Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

Sexta-feira 13. O dia que Pinto da Costa entra para história do futebol



Esta sexta-feira 13 marca o dia em que Pinto da Costa protagoniza um marco da história do futebol mundial: há 35 anos a comandar os destinos do FC Porto, Pinto da Costa é o dirigente de um clube há mais tempo no cargo.
A data: 17 de Abril de 1982. Nesse dia, Jorge Nuno Pinto da Costa entrava para o lugar que ocupa até hoje, como presidente do Futebol Clube do Porto. E 35 anos depois além de, obviamente se ter tornado um símbolo incontornável do clube, e inevitavelmente da história do futebol português, Pinto da Costa torna-se agora uma lenda viva do futebol mundial. Com 12 864 dias contabilizados a comandar os destinos do ‘dragão’, Pinto da Costa ultrapassa Santiago Bernabéu (antigo dirigente do Real Madrid) e torna-se o dirigente há mais tempo à frente de um clube.
Ao longo de mais de três décadas à frente dos ‘azuis e brancos’ Pinto da Costa levou o clube a muitos momentos de glória, como os 58 títulos alcançados pelo equipa principal de futebol ou os 62 títulos obtidos pelo hóquei em patins.
Campeão Europeu (2 vezes), Campeão do Mundo (2 vezes), Campeão da Uefa (2 vezes), Campeão da Supertaça Europeia (1 vez)

1999, um ano de ouro

Pinto da Costa viveu, já, grandes momentos de glória à frente do clube do seu coração – quem não se lembra da conquista da Liga dos Campeões em 2004, no entanto, houve um ano no meio destes 35 que se pode dizer ter sido de ouro. Decorria o ano de 1999 quando, nas hostes do dragão, se viveu um ano verdadeiramente dourado. Não só para a equipa principal de futebol com para outras modalidades representadas oficialmente pelo Porto.
No total foram cinco. Juntamente com o futebol profissional, também foram campeões nacionais o andebol, o hóquei em patins, o basquetebol e a natação. Nesse ano o futebol – com o campeão europeu Fernando Santos no comando técnico da equipa – sagrou-se penta campeão nacional. 1999 foi apelidado por alguns com o ano do “duplo penta”, uma vez que se atingiu a glória cinco vezes em duas situações.

0 comentários: