Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

A história começa a dar-lhe razão...


Fim da Monarquia foi "enorme recuo a nível democrático"
Via (Lusa) - O fim da monarquia representou "um enorme recuo a nível democrático para Portugal", defendeu numa conferência na Universidade de Lisboa, o investigador do Instituto de Ciências Sociais de Lisboa Rui Ramos.
A conferência e o debate que se seguiu, integrados na celebração do Centenário da Morte do Rei D. Carlos I, tiveram como objectivo clarificar os factos que envolveram o regicídio e, dois anos depois, a implantação da República.
Aquilo que se diz hoje da implantação da República "é o mesmo que dizer que o Estado Novo foi um tempo de liberdade e que a PIDE (polícia política) foi um grupo de rapazes simpáticos", ilustrou o orador.
Rui Ramos referiu ainda que as celebrações do aniversário da República comemoram "um regime que seria repugnante para os dias de hoje".
Questionado sobre as propostas apresentadas segunda-feira pela plataforma monárquica Centenário da República, o investigador revelou que "concorda com a proposta de alteração dos manuais de História".