Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

Reflorestação vandalizada e espigueiros ao abandono em Soajo

“Correu mal” uma pequena acção de florestação na encosta da Várzea (Soajo). Das cerca de oitenta árvores plantadas no passado dia 21 de Abril, entre carvalhos, bidoeiros, abetos e castanheiros, “cerca de trinta foram arrancadas [por desconhecidos]” no dia seguinte, segundo uma fonte dos Sapadores afectos aos Baldios. A vedação lá montada, para impedir a entrada de gado errante, foi removida e retorcida, sobretudo na sua base inferior.
“Numa altura em que se aproximam as eleições para os Baldios [7 de maio], este ato de maldade é uma vergonha”, denuncia a presidente do Conselho Directivo dos Baldios da Freguesia de Soajo, Cristina Martinho, que promete apresentar queixa-crime contra desconhecidos e dar conhecimento desta ocorrência ao ICNF, que cedeu as árvores, algumas das quais, após este ato de selvajaria, acabaram enredadas na vedação.
A maioria das plantas extirpadas encontrava-se na linha das estacas que amarra(va)m a vedação ao solo. À margem deste crime contra o património, que é de todos, também a deposição de lixo (sacos, garrafas, latas…), nas cercanias desta mancha, vem reforçar o clima de revolta que se vive no território, que é o “pulmão” do (único) Parque Nacional.








0 comentários: