Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

E, como era previsto, o Mota lá acabou por "fazer as coisas pelo outro lado"

Num campeonato honesto, já nem digo Europeu, as equipas, grandes e pequenas, estão dependentes daquilo que jogam e principalmente dos golos que marcam. Em Inglaterra, por exemplo, ter 5 ou 6 pontos de vantagem pode ser efémero, pois a forma das equipas faz constantemente o "elevador" das classificações. Em Portugal não. Desde que soubemos que a forma da equipa encornada se aproximar dos êxitos do FC Porto era "fazer as coisas pelo outro lado", que percebemos que a normalidade do futebol não se aplica. Hoje, mais uma vez, na já denominada "liga salazar 2014/2015", o adepto confesso encornado, o Mota, que já decidira noutras épocas, decidiu o jogo ao anular o golo do empate do Rio Ave. Estava escrito, ainda mais depois da derrota sofrida pelos encornados no terreno do Braga na pretérita jornada. E assim se vive no futebol indígena português....

Vejam onde está o assistente:





Só para relembrar:

Manuel Mota põe "like" em orgulho benfiquista


1 comentários:

...E não foi o fora de jogo, há um penalty não assinalado contra os encornados depois desse "fora de jogo", a bosta tv só repetiu por uma vez e interrompeu, logo TÊM que ser penalty! O golo dos encornado também é precedido de falta.
Cumprimentos