Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

AIMAR É BATOTEIRO


" Outro exemplo: um golo marcado graças a um penálti batoteiro. O golo é irreversível mas a moldura penal difere em função do resultado final. Se a equipa do batoteiro empatar ou ganhar por um golo de diferença… alto lá!, é grave e suspende-se o actor! Se a equipa do batoteiro estiver a ganhar por margem mínima e acabar por golear despacha-se a coisa com uma multa, não interessa nada que o adversário, obrigado a mudar a estratégia de jogo, tenha sido prejudicado! " (in O JOGO)

LEMBRAM-SE?

MAS PARA ESTE, NÃO HÁ CASTIGO, NÃO HÁ TITULOS GARRAFAIS...


PORQUE O CD DA LIGA JÁ DISSE AO benfica:


AGORA DIGAM: QUANTAS VEZES JÁ FOI LEVADO O COLO O CLUBE DO REGIME?


portanto, enfim, é fazer a conta...

Afinal, havia outro
JORGE MAIA , in O JOGO
Há coisa de um ano, houve jornais que escarrapacharam na primeira página, em letras tão garrafais quantos lhes permitia o respectivo grafismo a palavra "batoteiro" por baixo de uma foto de Lisandro. Em causa estava a grande penalidade que o argentino teria simulado em lance disputado com Yebda no FC Porto-Benfica. A Comissão Disciplinar da Liga castigou Lisandro com um jogo de suspensão e multa de 750 euros por "simulação evidente de grande penalidade inexistente, que provoca decisão errada da equipa de arbitragem", mas mais do que isso, justificou alegremente tais manchetes insultuosas em relação a um dos melhores jogadores que passaram pelo futebol português nos últimos anos. Ora, ontem, a CD da Liga puniu Pablo Aimar com 750 euros de multa por "simulação evidente de grande penalidade inexistente, que provoca decisão errada da equipa de arbitragem". Só não foi suspenso por um jogo porque, simpaticamente, a CD considerou que o lance não beneficiou a sua equipa na atribuição final dos pontos. Como não tenho nenhuma dúvida sobre a honestidade de quem fez as primeiras páginas que chamavam batoteiro a Lisandro, só posso imaginar que pensem exactamente o mesmo de Aimar. Podem é não ter autorização para lhe chamar isso na cara...

0 comentários: