Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

Estão admirados com o juiz do tribunal de ... lisboa?! Olhem só para esta pérola de um clube "subserviente" ao clube corrupto de lisboa!

Vítor Magalhães, presidente do Moreirense, mostrou-se satisfeito pelo arquivamento do caso de suspeitas de corrupção.
O Conselho de Disciplina da FPF considerou que o caso prescreveu, e aguarda decisão do Tribunal da Relação: "É julgada extinta a responsabilidade disciplinar dos arguidos do Moreirense Futebol Clube, Manuel Orlando Cunha e Silva e José Williams Silva Mendonça, por prescrição do procedimento disciplinar, consequentemente, é determinado o arquivamento deste processo disciplinar".
Em declarações à agência Lusa, o presidente dos cónegos mostrou-se satisfeito com o arquivamento, e diz sempre estar tranquilo com o desenvolvimento do caso.
"Sempre existiu tranquilidade. A justiça viria ao de cima mais tarde ou mais cedo. Estou satisfeito com este desfecho, porque o Moreirense merece respeito. Era importante para um clube pequeno como o nosso que a situação se esclarecesse, a verdade fosse reposta e se fechasse este caso".
O Moreirense tinha sido suspenso de competir durante um ano pelo Tribunal de Santa Maria da Feira por quatro crimes de corrupção. Em causa estaria o pagamento de subornos a jogadores da Naval e Santa Clara, para ajudarem os cónegos a subir à I Liga, na temporada de 2011/12.  (daqui)

Nota: Atenção: não confundir processo disciplinar (FPF) com processo crime (justiça). O Moreirense FC foi condenado pelo Tribunal da Feira no dia 8 de Setembro de 2018.

0 comentários: