Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

Depois de hoje, se a SAD do FC PORTO não fizer nada que realmente faça estremecer a trampa, corremos com a SAD

... o que se passa jogo a jogo é humilhante, é persecutório, é uma tentativa de aniquilação do FC Porto ...

Por "forças ocultas" que fazem as "coisas pelo outro lado", somos, prova a prova, atirados borda fora.  CHEGA!  Perder com honra. ROUBADOS CHEGA!

1 comentários:

Entra ano, sai ano, entra treinador, sai treinador e:
-esta equipe raramente ganha divididas ou segundas bolas, geralmente os outros sempre chegam primeiro
-dificuldade absurda em marcar gols continua
-dificuldade impressionante em jogarem bem ( ou bom ) futebol em 80% da época também continua
-dificuldade em ver Herrera fazer uma única exibição a nível ( ou metade ) do que fez no mundial 2014 no Brasil é 100%

E fico por aqui, porque de tudo o que de muito mau vi nestes últimos 3 anos e meio, este muito mau que está num nível de 70% do tempo, a cereja no topo do bolo eu vi hoje contra o "colosso" moreirense: vi um ponta-de-lança do Porto levar um drible desmoralizante de um goleiro de 6ª categoria de nome makaride ou makaridi ou o que quer que seja...

O que mais gostei foi ver nossos rapazes finalmente distribuirem porrada e acho que deviam ter dado mais porrada pra compensar as porradas que andamos levando quietos, mudos e calados... nem vou falar do cai-cai por tudo e por nada dos adversários, hoje eu contei 7 cai-cais dos moreirenses, só o makaride caiu 3 vezes pra ser atendido...

E claro que o jogo não podia acabar sem que o nosso temível e perigoso ponta-de-lança belga, a melhor contratação de sempre do clube - que certamente ocupará o lugar do Baroni no Baías e Baronis do Jorge da Porta 19, ficando Baías e Depoitres - depois de levar um drible do makaride, levasse um chapéu desmoralizante dum moreirense qualquer...

Tá muito, muito, muito, muito mau de mais...