Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

O Amor ...

O amor é um bicho
Que nos come a solidão
O amor é uma flor
Que cantou uma canção
O amor é uma casa
Onde nunca estamos sós

O amor é um bicho
E eu cá sou uma noz
O amor é um barco
Que nunca vai afundar
O amor é um avião
Que nunca vai aterrar

O amor é um disco
Que não para de girar
O amor é um livro
Que nunca há-de acabar
O amor é uma janela
Que só dá para o coração

O amor é um telheiro
Que nos protege da monção
O amor é um guarda chuva
Onde cabe sempre mais um
O amor não é dinheiro
não precisa de nenhum

O Amor Somos Nós

1 comentários:

Adoooorei....
A foto está sublime... o poema é lindissimo!
Um post soberbo!