Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

Aeroporto do Porto é o que mais cresce em todo o país

Segundo os números de Janeiro de 2019, o Aeroporto do Porto foi o que mais cresceu nos últimos 12 meses, em número de passageiros transportados mas também em número de movimentos. A França é o principal destino e origem de passageiros no Sá Carneiro que no primeiro mês do ano processou mais de 833 mil passageiros.

Segundo os dados divulgados pela ANA - Aeroportos de Portugal, o crescimento do número de passageiros transportados de e para o Porto foi de 10,7% no acumulado dos últimos 12 meses, e de 9,6% em Janeiro. O de lisboa cresceu 3,2% no mesmo mês.

(…) No Porto, o número de voos cresceu nos últimos 12 meses na ordem dos 8% e, só em Janeiro, aproximou-se dos 7 mil movimentos.

Contrariamente ao que acontece em lisboa e na maioria dos outros aeroportos, onde a nacionalidade da maioria dos passageiros é portuguesa, são franceses os que mais viagem de e a partir do Porto, seguindo-se portugueses e espanhóis. Contudo, os países que mais estão a crescer no transporte para o Aeroporto Francisco Sá Carneiros são os EUA, Itália, Espanha, Holanda, Marrocos, Polónia e Hungria.

O crescimento de passageiros norte-americanos no Aeroporto do Porto atinge quais os 100% no acumulado dos últimos 12 meses, o que não será alheio ao facto da United Airlines ter começado voos directos para Nova Iorque a partir da Invicta. O número tenderá a aumentar, uma vez que também a TAP anunciou que retomará voos directos do Porto para Nova Iorque este ano.

Igualmente em crescimento está o número de passageiros turcos, que cresceu mais de 11% nos 12 últimos meses. A Turkish Airlines, a companhia que liga mais destinos diferentes em todo o mundo, anunciou entretanto o reforço da sua ligação directa do Porto a Istambul, um dos principais hub de ligação da Europa ao oriente. (daqui)

0 comentários: