Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

Tua e a canalhice lisboeta

Como sabem, amo o Norte de Portugal, o berço da nacionalidade e odeio na mesma proporção (ou talvez mais) o centralismo e colonialismo lisboeta. Por isso é que acho merdosos todos os nortenhos que defendem clubes lisboetas, por exemplo. Por isso é que acho que essa gente sem carácter merece o mesmo fim de um tal Vasconcelos... Também por isso o centralismo e colonialismo lisboetas se sente cada vez mais no nosso dia-a-dia. Desde as televisões e rádios, mesmo a Antena 1 e a RTP que me impedem e bloqueram o acesso a comentários no facebook, por denunciar aquilo que eu acho serem constantes atropelos à portugalidade em favorecimento de uma certa visão do país através de um postigo cujo horizonte acaba lá para os lados de Vila Franca de Xira...
 
Esperei até este momento por escutar vozes mais atinadas sobre a vergonhosa construção por parte da EDP de um novo museu na nada carenciada capital centralista e colonial. Já nem comento o facto de, ao invés de baixarem os preços ao consumidor no país da Europa onde o custo da energia é o maior do espaço comunitário.
 
Tenho visto o esbulho e o esventar e destruir da paisagem nortenha, como aconteceu recentemente no Vale do Tua.
 
Como estão recordados, no que concerne ao esventrar do TUA, da direita à esquerda houve unanimidade: os deputados eleitos, mesmo por Trás-os-Montes, cagaram-se para a paisagem, cagaram-se para a contestação e, obviamente, caragam-se para os trasnmontanos.
 
Não podemos afirmar que a contrapartida, para além da óbvia, foi "oferecer" o MAAT, o novo museu da capital centralista. Mas podemos afirmar que "se os transmontanos não se importaram que os políticos lhe roubassem terra, paisagem e património e se a chulice lisboeta faz fila para entrar num Museu construído com o dinheiro da destruição da paisagem Nortenha e construído com muita especulação energética que lhe vai aos bolsos, quem sou eu para achar isto tudo uma perfeita canalhice?"

0 comentários: