Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

Notícias do Condado Portucalense

Os futuros acessos do IC1/A28 ao concelho de Matosinhos, a construir no âmbito do alargamento da via, vão reduzir o trânsito para a Rotunda AEP em cerca de 20%. A obra começa no início do próximo ano.
Os automobilistas que diariamente enfrentam filas na A28, tanto no sentido Leça da Palmeira-Porto como no sentido contrário, vão sentir melhorias no trânsito após as obras de beneficiação da A28, cujo projecto de execução deverá ficar concluído ainda neste trimestre.
A Câmara de Matosinhos estima que o alargamento da via (duas para três faixas em cada sentido) e a melhoria dos acessos que ligam a A28 à malha urbana se traduzam numa significativa redução de trânsito naquele troço entre a ponte de Leça e a Rotunda da AEP (conhecida como Rotunda dos Produtos Estrela). Guilherme Pinto acredita que a diminuição andará na ordem dos 20%.
Recorde-se que a obra de requalificação do IC1/A28 arrancará, numa primeira fase, apenas em Matosinhos. Tudo porque Governo e o Executivo liderado por Rui Rio não se entendem quanto ao projecto para o Porto.
Do lado de Matosinhos, uma das alterações que mais influenciará o fluxo de trânsito é a construção de uma saída na A28, no sentido Norte/Sul, alguns metros antes da Rotunda AEP. Esse acesso permitirá aceder à Rua Dr. Eduardo Torres, mas também à rotunda da Avenida Calouste Gulbenkian (conhecida por Rotunda do Continente) sob a A28 para chegar ao hipermercado ou ao Norteshopping.
Aquelas superfícies comerciais são responsáveis por grande parte do fluxo de trânsito que chega à Rotunda dos Produtos Estrela. Por outro lado, a mesma saída da A28 vai permitir desviar todo o trânsito para a zona poente da freguesia da Senhora da Hora, o que significa que os automobilistas não terão de confluir para os "Produtos Estrela" para apanhar a Estrada da Circunvalação (sentido poente).
Alguns metros antes daquela saída da A28, ainda no sentido Leça-Porto, haverá outro novo acesso. Este fará a ligação directa ao Hospital Pedro Hispano, resolvendo o problema das ambulâncias que deixam de ter de passar pela Rotunda AEP. Aquele ramo servirá ainda para aceder ao Centro de Congressos e Desportos de Matosinhos e à envolvente do Estádio do Mar.
Com estas alterações, passam a confluir no troço final da A28 apenas os automobilistas que querem ir para o Porto (seguem pelo túnel sob a rotunda) e os que pretendem seguir para o lado nascente da Estrada da Circunvalação (sentido Hospital de S. João). Ou seja, aquele ramo de saída para a Rotunda dos Produtos Estrela, frequentemente congestionado e responsável por grande parte do "pára-arranca" na A28, deverá deixar de ser um problema.
Segundo uma estimativa da Câmara de Matosinhos, 20% dos automobilistas utilizarão a via de acesso à Rotunda Dr. Eduardo Torres e 70% seguirão em frente para o Porto. Os restantes 10% vão usar a Rotunda AEP para virar para a Circunvalação (sentido nascente).
Para chegar ao local onde se realiza a feira da Senhora da Hora também haverá novidades que ajudarão a desbloquear o trânsito. Quem segue no sentido Porto-Leça já não precisará de passar pelos Produtos Estrela e Rotunda do Continente. Na A28, seguirá pelo viaduto e encontrará uma saída para a Rotunda da Barranha pouco depois do estacionamento do hipermercado. A via segue paralela à Avenida Calouste Gulbenkian, passa por trás do posto de combustível e contorna a Escola Superior de Arte e Design.
As obras na A28 incluem ainda a construção de um viaduto sobre a auto-estrada, a ligar a feira da Senhora da Hora ao Estádio do Mar, e alterações na zona do Regadio (Guifões), mas estas beneficiam sobretudo os residentes e pouco influenciarão o trânsito.
INÊS SCHRECK no JN

0 comentários: