Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

Querem destruir o pequeno Tibete português

É conhecido pelo Tibete português e está em risco de desaparecer por causa de uma barragem que a lisboa, a capital colonial quer construir.  Falamos de Sistelo, nos Arcos de Valdevez



A capital centralista e colonialista já conseguiu destruir o Tua, depois o Sabor e agora é a vez do Rio Vez. Aquilo que os centralistas-colonialistas chamam de progresso é nada mais que a destruição de paisagens únicas, de desprezo pelos habitantes dessas regiões, da extinção de fauna e flora, de culturas e tradições.


0 comentários: