Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

O que faz o Vieira ao lado daquele senhor acusado em tribunal (alô Meirim) por 2 jogadores que afirmam terem sido aliciados para perder com o corrupto benfica?


No mesmo dia o partido socialista chumba apoios para impedir o abandono no ensino superior, chumba bónus salarial para funcionários do sector da saúde e decide nacionalizar a TAP. Prioridades

Acreditam na justiça de lisboa?


Se um juíz "daqueles" tem (mais) uma sentença destas, então sem medo podemos afirmar que dado os factos, o benfica e vieira são corruptos, certo?


Ora bem, um Vice Presidente do Benfica insinua que o FC Porto comprou COMPROU ao prisioneiro político Rui Pinto os e-mails que desmascaram a corrupção do Benfica e tal não constitui um crime de difamação. Pois bem, podemos dizer então, livremente, que Luís Filipe Vieira é um corrupto, que o benfica é corrupto. Não temos que provar nada.


O zeloso provedor da RTP podia dizer qualquer coisa: o guito dos nossos impostos alimenta o canal público, facto. Depois papas com cenas destas que te dão "sultura" antes do jantar.


Dado o agravamento do COVID em lisboa, o FCPORTO optou por aumentar o distanciamento ... sobre o corrupto benfica!

Para além do obsceno, quando é que o Lacerda Machado, Frasquilho e a mulher do Medina foram para a TAP?


A chamada dor de corno


A grande corrupção na Grande Entrevista da RTP

'Do-Re-Mi' Carrie Underwood - The Sound of Music

The FBI Files: Deadly Business

The joint FBI & NYPD 'R.I.C.O.' investigation of New York City gas-station mogul Gurmeet Singh Dhinsa. Unravel the mystery alongside the FBI's greatest law enforcers and forensic scientists.

O João, segundo a esquerdalha que nos governa

O João quando nasceu era do povo e da classe trabalhadora. Montou uma barraca para vender fruta e foi trabalhando no duro até crescer e montar uma loja e se tornar num demónio capitalista opressor (embora continue a trabalhar no duro). Assim pensa a esquerdalhada que nos governa.


Deputados acusados de corrupção, cobardes, não aparecem na AR

Estátuas


Paulo Morais revela nomes dos devedores dos 3 mil milhões ao BES.

Lage os os jornalistas. O corrupto benfica e os jornalistas!


A animação do Fábio Cardoso é tanta que é digna de um velório..aguenta lampião


É a estes lacaios do regime centralista e colonialista lisboeta que temos que alimentar a parasitagem com os nossos impostos

Mulher de Medina recebe prémio de 17 mil euros da TAP em ano de prejuízos recorde


Adivinhem uma coisa: os 1500 milhões não vão chegar e daqui a uns meses estão a pedir mais.


Canalhas da Nação: do nojo!

Alguém viu o Marcelo no funeral do médico que deu a vida pelo combate ao Covid-19?
E no funeral do actor que se suicidou?
Cada vez tenho mais nojo deste gajo.


Nós aqui no Norte andamos todos, como sabemos, a laurear a pevide. Não tenho comentários para tanta cultura de falta de verdade!


Está gente da corrupta e centralista lisboa é tão incompetente, tão fora da realidade do país que até dói

A falta de respeito que revelam não é menor que ignorância que os caracteriza. Este centralismo bacoco, com que lidam com tudo, está sempre a ultrapassar o limite do aceitável.



Adorei esta frase dum presidente argentino anterior ao peronismo, na fase em que a Argentina era um país economicamente pujante


Quadra de S. João em dia de sorrisos

Oh meu rico S. João
Até o teu sorriso reluz
Deste uma vitória no Dragão
E uma derrota na Luz

Quadra de S. João sem levantar a crista

O Marega destruiu o Boavista
Em noite de São João,
Mas nada de levantar a crista
Pois ainda não há Campeão!

Quadra de S. João e o distanciamento social

Meu rico S. João, 
Do vinho a correr em bica, 
Foram 4 no Dragão 
E a 3 ficou o corrupto benfica!

Quadra de S. João dedicada aos invejosos

Não sejas invejoso
E partilhas as sardinhas,
Dá também 4 marteladas
Como o Santa Clara deu nas galinhas!

Sr Presidente Rui Moreira, tens aqui a tua gente!

Metamorfose

“Para a minha alma eu queria uma torre como esta,
assim alta,
assim de névoa acompanhando o rio.

Estou tão longe da margem que as pessoas passam
e as luzes se reflectem na água.
E, contudo, a margem não pertence ao rio
nem o rio está em mim como a torre estaria
se eu a soubesse ter…
uma luz desce o rio
gente passa e não sabe
que eu quero uma torre tão alta que as aves não passem
as nuvens não passem
tão alta tão alta
que a solidão possa tornar-se humana.”

Jorge de Sena


Hoje, o Porto fechou-se para festejar o São João. De uma forma arrepiante, a cidade deu um exemplo solidário de civismo.
Porque acredita no futuro, é capaz de sacrificar o seu presente.
Esta não é uma cidade qualquer. Aqui, cerramos os dentes, fazemos das tripas coração.
Somos assim. Ponto



Quadra de S. João no dia em que os corruptos levaram no bujão

Ó meu rico São João
Meu santo rapioqueiro
O SLB levou no bujão
E o Porto ficou mais primeiro

Quadra de S. João em noite de derby na Invicta

Nesta noite de S. João
Onde a festa não abunda
Já enfiamos 4 secos
No clube da rotunda

Não é uma quadra, mas digam lá se não está bonito!?


Vera Jardim: os canalhas continuam aa triunfar

No Dia Nacional da Liberdade Religiosa recordo que o presidente da Comissão para a Liberdade Religiosa é VERA JARDIM. O mesmo que, enquanto deputado, presidia à Comissão Anti-Corrupção e era, simultaneamente, Presidente de um banco a favor do qual traficava influências, o BBVA (Banco Bilbao Vizcaya Argentaria), a troco de senhas de presença que orçavam em trinta e seis mil euros por ano. O mesmo que proclamava que José Sócrates “para se defender, pode violar normas”. O mesmo que foi sócio do Presidente Jorge Sampaio na Sociedade de Advogados “Jardim, Sampaio, Magalhães e Silva”, que foi contratada para elaborar alguns contratos de parcerias público-privadas rodoviárias que penalizaram forte e ruinosamente o Estado. Um símbolo deste regime decrépito. Que hoje é, por nomeação do Governo, presidente da Comissão para a Liberdade Religiosa... um homem cuja religião é o dinheiro!

Quadra de S. João a furar o Covid

Santo Lage já se acabou
Com Santa Clara a ajudar
Conceição, Conceição, Conceição
Dá-me uma razão
Para não te beijar.

Uma amostra do corrupto benfica: lavagem de dinheiro e tráfico de influências

Chegou ao corrupto benfica em Janeiro e está de saída sem ter jogado qualquer minuto



Entrevista ao Dr. Paulo de Morais pelo Porto Canal no dia 19/06/2020 sobre o tema da corrupção em Portugal

Na putrefacta lisboa, ajuntamento de 11 pessoas proíbe ajuntamentos com mais de 10 pessoas


(via Blasfémias)

Aquelas manifestações que só sais à rua porque queres ser igual aos outros, mas não fazes ideia do que estás a fazer. Conhecem? Sim!

Digam lá se isto não é corrupção benfiquista? Digam lá se este árbitro (e outros com semelhanças na actuação) não é uma encomenda?

S. João? Portuenses, é isto...


O Bloco de esterco é isto ...

Portugal: património natural

Histórias com ambiente dentro

'Superstar' Tim Minchin - Jesus Christ Superstar

The FBI Files: Terror In Disguise

The four-year manhunt for the 'Hollywood' Bank Robber in Seattle. Unravel the mystery alongside the FBI's greatest law enforcers and forensic scientists.

Rui Moreira em entrevista à Antena 1: Mercado do Bolhão, Matadouro, TAP, regionalização e a resposta da cidade à pandemia

O presidente da Câmara do Porto deu (...) uma grande entrevista à Antena 1 em que abordou vários temas da governação da cidade, como as obras do Mercado do Bolhão e do Matadouro, analisou a resposta da cidade à pandemia, falou sobre o futuro da TAP e deu a sua opinião sobre o novo processo de eleição para as Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR), modelo que critica porque nada tem a ver com a regionalização, considera.


Rui Moreira esteve (...) em directo à conversa com o jornalista António Jorge e os cerca de 30 minutos de entrevista (pode ouvi-la AQUI na íntegra) deram a amplitude suficiente para que fossem aflorados uma série de assuntos respeitantes à cidade e ao país.

Um deles, as obras do Mercado do Bolhão, finalmente em curso ao fim de várias décadas em que a cidade as reclamava. O presidente da Câmara do Porto disse que o mais importante desta contenda "era pacificar a cidade com o futuro do Mercado do Bolhão" e isso, acredita, foi conseguido, depois de vários projectos que não reuniram o consenso da cidade.

Admitindo que quer estar presente "na reabertura" do emblemático equipamento municipal, cuja empreitada segue "o modelo mais conservador de reabilitação", Rui Moreira lamentou, contudo, que a obra tenha enfrentado, nos últimos tempos, alguns contratempos, como os cinco meses em que aguardou pelo parecer positivo da Direcção-Geral do Património Cultural (DGPC) quanto à alteração do método construtivo das galerias, e agora, fruto da pandemia, "houve materiais que ficaram presos na fronteira".

Outra grande obra, a da reconversão do antigo Matadouro de Campanhã, pode agora finalmente andar para a frente, "depois de termos perdido dois anos com o Tribunal de Contas (TdC)", metade de um mandato autárquico, contabilizou o presidente da Câmara do Porto. "O que era fundamental era desencravá-lo", sublinhou. Na zona oriental do Porto vai nascer "um polo empresarial, cultural e social", como sempre idealizou e como a cidade validou. Em Setembro, espera que haja novidades da parte do concessionário sobre os detalhes do projecto, adiantou.

Porto e a COVID-19

Por ter sido o "epicentro" inicial da pandemia, as "medidas antecipadas" anunciadas pelo Município do Porto - a par das iniciativas que desenvolveu em conjunto com outras entidades, como a montagem de um hospital de campanha e do primeiro centro de rastreio móvel, além do primeiro programa de rastreio completo aos idosos institucionalizados em lares da cidade - podem ter sido determinantes para que o Porto conseguisse "achatar a curva", analisou Rui Moreira.

No entanto, para o presidente da Câmara, "os verdadeiros campeões foram os cidadãos". Por isso, espera que o exemplo de cidadania e de responsabilidade dos portuenses, neste contexto muito exigente, se mantenha, numa altura em que o Porto não regista novos casos de COVID-19 há 10 dias consecutivos. "Não devemos deitar a perder aquilo que conquistámos nos últimos meses", pede o autarca, apelando que o mesmo comportamento cívico se mantenha na data da festa do São João, recordando que a Câmara do Porto, STCP, Metro e forças de segurança estão coordenadas no sentido de desincentivar as pessoas a celebrar este ano o São João nas ruas.

Quanto ao impacto da pandemia na economia da cidade, que é inegável, mesmo para as receitas municipais, Rui Moreira aguarda que a imagem internacional do Porto, trabalhada nos últimos anos, possa agora fazer o resto, possibilitando a retoma gradual do turismo, que veja na cidade um destino seguro.

Neste quadrante, também não é de somenos a cidade poder contar com as suas maiores instituições, de grande projecção internacional, como é o caso do Futebol Clube do Porto (FCP), o maior clube desportivo da cidade. Recentemente, o autarca, que nunca negou ser adepto do FCP, passou a integrar o Conselho Consultivo do clube, à semelhança do que a Câmara do Porto faz em diversos conselhos consultivos, "como a Casa da Música ou Serralves", nomeou.

"Trata-se de um cargo não remunerado e devia ser quase uma inerência do Presidente da Câmara", disse ainda Rui Moreira, sublinhando a importância de que a cidade possa ter uma palavra a dizer sobre a promoção da cidade e da Região, alinhada estrategicamente com as suas maiores instituições.

Combate ao tráfico de droga com alterações legislativas

Depois de durante o dia de ontem ter acompanhado uma operação policial aos bairros de Pinheiro Torres e Pasteleira Nova, o presidente da Câmara do Porto reforçou na entrevista à Antena 1 que o combate ao tráfico de droga precisa de alterações legislativas. "O que a PSP nos diz é que com o actual enquadramento legal não é possível agir sobre determinados comportamentos, como o consumo de drogas duras na proximidade das escolas", referiu.

"Não se compreende que não seja permitido estar a fazer publicidade a gelados em frente a escolas e que se possa estar 'a chutar para a veia' ", continuou. Para Rui Moreira, "não me venham dizer que é retrocesso civilizacional, porque há anos atrás fumávamos em qualquer sítio, até em hospitais e deixámos de o fazer, e isso não foi nenhum retrocesso civilizacional", declarou.

Também a propósito deste tema, e do fim das torres do Aleixo, o autarca considerou que se tem de acabar com a ideia de que existem "zonas nobres" da cidade, e alertou para o perigo de se fazerem associações do recrudescimento da infecção em zonas mais desfavorecidas.

"A tentação de associarmos a condição económica eu rejeito. A 'visão de classe' relativamente à COVID é perfeitamente desajustada", afirmou Rui Moreira, que disse esperar que as medidas tomadas a sul se venham a revelar, de facto, as mais adequadas.

País precisa de saber as condições da ajuda à TAP

Sobre a TAP, Rui Moreira assinala que é preciso saber em que condições serão entregues os cerca de 1.200 milhões de euros previstos. "Se é para a TAP ser uma micro companhia, pergunto se o país lá pode pôr - não é deve pôr - mil milhões de euros?"-

De acordo com as directrizes da Comissão Europeia, a verba que deve ser investida na companhia de bandeira portuguesa "só faz sentido se a TAP desempenhar funções promoção económica e turística e a certeza que eu tenho é que se o fizer também o terá de fazer no Porto", clarificou. Ora "se vamos pôr dinheiro nosso, do contribuinte português, é preciso que obedeça a um desígnio estratégico nacional", reforçou o autarca, que desconhece quais as condições que estão em causa na ajuda do Estado à TAP.

Mas, "se é para fazer um novo Novo Banco, não vale a pena", declarou.

Ainda dentro do tema mobilidade, ao nível local, Rui Moreira destacou a importância da construção da linha Rosa da Metro do Porto, mas admitiu que só este avanço não o satisfaz e que espera, de futuro, que a zona ocidental também possa estar coberta pela rede do metro "pelo menos até à Praça do Império".

Processo de eleição das CCDR é retrocesso e não é regionalização

O tema do novo modelo de eleição dos presidentes das Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) foi também abordado. Rui Moreira não está de acordo com ele, pois considera que o Colégio Eleitoral, constituído única e simplesmente por autarcas, "empobrece um órgão que é muito importante para a Região". Isto porque alguém que queira concorrer "tem de ter, pelo menos, 10% de apoio do Colégio", explicou. "Quem vai decidir quem são os candidatos? São os directórios partidários. O colégio eleitoral é político e municipalista. Parece-me um mau princípio", continuou.

"Isto é uma clara municipalização que nada tem a ver com regionalização", reforçou o presidente da Câmara do Porto", para quem o actual modelo serve e é o que dá melhores garantias de preparação e competência "para um futuro quadro comunitário que será muito exigente".

Quanto à descentralização, Rui Moreira admitiu "que ainda não se percebeu se o processo será ou não interrompido".

Começa logo o cargo a mentir...

Este pateta é daqueles saloios alfacinhas que diz "TREUZE"

A corrupção socialista não tem fim


O verdadeiro socialismo do século XXI. Inventar dinheiro, comprar dívida e injectar dinheiro nas corporações. Enquanto isso os pequenos negócios e indivíduos agonizam


Ventura, o [ espaço para colocarem o que entenderem ]

A justiça portuguesa é uma vergonha!

Em Itália, a determinada altura existiu uma guerra entre a máfia e os juízes! A bem do povo, os juízes venceram mais batalhas que as que perderam. Mas o que se pode fazer num país, Portugal, onde os juízes são os principais mafiosos?

(auto)Avaliados com "Excelente"


Juiz castigado no caso Freeport nomeado adjunto da ministra da Justiça Francisca Van Dunem

A nomeação de José Luís Lopes de Mota produziu efeitos a 1 de junho. 

A ministra da Justiça nomeou para adjunto de gabinete o juiz conselheiro do Supremo Tribunal de Justiça, José Luís Lopes da Mota. 

Em 2009, ainda como magistrado do Ministério Público, Lopes da Mota foi condenado a uma pena disciplinar de 30 dias de suspensão, por ter pressionado dois procuradores a arquivarem suspeitas contra José Sócrates no caso Freeport. No despacho publicado esta terça-feira em Diário da República, o novo adjunto de gabinete de Francisca Van Dunem tem "a missão de apoiar nos trabalhos de preparação e de acompanhar a Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia", que decorrerá no primeiro semestre de 2021. A nomeação de José Luís Lopes de Mota produziu efeitos a 1 de junho, o que significa que o magistrado já está a trabalhar no Ministério da Justiça.

E ainda há quem afirme não haver conflito de interesses...

Bem vindos à cidade europeia "mais segura" para receber a final da Champions.

15 Anos a blogar

No passado dia 4 de Maio, este blogue fez 15 Anos


Pelos valores do Condado Portucalense
Pelo FC Porto
Contra o centralismo e colonialismo lisboeta nas suas várias facetas corruptas e putrefactas


Retrato do Ministro da Educação num país com alunos sem ir à escola durante seis meses e sem qualquer plano de recuperação. Portugal, 2020.


Mais 417 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas. Mais de 90% são da putrefacta região de lisboa!

Os profissionais de saúde estiveram sempre na primeira linha do combate à Covid-19. Pela sua dedicação e compromisso merecem de todos o mais alto reconhecimento.


Consegue ver um impoluto nesta imagem? E 3 criminosos?



"António Costa, actual líder do PS e primeiro-ministro,
José Sócrates, antigo primeiro ministro e líder do PS e
Luís Filipe Vieira, presidente do corrupto benfica."

Há 3 anos atrás esta era a equipa maravilha em Pedrogão. Nas extremidades da foto, os dois com mais responsabilidades ainda cá andam. O da direita tornou-se especialista em logística o da esquerda é polivalente.

Parabéns à DGS por ter um papel tão importante na atribuição da Champions à corrupta e putrefacta lisboa e retirar a Supertaça ao Porto. Nós confiamos em vocês!!!!

“Único e irrepetível"

A expressão serve para designar momentos de embaraço: vergonha alheia. 
É o que se sente quando o mais alto magistrado da Nação diz, numa acção de propaganda do regime, que a Liga dos Campeões é “algo único e irrepetível”. 
“Único e irrepetível.” 
Uma pessoa fica muito irritada. 
E triste.


Faz hoje 98 anos que Portugal teve pela primeira vez um campeão nacional de futebol: o FC Porto.

Depois viriam a ditadura e os anos de chumbo de um futebol hiper-centralizado em Lisboa. Desde 2000 muitos conseguiram com o regresso a esse passado e trabalham bem nesse sentido todos os dias, em todos os jugos. Vale tudo.

Estas estátuas não podem ser derrubadas?


Uma fotografia que é todo um monumento de homenagem à decadência em que estamos.


Uma conferência de imprensa sobre uma final da Champions com: 
-Presidente da República; 
-Presidente da AR; 
-Primeiro-ministro; 
-Ministros; 
-Secretários de Estado; 
-Presidente da CML; 
-Presidente da FPF

Perdeu-se a noção do ridículo?