Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

Vimioso: complexo termal abre em Junho para testes

A Câmara de Vimioso anunciou no dia 24 de Maio que o complexo termal da Terronha está concluído e poderá abrir em fase experimental já no decurso próximo mês de junho, disse à Lusa fonte da autarquia do distrito de Bragança.
"As termas vão abrir para testes médicos por um período de cerca de dois anos, para assim se poder obter o alvará final", disse o autarca, José Rodrigues.
No período de verão, os apreciadores das qualidades terapêuticas das águas sulfurosas da Terronha poderão vir a usufruir do balneário do complexo termal.
O balneário principal do complexo termal vai ficar dotado de uma série de equipamentos em se destacam uma piscina, aparelhos para melhorar a função respiratória dos utentes e duches a jato entre outros.
De futuro, a autarquia não coloca de lado a ideia de que o equipamento termal venha a ser explorado pela iniciativa privada.
"A unidade é uma aposta para ajudar a impulsionar o desenvolvimento turístico no concelho de Vimioso, uma aposta que tem de ser ganha, já que se trata de uma indústria que poderá trazer mais-valias ao concelho ", acrescentou o autarca.
A unidade termal começou a ganhar forma há cerca de três anos com a construção de uma central de bombagem e respetiva conduta em aço inoxidável, com cerca de 1500 metros de extensão, que serve para transportar a água sulfurosa para o complexo de balneários, onde depois será utilizada na ajuda ao tratamento de diversas patologias.
A água sulfurosa que brota da nascente da Terronha tem "capacidades curativas" em doenças da pele e do aparelho respiratório.
"Estas propriedades já foram confirmadas através de testes efetuados em laboratórios especializados", frisou José Rodrigues.
A sabedoria popular garante que já se fala nos poderes "curativos" das águas da Terronha "há muitas décadas" e que era comum algumas pessoas deslocarem-se à nascente "para nela de banharem", apesar de distar alguns quilómetros da vila.
Estas águas sulfurosas da Terronha estão identificadas desde 1726.
O complexo termal da Terronha custou cerca de três milhões de euros, sendo financiado por fundos de Programa Operacional do Norte em cerca de 1,2 milhões.

Porto sem tabaco


Porto d'outrus tempus

AS MINAS DE S. PEDRO DA COVA (1917)

Invicta Film (1917-1931) - Companhia Produtora Portugal, 1917 Género: documentário Duração: 00:41:40, 16 fps Formato: 35 mm, PB, sem som AR: 1:1,33 ID CP-MC: 2002160-005-00.41.28.02

Torre dos Clérigos


Torre dos Clérigos vai abrir à noite a partir do Verão


Alargamento do horário das visitas decorre no âmbito das comemorações dos 250 anos da torre emblemática do Porto.

Os portuenses e os turistas vão passar a poder subir à Torre dos Clérigos também à noite, para apreciar a vista nocturna da cidade já a partir do próximo Verão.
A iniciativa surge no âmbito das comemorações do 250º aniversário do monumento, mas, se correr bem, até se pode prolongar pelos próximos anos.
As subidas “by night” organizadas pela Irmandade dos Clérigos estão ainda em fase de preparação, até porque “levantam várias questões de logística e de segurança”, afirmou ao PÚBLICO o presidente da instituição,  o padre Américo Aguiar. Contudo deverão decorrer apenas durante o Verão, para grupos “de 20 ou 30 pessoas” e num “horário restrito”. Os bilhetes não vão ser vendidos à porta e, por isso, deverá ser feita uma pré-reserva para subir à torre à noite. O trabalho de promoção já está a ser feito junto de agências de viagem.
Com as visitas nocturnas, a Irmandade dos Clérigos pretende “conquistar novos públicos”, atrair mais turistas e também captar a atenção da população da cidade para a importância do monumento.
A ideia de abrir a torre à noite partiu dos próprios visitantes que, segundo o padre Américo Aguiar, perguntam “muitas vezes” por que não é possível fazê-lo. O presidente da Irmandade dos Clérigos observou ainda que as visitas nocturnas envolvem “um certo glamour” e que, nessa medida, “podem ser associadas a várias coisas” com potencial turístico, como “um brinde” com vinho do Porto sobre a cidade.
A Torre dos Clérigos é uma das marcas do período barroco mais importantes no país e está classificada como monumento nacional desde 1910. Neste 250.º aniversário da torre, a Irmandade dos Clérigos lançou um programa de comemorações de forma a valorizar e potenciar o monumento que é considerado por muitos como o ex-líbris do Porto.

Porto timelapse


Uma Timelapse com 2500 fotografias e o registo de diversos locais da cidade captados nos meses de Abril e Maio recentes. [Vídeo de Paulo Ferreira]

Feira do Livro Novo e Antigo

13ª edição da Feira do Livro Novo e Antigo 
nos dias 31 de Maio e 1 de Junho, das 10h às 19h, 
nas arcadas da Reitoria da Universidade do Porto

Minhas músicas de sempre

Momentos de glória

by Placid Productions

Vitor Gaspar é boifiquista! Está tudo explicado!

... sem mais comentários, como é óbvio!

Vítor Gaspar pede "simpatia pelas difíceis semanas" que tem vivido "como adepto do Benfica" [daqui]

Última Hora: Jesus Renova

Hoje estou assim

Por falar em melões...

Douro 360º




Mentira

Israel like you've never seen it

Vamos brindar


Coffee Flip (c/vinho do porto)

Ingredientes:

- 4 cubos de gelo
- 1 ovo
- 1 colher de chá de açúcar
- 2 colheres de sopa de nata
- 0,2 dl de aguardente ou de conhaque
- 0,2 dl de vinho do Porto
- 1 pitada de noz-moscada recém-ralada

|Preparação:
Meta os cubos de gelo e o ovo num shaker e agite-o.
Junte o açúcar, a nata, a aguardente e o vinho do Porto e agite tudo energicamente durante uns 15 segundos.
Coe esta mistura para um copo gelado. Polvilhe com a noz-moscada recém-ralada e sirva-a imediatamente.

Ainda estamos a tempo de ajudar e salvar a Galiza

Porto Restaurant Week

Chefes propõem menus a 20€ na Porto Restaurant Week


A 8.ª Restaurant Week do Grande Porto, que abrange mais de 30 restaurantes, decorre de 23 de Maio a 2 de Junho.
Os ingredientes são os habituais: menus de autor em casas de renome por 20€ (com 1€ a reverter para causas solidárias). 

Entre os 32 restaurantes aderentes, segundo dados da organização, encontram-se casas como Barão de Fladgate, Astória do Palácio das Cardosas, Bull & Bear, Casa da Música, Clérigos Brasserie (por Pedro Lemos), o Egoísta do Casino da Póvoa, Foz Velha, Góshò, Largo do Paço da Casa da Calçada em Amarante, O Comercial do Palácio da Bolsa, o recente Opo Club, o Salsa & Loureiro do Porto Palácio ou os espaços Panorâmico Portucale e Porto Novo do Sheraton, entre outros.

De 23 de Maio a 2 de Junho, em cada restaurante (para o qual se aconselha reserva antecipada - agora feita exclusivamente através do guia BestTables, via site oficial da Restaurant Week, ou telefone 213616128 - das 10h30 às 22h30), há um "menu exclusivo", "utilizando alguns dos melhores produtos nacionais". O preço de 20€ inclui entrada, prato principal, sobremesa - e "mais alguns acrescentos opcionais conforme as locais" - mas sem bebidas.

Por cada menu vendido, 1€ reverte a favor de duas instituições, desta feita o Movimento Mulheres de Vermelho e o Centro de Solidariedade Maranathá.  

Como ocorre desde há algumas edições, é também feita a "promoção da dieta mediterrânica", incluída na defesa de "estilos de vida saudáveis", através do "incentivo junto dos chefes" para que se inspirem na tradição mediterrânica.   

A grande novidade das actuais Restaurant Week (tanto no Porto como em Lisboa) é a introdução de "um menu de bebidas": por mais 5€, os comensais podem optar entre duas bebidas (das cinco disponíveis: gin, vinho branco ou tinto, licor ou aguardente). Estão incluídas apenas marcas da Active Brands, patrocinadora do menu, que assegura 0,25€ por cada menu vendido para instituições solidárias apoiadas nesta edição.
 

8.ª Porto Restaurant Week - Restaurantes aderentes

Arquivo
Astória (hotel Intercontinental - Palácio das Cardosas)
Barão de Fladgate
Book (Hotel Infante Sagres)
Bull & Bear
Cais D 4
Casa Agricola
Casa Branca
Casa da Música
Cheddar - tea & fondue
Clérigos Brasserie (Pedro Lemos)
Costume Bistrô
DomPorto Restaurante e Bar
Egoista (Casino da Póvoa de Varzim)
Food & Friends
Foz Velha
Góshò
Largo do Paço - Casa da Calçada
Lider
Mendi
O Comercial
Oli Bar Restaurante
Opo Club Lounge Restaurante
Panorâmico Portucale
Porto Novo (Sheraton Hotel)
Praia da Luz
Romando
Salsa & Loureiro (Porto Palácio)
Sumo Cais
The Lingerie Restaurant
Toscano - Porto
Vinhas d'Alho

"Jorge Jasus"

A época do boifica cantada por Jorge "Jasus"

Ganhei quase tudo...

'Gandas' malucos

Universidade do Porto em destaque

Investigadores da UP com 740 mil euros para estudos na área médica


Três investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) ganharam bolsas da Harvard Medical School no total de 740 mil euros para desenvolverem estudos na área cardiovascular e cancro da mama.
A “Faculdade de Medicina da Universidade do Porto vence todas as bolsas Harvard Medical School Portugal. No total, a FMUP angariou 740 mil euros para financiar 2 projectos na área cardiovascular e uma investigação sobre cancro da mama”, lê-se na nota de imprensa enviada à comunicação social.
Alexandra Gonçalves, investigadora da Unidade de Investigação e Desenvolvimento Cardiovascular da FMUP, arrecadou 400 mil euros para um projecto sénior.
Francisco Beça, investigador do Departamento de Patologia e Oncologia da FMUP, angariou 200 mil euros para financiar o projecto na área do cancro da mama.
O terceiro bolseiro, Mário Santos, investigador do Departamento de Fisiologia e Cirurgia Cardiotorácica da FMUP e médico cardiologista do Centro Hospitalar do Porto, angariou 140 mil euros para o projecto denominado “O impacto do exercício de alta intensidade em doentes com cardiopatia isquémica – um ensaio clínico randomizado”.
A investigação de Mário Santos pretende avaliar o impacto cardiovascular e compreender os mecanismos subjacentes a diferentes programas de exercício físico em doentes que tiveram um enfarte agudo do miocárdio.
O jovem médico Francisco Beça vai poder desenvolver a sua investigação, nos próximos 2 anos, no Dana-Farber Cancer Institute, sob a tutela de Kornelia Polyak, uma das mais consagradas figuras da ciência na área do cancro, a nível mundial.
O projecto de Francisco Beça vai incidir sobre os diversos tumores e as possíveis formas de melhorar os tratamentos disponíveis, explica a UP, no comunicado.
A investigadora Alexandra Gonçalves vai, por seu turno, passar dois anos na Harvard Medical School para desenvolver conhecimentos em investigação clínica e imagem cardiovascular, estudando as modalidades de tratamento da estenose aórtica, uma temática cuja comunidade cardiológica internacional dá grande atenção.
O acordo de cooperação entre Portugal e a Harvard Medical School, assinado pelo Governo de Portugal, tem como objectivo a modernização e a melhoria da qualidade da medicina em Portugal.

O FCPorto é um clube super e tem um Presidente mítico...

«Sim, é verdade que o FC Porto apresentou uma proposta a Manuel Pellegrini. Estivemos em conversações com o FC Porto, é de facto um clube extraordinário, conhecido no Mundo inteiro, é o que chamamos um clube súper. Tem um presidente mítico e o seu projeto é muito interessante. O problema é que o contacto do FC Porto foi feito depois do Manchester City ter falado connosco», disse o representante do treinador do Málaga, assumindo que a mudança para o Dragão é, perante isto, bastante complicada, pelo facto de a proposta ter chegado tarde de mais...

Tomou hoje posse no seu 13º mandato como Presidente do FCPorto o Homem a quem devemos as alegrias e o sucesso que levam pessoas completamente estranhas ao Clube afirmarem o que lemos acima: "um Clube super e um Presidente mítico".
Apesar da lista de milhares de assinaturas para a sua recandidatura, lamento que apenas 1258 sócios tenham votado, ainda que revelassem uma total confiança reflectidos nuns esmagadores 99% . Eu estive lá, votei pelas 17 horas e admirei-me de ver lá o Presidente. Saudei-o e  trocaram-se palavras de circunstância. Obrigado Jorge Nuno Pinto da Costa!

Mudar de nome


Balanço da época futebolística


O FC Porto tem mais um adepto!

Sabiam que Taj Gibson, dos Chicago Bulls, é fã do FC Porto? O extremo norte-americano disse ao "Diário de Notícias" que está sempre "a escolher o FC Porto nos jogos de computador, pois tem uma equipa forte, com grandes jogadores". O atleta de 27 anos e 2,06 metros falou no âmbito da NBA 3XTour, que fez escala em Lisboa: "Sei que costumam ir longe nas competições europeias e até treinadores muito bons já saíram de lá".
(Did you know Chicago Bulls’ Taj Gibson, is an FC Porto fan? The American small-forward told “Diário de Notícias” that he is “always picking FC Porto at video games because it has a strong team with great players”. The 27 year old 6’9’’ athlete spoke at the NBA 3XTour that stopped by Lisbon: “I know they normally do well at the European competitions and very good coaches have started there”)

Esta madrugada, no Toural



... e no Marquês de Pombal, a festa do "triplete invertido"

Terminal de Contentores de Leixões: novo recorde

TCL ATINGE OS 77 MOVIMENTOS/HORA!!

Poderá não ser um recorde, mas é seguramente uma marca capaz de ombrear com as melhores performances dos melhores terminais de contentores por esse mundo fora: 77 movimentos/hora foi a produtividade alcançada pelo TCL na operação do navio  "Thira”.
O navio da MSC esteve em Leixões no dia 11 de maio e bastaram pouco mais de 11 horas para movimentar as suas cargas. As operações iniciaram-se às 8h31 e às 19h59 estavam concluídas.
No total foram descarregados/carregados 1.268 TEU. 
Contas feitas, a cada hora de trabalho efectivo foram movimentados, em média, 77 contentores!
O “Thira” foi o Navio da Semana n.º 19 no TCL.

Ponte da Arrábida: monumento nacional

No passado dia 23 de Maio o Conselho de Ministros aprovou a classificação da Ponte da Arrábida como Monumento Nacional

E agora, onde está a solidariedade dos jornalistas?


"Alguns dos adeptos encornados descarregaram a sua fúria na comunicação social – um jornalista da RTP terá sido agredido e um carro de reportagem da SIC ficou danificado. Pelo menos duas pessoas foram detidas na sequência dos incidentes."

Alguém me sabe dizer onde estão as manifestações de solidariedade para com os companheiros da comunicação social?

Piadas desportivas do dia

Piada 1

  • Desde o tempo do Calado que o Benfica não comia tanto melão
Piada 2
  • Ontem não "houve Taça". Perdeu quem já se esperava
Piada 3
  • O Benfica já não é Virgem, perdeu ontem os 3...
Piada 4
  • O Porto, o Chelsea e o Vitória usaram todos a mesma táctica: esperar que o árbitro apite para o final do jogo.

Hoquei em Patins: e agora a Taça dos Campeões

Hoje estou assim


"Rhapsody in Blue" By George Gershwin, from Brooklyn (1898 - 1937) (written for or solo piano and jazz band, which combines elements of classical music with jazz-influenced effects) Orchestrated by Ferde Grofé New York Philharmonic Leonard Bernstein: Conductor, Piano Royal Albert Hall, London, June 3-4, 1976 Clarinet solo: Stanley Drucker Rhapsody in Blue is a 1924 musical composition by American composer George Gershwin for solo piano and jazz band, which combines elements of classical music with jazz-influenced effects. Commissioned by a bandleader Paul Whiteman, the composition was orchestrated by Ferde Grofé three times, in 1924, in 1926, and finally in 1942. The piece received its premiere in the concert, An Experiment in Modern Music, which was held on February 12, 1924, in Aeolian Hall, New York, by Whiteman and his band with Gershwin playing the piano. The editors of the Cambridge Music Handbooks opined that "The Rhapsody in Blue (1924) established Gershwin's reputation as a serious composer and has since become one of the most popular of all American concert works.

São lágrimas

Porto State of Mind

A (nova) conquista de Lisboa aos Mouros (magrebinos)


Curiosidades


Afinal nem tudo está perdido para os lados da luz...


Portuenses de Excelência


Há exactamente 100 anos nascida no Porto Helena Sá e Costa.

Helena Sá e Costa (1913-2006) foi uma pianista, concertista e professora de música.

Portuense, neta de Bernardo Moreira de Sá — fundador do Conservatório de Música do Porto e do Orpheon Portuense — e filha do compositor Luís Costa e da pianista Leonilda Moreira de Sá e Costa, Helena concluiu o curso de piano no Conservatório Nacional de Lisboa com 20 valores, tendo sido aluna de Viana da Mota.

Estudou também com Paul Loyonnet e Alfred Cortot, em França, e com Edwin Fischer, na Alemanha. Este último foi o que mais influenciou a sua carreira, especialmente dedicada a Bach. O talento de Helena Sá e Costa mereceu o reconhecimento de personalidades do mundo das artes, como Ortega y Gassett, Pablo Casals e Lopes-Graça. Colaborou com todos os chefes de orquestra portugueses e com outros de grande nomeada, como os maestros Ernest Ansermet, Igor Markevitch, Paul Klecki, Swarowky, entre outros. Excelente intérprete e pedagoga, granjeou fama internacional como professora, tendo ensinado nos conservatórios de Lisboa e Porto e em várias partes do mundo, como nas masters-classes dos festivais de Salzburgo, em Karlsruhe e no Texas.

Foi agraciada com os prémios Beethoven (1937) e Moreira de Sá (1939); o grau de comendador da Ordem de Sant'Iago da Espada (1982); as medalhas de Mérito (1983) e de Honra da Cidade do Porto (1996); a medalha da Secretaria de Estado da Cultura (1989); o Prémio Almada (2000); o grau de grande-oficial da Ordem de Sant'Iago da Espada (2001).

Num reconhecido tributo à notável pianista portuense, em 19 de maio de 2000, foi inaugurado, no Porto, o Teatro Helena Sá e Costa, localizado na Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo.

Portugueses de valor


Maria da Conceição foi a primeira portuguesa a atingir o topo do Everest


A expedição serviu para angariar dinheiro para a sua fundação e chamar a atenção para uma causa que defende desde 2005: a de "quebrar o ciclo de pobreza" no Bangladesh.


Maria da Conceição queria ser a primeira mulher portuguesa a escalar o Everest. E conseguiu. A hospedeira de bordo alcançou o cume da montanha mais alta do mundo esta terça-feira, às 9h13m locais (4h28m em Portugal). A iniciativa tinha um objectivo principal: angariar um milhão de dólares (cerca de 800 mil euros) para a Fundação Maria Cristina, que ajuda famílias carenciadas no Bangladesh.
"Foi a coisa mais difícil que fiz em termos físicos", disse, em declarações prestadas à Lusa por e-mail. Acrescentou que a altitude e a dificuldade em respirar foram as maiores dificuldades que enfrentou e que, durante a descida, "estava completamente desidratada". 
"Escalar montanhas pareceu-lhe uma escolha natural para conseguir chamar a atenção das pessoas para a fundação e para esta causa, e também para as motivar a doar fundos para crianças desfavorecidas", disse ao PÚBLICO o responsável de comunicação da campanha, Joshua Mathias, no dia em que Maria da Conceição chegou ao Tibete. 
A Fundação Maria Cristina, sediada no Dubai, funciona desde 2010 e pretende atenuar a situação de pobreza que existe no Bangladesh. As iniciativas da instituição de assistência social estão sobretudo ligadas à educação e uma das formas de facilitar o acesso de crianças ao ensino consiste em levá-las para o Dubai, onde completam a escola primária ou secundária, ao mesmo tempo que são inseridas numa família de acolhimento.
A subida ao topo do Everest foi a segunda de três expedições que Maria da Conceição quer empreender com o propósito de angariar fundos para a Fundação Maria Cristina. Há dois anos, a portuguesa foi ao Pólo Norte com o mesmo objectivo: ajudar as crianças do Bangladesh.
À Lusa, a portuguesa sublinhou que a motivação para completar este desafio foram as 600 crianças que pretende ajudar. "Desistir significaria que o futuro daquelas 600 crianças seria vazio e enfrentariam uma vida de pobreza, fome, medo, doença, odiadas pela própria raça", disse. 
Em 2009, Maria da Conceição foi eleita Mulher do Ano nos Emirados Árabes Unidos, pela revista Emirates Woman

Faz hoje 9 anos e eu estive lá

  com o meu irmão Jorge. Que alegria!

3º melão revelado


Afinal "eles" conquistaram o triplete .... de derrotas, ha ha ha

Embrulhem toda essa arrogância ó encornados!

(*) Uma das piores finais de taça...

... em que uma das equipas é nitidamente beneficiada (joga praticamente em casa) e os adeptos da outra uma cambada de cordeiros silenciosos, em que o futebol jogado é de uma pobreza franciscana, ao nível das divisões amadoras... Jogo miserável! Venceu o Guimarães e a derrota em toda a linha dos encornados de lisboa. Bem feito!

(*) pior foi aquela final em que um boifiquista assassinou um sportinguista

Serra de Bornes

Hoje estou assim

'Xabi beim pagar tam poco'


Olha quem vem lá

Optimus Primavera Sound

Questão pertinente


Porto d'outrus tempus

Onde está a Câmara Municipal?
fotografia de Eduardo Sá Ferreira

3 modalidades, 3 campeões: é o FC Porto


Paródia 'boifica TV'

O 'nosso' avião motivacional chegou depois da festa



E o Mónaco vai pagar a tempo e horas?

O FCPorto fez um excelente negócio. Desportivamente podemos colocar dúvidas, mas 70 milhões de euros por James e por Moutinho é sempre um bom negócio. Todavia, estas transferências preocupam-me pois relembro sempre a palhaçada do Atlético de Madrid no caso Falcao. 
No caso do Mónaco, parece que o Midas que comprou o clube está cheio dele. Estará? A subida de divisão e a exigência da Federação Gaulesa em receber 200 milhões de euros para que os monegascos possam alinhar na liga principal francesa poderá aligeirar a vontade do milionário? E depois pagarão os compromissos agora assumidos? Será que daqui a algum tempo não chegam as notícias a manifestar a falta de liquidez do clube do principado? 
Obviamente esperamos todos que sejam sempre honrados os contratos. Até lá, 'bora' lá procurar mais 'fruta podre' e mais um imberbe promissor jogador logo logo transformado em craque pela competência e seriedade do FCPorto...

Limpa-te a este guardanapo


FIFA condena Marítimo a pagar 2,5 milhões ao Atl. Mineiro


A FIFA condenou o Marítimo a pagar 2,53 milhões de euros ao Atlético Mineiro, pelo «caso Kléber», jogador que está no Palmeiras, emprestado pelo FC Porto, com o argumento de que não houve cumprimento de acordo entre clubes.
De acordo com a Lusa, o juízo do Comité de Estatuto dos Jogadores «aceitou parcialmente» a queixa do Atl. Mineiro, clube que tinha emprestado Kléber ao madeirenses antes da mudança para a Invicta.
«O Marítimo tem de pagar ao Atlético Mineiro, até 30 dias após a notificação desta decisão, o montante de 2,530 milhões de euros», transcreve a agência, que destaca que os insulares têm dez dias para solicitar os fundamentos da decisão à FIFA.
Refira-se que o Marítimo queixou-se nas instâncias desportivas nacionais, devido a alegado aliciamento irregular por parte do FC Porto ao avançado. Por isso, tentou travar a transferência de Kléber para o Dragão e não recebeu os 20 por cento a que tinha direito por acordo com o Galo.

... e o feitiço virou-se contra o feiticeiro (v.g. Carlos Pereira, o "guardanapo" presidente d Marítimo, o tal que nada faria para tirar o título ao boifica)

O pior motociclista de sempre

O Norte exportador




É quase uma notícia de rodapé. Como se já fosse hábito. O Porto de Leixões teve em abril um aumento das exportações de 30%, com um máximo histórico de 1,7 milhões de toneladas carregadas num só mês! E, mais do que um mês bem sucedido, o acumulado de subida das exportações é até agora de 13% em 2013 face a 2012.

O que exportamos mais? Combustíveis refinados, ferro e aço, bebidas, papel e cartão, máquinas e produtos químicos. Os países onde as empresas portuguesas encontraram novos clientes são a Argélia (mais 150%), Marrocos (mais 61%), EUA (mais 45%), Reino Unido (mais 44%) e França (mais 39%).

É extraordinário. Há dois países em Portugal. Este é o silencioso, fruto de sangue, suor e lágrimas. Há dezenas de milhares de trabalhadores e algumas centenas de empresários e diretores comerciais de mala na mão por este mundo fora a fazer a tal 'coisa' sempre pomposamente dita pelo Governo: fazer a inversão da balança comercial do país e fazer a retoma. Este país merecia então duas coisas que continuam a não garantir: organização no Governo e segurança (fiscal e criminal) no país.

Sobre esta última, está na hora de começar a dizer ao ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, que as coisas estão a passar dos limites. São demasiados os assaltos às empresas, às infraestruturas elétricas e em tudo o que está nas ruas e pode ser vendido a peso. Este Governo está a ser cúmplice com os "Godinhos das sucatas" (generalização que permite aos leitores compreenderem do que falo) por falta de vigilância aos locais de receção de material rapinado. Obviamente que o primeiro crime é de quem aceita as peças técnicas, tampas de ruas, cobre, etc.. Mas a era das "sucatas" continua impune, tal como nos governos anteriores com as negociatas de ferro velho da Refer e outras empresas públicas. Não quero pensar em corrupção tácita (nos grandes ou pequenos centros de poder), mas isto é demasiado gritante para que continue assim, às descaradas.

Por outro lado começa a ser cada vez mais questionável a segurança pública de pessoas e bens. Dir-se-á que é o estado do país. Mas desde quando isso legitima a violência e o furto? Sei bem que os países vão parar 'aqui' quando a escalada de degradação social avança. Mas não podemos aceitar isto como um facto consumado. Além disso, a criminalidade corrói outro centro vital da recuperação do país: o turismo.

Por fim, o ministro Miguel Macedo deveria mostrar mais respeito pelas forças de segurança e pelo seu brutal estoicismo em defender o indefensável. O exemplo, caricato, de considerar que uma esquadra como a que está ser reabilitada, em Aldoar, no Porto, não deve ter camaratas básicas para os guardas poderem descansar umas horas em dias em que cumprem 16 horas de trabalho (entre horário-base e horas extraordinárias obrigatórias para fazerem vigilância a eventos desportivos, por exemplo), é exemplo da absoluta insensibilidade. É pior: é ridículo e envergonha simbolicamente o esforço da PSP e GNR ao longo deste país.

Mas este Norte exportador precisa igualmente que se estalem os dedos e se retire a opinião pública do hipnotismo de considerar que os investimentos em ferrovia são inúteis. Por exemplo, seria muito bom que o Porto de Leixões e a Galiza estivessem ligados por ferrovia de bitola europeia - mais do que o canto da sereia de curto prazo com que o ministro Álvaro acenou ao 'Norte': o da ligação Porto-Vigo mais rápida, como foi manchete deste jornal ainda há dias.

Talvez o Minho tire partido da ligação. Duvido que o aeroporto o possa fazer (os horários são irreais para esse fim). Mas estamos a esquecer o essencial. E o essencial é o vazio de propostas do Governo para conseguir pôr a funcionar uma rede ferroviária de bitola europeia que possa unir o Norte a Espanha, e daí até ao resto da Europa. Manter as pequenas e médias empresas portuguesas, que exportam para a Europa, totalmente dependentes da rodovia é um erro que só compreenderemos quando for tarde de mais. Mas cinco ou dez anos de distância é a eternidade para governos que passam a medir o seu sucesso pela estratégia de propaganda paga a peso de ouro às agências de comunicação. Tal como na fase final de Sócrates, voltamos aqui: é tudo a fazer de conta. Só Cavaco não vê.

Casa Andresen


Mais de 100 animais embalsamados invadem Casa Andresen


Leões, tigres, impalas, rinocerontes, cabras, zebras, girafas, javalis e leopardos “invadiram” a Casa Andresen no Jardim Botânico do Porto, mas estão todos embalsamados pelo método da taxidermia e só podem ver-se com recurso a lanternas.
Em entrevista à agência Lusa, o comissário da exposição “Animais de Museu”, Luís Mendonça, conta que 120 animais selvagens dos 5 continentes chegaram este sábado à Casa Andresen, que está num “grande rebuliço”, porque a habitação se encontra às escuras e os visitantes, para verem os bichos, têm de colocar lanternas nas cabeças.
A exposição, que o público pode ver a partir de domingo, “ficou congelada, os animais estão parados no ar, com o efeito naturalista dentro da casa e só é prolongada pelo som de Manuel Cruz”, o músico da banda Ornatos Violeta que foi convidado para fazer a banda sonora do certame, explicou o comissário da exposição. Acrescentou que cada visitante vai ser “um ator”, que, com a sua lanterna, vai poder “deliciar-se” a ver pormenores dos animais.
O rés-do-chão da Casa Andresen vai estar ocupado com as várias cenas dos animais embalsamados e esculpidos pelo espanhol António Perez e, no andar de cima, funcionará uma “sala de gestão de crise”, onde estarão mapas e todo o material para os visitantes conhecerem a biodiversidade, habitats e a histórias dos bichos. Será também aí que se poderão obter explicações sobre a técnica moderna de embalsamamento pela taxidermia.
A “invasão” dos animais na Casa Andresen vai durar 6 meses e vai ser acompanhada por várias intervenções culturais de cantores, bailarinos, actores, ilustradores, como por exemplo o músico Rui Reininho.
A exposição “Animais de Museu” é “invulgar”, porque os visitantes vão poder “participar na performance”, usando lanternas para explorar o interior da casa ocupada por “animais embalsamados pela técnica de taxidermia que os coloca em poses naturais e equilíbrios impossíveis”, sublinha a Universidade do Porto, num comunicado a propósito desta mostra.
A exposição pode ser vista todos os dias, das 10h às 22h, e com ingressos a preços que variam entre 1,50 euros (crianças) e 2,5 euros (adultos).
A Casa Andresen é uma antiga casa de família dos escritores Sophia de Mello Breyner e Ruben Andersen e foi renovada em 2011, tendo recebido recentemente as exposições “Evolução de Darwin” e “Reservas” de Armanda Passos.

Hegemonia rima com FC Porto

By Placid Productions

Hoje, no Porto de Leixões

Hoje o Porto de Leixões recebeu a visita do navio de passageiros MS Europa 2. O navio está na sua viagem inaugural, pois foi construido há apenas 3 meses e chegou a Leixões proveniente de Bilbao e tem como destino seguinte Lisboa de onde partirá para uma pequena viagem pelo Mediterrâneo. Com 225 m de comprimento o MS Europa tem capacidade para 516 passageiros e uma tripulação composta por cerca de 370 elementos. Pertencente à companhia de cruzeiros Hapag-Lloyd, possui todas as caracteristicas de luxo que devem constar num navio desta qualidade

  




De tirar o fôlego

Follow The Sun (Xavier Rudd) - music for travelers

'Follow The Sun' is the first offering from Xavier Rudd since his 2010 release Koonyum Sun'.

The clip was filmed on location at Stradbroke Island, Queensland Australia. 

Film clip directed & edited by Nikki Michail - www.sustainabledreaming.org 
Filmed by Anthony Broese & Nikki Michail / Colour grade by Joe Lancaster at Chop Shop Post, Brisbane /  
Additional bird & dolphin images from Barry Brown at Howling Planet / Editors Assistant - Anthony Broese. 

Full respect to the country & community of Minjerribah, North Stradbroke Island. Special thanks to the Yulu Burri Ba Dancers and everyone involved! 


Minhas Músicas de Sempre

Supertramp / Crime of the century

Você não vale nada mas eu gosto de você

Lampionices: fail, fail e fail...


Momento Ficheiros Secretos, by JJesus

FC PORTO: tricampeão nacional 2010/2013

Quem nós somos?!


Paulo Garcia e Rui Gomes da Silva: excrementos magrebinos

Lisboa é Azul e Branca

Já começou no domingo :-) :-) :-)


Portugal no seu melhor

Conseguem descobrir o que têm em comum filmes como O Senhor dos Anéis, Príncipe da Pérsia ou as Crónicas de Nárnia? Para além de serem grandes sucessos de Hollywood, todos contam com o trabalho inigualável da empresa portuguesa Equicouro que fornece as selas, cabeçadas, mantas, louros, estribos, cilhas e peitorais para aparelhar os cavalos que participam nos filmes.

Audiovisual Black & White na Católica do Porto

De 22 a 25 de Maio de 2013, a Escola das Artes da Universidade Católica no Porto volta a abrir portas à estética a duas cores. A 10ª edição do Festival Audiovisual Black & White, que recebe vídeos, áudio e fotografias a preto e branco, levará a competição obras provenientes dos 4 cantos do mundo.

Com características únicas a nível mundial, a iniciativa nasceu da necessidade de responder a uma crescente sensibilidade do público para a especificidade do preto e branco, abandonando o preconceito que relaciona esta estética com obras dos primórdios do cinema. Além da aposta em vídeos e fotografias a duas cores, o festival estimula igualmente a criação de ambientes sonoros que remetam para o “preto e branco”.

Ao longo de quatro dias, para além das competições, serão levadas a cabo diversas actividades ligadas ao mundo audiovisual, desde artist talks, screenings, até extensões de outros festivais internacionais. As noites serão também animadas com um programa cultural paralelo.

BLACK & WHITE
10º Festival Internacional Audiovisual
22-25 Maio 2013