Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

Não é a Uber que tem de mudar, são os táxis

DAVID BERNARDO | davidbernardo@yahoo.com | 19 Janeiro 2015, 20:15Muitas pessoas em Portugal ainda não ouviram falar da Uber, mas isso vai mudar rapidamente. A Uber é uma aplicação que permite a qualquer pessoa, com um "smartphone", chamar uma viatura com motorista, como se fosse um táxi. 
Em poucos minutos uma viatura de boa qualidade, chega ao local definido com um motorista educado para o levar ao seu destino. Música? Pode escolher já que se tiver a aplicação "Spotify" ligada no seu telefone, a música é a sua. Preço? Na versão básica da Uber, a Uber X, é mais barato do que um táxi.  Chegando ao final, o valor é cobrado directamente no seu cartão de crédito o que acaba com o tradicional... "é que não tenho troco para notas de 5 euros". No final, recebe no seu telefone um recibo e um pedido para avaliar o serviço entre 1 a 5 estrelas.

Claro que um serviço como este tem tido imensas reclamações por parte dos proprietários dos táxis, que acusam a Uber de ser inseguro, ilegal, pouco profissional e de roubar empregos. Em vários países já se registaram ataques violentos de taxistas aos motoristas do Uber. No entanto, quem experimentou sabe que o serviço é muito melhor do que o dos táxis.

A primeira impressão é a mais importante. Isto é especialmente relevante para os turistas que visitam o nosso país e de quem a economia depende. Na minha viagem de Natal a Portugal, depois de 12 horas de voo dirigi-me para a fila de táxis. Entro num carro velho com um jovem motorista antipático, que em tom desagradável quase me ameaça, "Aqui há horas para ir para tão perto" quando lhe digo o meu destino. O carro com um cheiro insuportável a tabaco claramente com origem no maço quase vazio de SG Ventil em cima do "tablier". AC/DC a tocar no rádio, maravilhoso depois de mais 12 horas num avião e janela aberta sempre bom para apanhar o frio do inverno. Quando pedi para desligar o rádio e fechar a janela, baixou algo o volume e fechou um pouco a janela. Com pouca vontade de me aborrecer logo à chegada, lá fui até casa com frio e os AC/DC dentro da minha cabeça. Chegado ao destino, novamente me interpela de forma desagradável, "Não tenho troco de 20 euros" para pagar 12 euros. Esta experiência  impacta negativamente o turismo e a imagem da cidade, dão má reputação e no longo prazo prejudicam empregos não só dos taxistas, mas também de todas as outras pessoas que dependem do turismo para os seus negócios.

O tema não é os taxistas perderem o emprego. Se estou de acordo que a perda de empregos é um problema grave, sou totalmente a favor de dar os empregos disponíveis a quem merece. E quem merece é quem dá melhor serviço aos clientes. Tem de se acabar com esta impunidade em que o cliente não tem formas eficientes para reclamar e com consequências reais. No caso da Uber um motorista com menos de 4 estrelas de média de classificação entra em período de prova. Se não consegue melhorar é demitido da Uber.

Estou de acordo que a Uber se aproveita de vazios legais e não é justo que os táxis tenham de pagar alvarás e licenças e os condutores da Uber não. Mas a verdade é que a Uber conseguiu fazer o que a maioria das cidades não conseguiram... dar um serviço de transporte individual conveniente e de qualidade (há exceções e taxistas extremamente corretos, mas vamos a ser honestos que a imagem generalizada não é boa).

Uma sociedade avançada não é uma sociedade em que as classes com menos recursos andam de automóvel, mas uma onde as classes mais favorecidas andam de transportes públicos. Tenho amigos que venderam as suas viaturas para usar a Uber. Num momento da história em que o tráfego na maioria das cidades está a chegar a níveis insuportáveis, e o planeta não aguenta muito mais poluição, o transporte partilhado é cada vez mais uma solução viável e que deve ser implementada. E esperem até chegarem os carros que se conduzem sozinhos (o Google já tem vários a funcionar e várias marcas também os estão a desenvolver). Nessa altura, estaremos perante uma revolução que ainda irá mudar mais a atual situação.

A Uber veio e para ficar, por razões simples... funciona, resolve um problema e os clientes adoram o serviço. Quem tem de mudar são os táxis e já era hora de tal acontecer.

Partner litsebusiness.com e professor de e-commerce e marketing digital na Nova SBE

1 comentários:

O objetivo deste questionário, é avaliar a qualidade, a satisfação e as necessidades do serviço prestado e a prestar, na Atividade de Transporte Público de Aluguer em Veículos Automóveis Ligeiros de Passageiros.

Para tal, a sua opinião é importante.

Ficaríamos muito gratos se a pudesse partilhar connosco.

→ https://mjlcvpt.typeform.com/to/wUaNsu

Seria também importante, conhecer a opinião dos seus amigos, partilhe esta mensagem.

Obrigado

Disclaimer:
Este inquérito respeita a privacidade de todos os indivíduos e não recolhe ou gere quaisquer dados pessoais, para além das opiniões manifestadas de livre e espontânea vontade. A informação e as opiniões recolhidas não são partilhadas com terceiros.