com Liedson a ser-lhe perdoada a expulsão, etc,etc: Carlos Garcia, treinador do Vizela: " Na dúvida, fomos prejudicados ".


14ª Jornada (11 Dezembro 2005)

Sporting 0 - Estrela da Amadora 1 ( João Vilas Boas - Braga )

- 92+2´Como as coisas estavam dificeis, toca a inventar um pénalti, quando a falta foi fora da área. É o Sistema... Azar...falhou...


13ª Jornada (4 Dezembro 2005)

FCPORTO 1 - Sporting 1 ( Lucílio Baptista - Setúbal)

- 51´ Golo anulado a Lisandro. Faz falta? As imagens não esclarecem, mas vindo do Lucílio Calabote, é de prever que não existiu falta...

- 61´ Pénalti sobre Quaresma , por braço de Polga. Claríssimo, mas mais uma vez Lucílo Calabote e a sua trupe não marca nada...

- 75´ César Peixoto corta a bola com o braço, difícil de descortinar. Era penalti. Lucílio Calabote não viu mesmo, caso contrário já sabemos o seu historial nos jogos do FCPORTO.

- 84´ Pénalti sobre Lisandro. Para terminar em beleza, Lisandro é agarrado na área por Sá Pinto.

- Um festival de Lucílio Baptista: 2 pénaltis e um golo anulado ao FCPORTO. Está na média do que costume fazer nos jogos contra o FCPORTO. Quem não se lembra dos 4 penaltis não marcados em Alvalade, aliás Alvalade palco de outras anedotas do mesmo Lucílio, bem como o jogo no Dragão contra o Boavista : Uma Expulsão perdoada ao Boavista...Um Penálti não marcado...O golo do Boavista Irregular. O costume.

- FC Porto-Benfica: Lucílio Baptista. FC Porto-Sporting: Lucílio Baptista. Últimos seis jogos FC Porto- Sporting ou vice-versa: cinco vezes Lucílio Baptista. Investiguem.


12ª Jornada (27 Novembro 2005)

Sporting 2 - Guimarães 0 ( Elmano Santos - Madeira )

- Carlos Martins deveria ter sido expulso aos 39 minutos, com o segundo cartão amarelo, depois de uma falta clara para amarelo. Por acaso, ele que deveria ter sido expulso, deu a marcar o 1ºgolo e marcou o 2º. Biba o Sistema do Fífias da Cunha. Continua bem vivo, mesmo depois da sua saída...

- Aos 82´Dário não estava em fora-de-jogo quando se isolava...


11ª Jornada (20 Novembro 2005)


Penafiel 0 - Sporting 1 ( Bruno Paixão - Setúbal )

- 6´Penalti sobre Liedson? Por acaso a bola estava em jogo?E quantas situações ocorrem nos jogos iguais a esta, os jogadores a agarrarem-se mutuamente?

- O Paixão trocou os cartões...Custódio apanhou um amarelo que quem devia ter levado era o Polga.


10ª Jornada (6 Novembro 2005)

Sporting 2 - Leiria 1 ( Augusto Duarte - Braga )

- 30´ Golo incrível invalidado ao Leiria, quando a bola estava completamente dentro da baliza.


9ª Jornada (30 Outubro 2005)

Boavista 2 - Sporting 2 ( Joao Ferreira - Setúbal )

-
16´ Beto comete penalti ao puxar Fary pelo braço.

- 24´O pontapé de canto de que nasce o golo do Sporting não existe...era pontapé de baliza, claro.

- 25´Beto faz falta sobre Cadu no lance do 0-2 para o Sporting, apoia-se em Cadu ganhando posição e impedindo o adversário de saltar. Continua a roubalheira.


8ª Jornada (23 Outubro 2005)

Gil Vicente 2 - Sporting 2 ( Paulo Costa - Porto )

- 45+1 No lance do golo Sporting Douala está fora-de-jogo. Golo irregular.


7ª Jornada (16 Outubro 2005)

Sporting 0 - Académica 1 ( Paulo Paraty - Porto)

- Aos 71´e 82´ e 90+1´João Alves , Tello e Polga deviam ter visto cartões amarelos, mas nada...


6ª Jornada (03 Outubro 2005)

Paços de Ferreira 3 - Sporting 0 ( Carlos Xistra - Castelo Branco )

- 12´Falta para cartão amarelo de Liedson não punida...

- 37´Pénalti contra o Sporting não assinalado, por falta claríssima de Polga sobre Edson. Incrível.


5ª Jornada (25 Setembro 2005)

Sporting 1 - Setúbal 0 ( Paulo Baptista - Portalegre)

- 19´ Pénalti e expulsão do guarda-redes do Setúbal. Sobre este lance uma dissertação interessante do MST:"Ao minuto 19 do jogo de Al-valade o árbitro Paulo Baptista resolveu o jogo a favor do Sporting, assinalando penalty contra o Vitória e expulsão do guarda-redes setubalense. Resolveu-o, diga-se, de acordo com as regras e, portanto, nada há a dizer contra a decisão dele: considerou que Deivid foi tocado pelo guarda-redes, quando estava em posição de marcar golo, e, sendo assim, as regras mandam que assinale penalty e mostre o vermelho ao infractor. Não é a decisão do árbitro que está em causa mas a própria regra. Esta regra é equívoca, injusta e contra o espectáculo.

- Equívoca porque exige do árbitro um juízo de valor totalmente subjectivo, as mais das vezes fundado num palpite: o jogador derrubado estaria ou não em posição flagrante de poder marcar golo? Cada cabeça sua sentença - o que, numa decisão de tal forma gravosa, não é recomendável...

- Injusta porque, na prática, equivale a duas penalidades máximas na mesma jogada: a expulsão directa e o penalty. Faz muito mais sentido que o vermelho directo seja mostrado fora da área, a quem derruba um jogador que se vai isolar, que dentro da área. Porque, dentro da área, o penalty dá quase sempre como resultado um golo, enquanto o livre fora da área só raramente tem essa consequência. Um critério de adequação da justiça estabeleceria como regra que este tipo de jogada, se cometido fora da área, devia dar lugar a livre directo e expulsão e, se cometido dentro da área, a penalty e cartão amarelo.

- Enfim, a regra em vigor contribui claramente para estragar o espectáculo, já que oferece uma clara oportunidade de golo a uma equipa e, simultaneamente, uma superioridade numérica que, se adquirida logo de início, como sucedeu em Alvalade, desequilibra o jogo e condena a equipa do infractor a remeter-se à defesa até final.

- Mas esta regra tem também um mal acrescido: é que, ponderando todas as suas consequências para o próprio jogo, há muitos árbitros, incluindo alguns dos mais conceituados do Mundo, que se recusam a aplicá-la em todo o seu rigor: ficam-se pelo penalty e pelo amarelo. Mas como, apesar de muitos, não são todos, e há sempre os outros, como Paulo Baptista, que seguem a lei à letra, está estabelecido um critério aleatório, variando de árbitro para árbitro, com toda a incerteza e toda a injustiça a que isso se presta. Anteontem o Sporting beneficiou, e sem contestação possível, de um critério estrito do árbitro nesta matéria. Mas se amanhã o critério for outro, ou for o mesmo contra o Sporting, lá virá o inevitável dr. Dias da Cunha bramar contra a arbitragem e o sistema. Esperem para ver..."


4ª Jornada (18 Setembro 2005)

Nacional 2 - Sporting 1( Olegário Benquerença - Leiria)

- Golo limpo anulado ao Nacional por pretenso fora-de-jogo. É o sistema...

- Os leões queixam-se de um pretenso penálti sobre o mergulhador Liedson. Palhaçada. Não houve penalty algum.

- Aos 32´o outro mergulhador recém contratado Deivid também tentou a sua palhaçada, mas em vão...

- Aos 70´ mais uma tentativa de enganar o árbitro, agora de seu nome Polga...deve-se treinar muito na academia estas palhaçadas...


1ªJornada (21 Agosto 2005)

Sporting 2 - Belenenses 1( Pedro Proênça - Lisboa )

- 12´ Rochemback devia ter sido expulso, por falta perigosissima sobre Meyong...é o sistema.


Como dizia o outro: " É só fazerem as contas..."