Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

Do esterco na política

"Não adianta a Manuel dos Santos vir com as escusas do nacional-porreirismo"


Há, lamentavelmente, um sem número de episódios a que o cidadão contribuinte tem assistido e cuja impunidade, enraizada no nacional-porreirismo, permite que eleitos da nação - mais os eleitos que os nomeados - expressem os seus sentimentos como se não estivessem obrigados, por Lei e eticamente, a comportar-se de forma impoluta e, no mínimo, isenta. Se mais não fosse, pelo facto de viverem às custas do tal cidadão contribuinte.
Isto a propósito do "desabafo" do eurodeputado Manuel dos Santos sobre o facto de Sérgio Conceição ter dito que João Félix, jogador do Benfica, passou férias em sua casa. O eleito para nossa representatividade na Europa publicou na rede social Twitter a seguinte frase: "Realmente este gajo não presta para nada! É um complexado e aldrabão compulsivo".

======== ******* ========
Vamos, então, ficar à espera que o eleito da Nação nos explique, a nós cidadãos contribuintes, que, com algum sacrifício, pagamos impostos para o bem comum, por que razão insultou publicamente Sérgio Conceição.
======== ******* ========

Vamos esquecer, para nos centrarmos em algumas coisas mais relevantes sob o ponto de vista social e político. "Complexado e aldrabão compulsivo", independentemente de ser um insulto, é, no mínimo, um comentário que denuncia comportamentos alheios. Ora, como sabe Manuel dos Santos e sabem todos os deputados aqui ou na Europa, acusar uma pessoa de ser mentirosa roça a calúnia, a difamação ou a injúria.
Mas, não sendo eu juiz, procurei encontrar na acusação do eurodeputado alguma veracidade ou até má interpretação das suas palavras. Se calhar até está a falar de outra coisa qualquer que não as férias de João Félix em casa de Sérgio Conceição. Na realidade, é complicado encaixar que um eurodeputado não saiba - já que sabem como chegar a tudo e têm assessores para lhes levar toda a informação possível - que um dos filhos do treinador do FC Porto, mais exatamente Rodrigo Conceição, não só é jogador dos Sub23 do Benfica, como é amigo pessoal de João Félix. Bastava-lhe, até, ter lido as notícias de finais de fevereiro, em que a visita do jogador mais falado do momento em Lisboa a um jogo do seu amigo e filho do treinador rival foi amplamente noticiada.
É impossível que Manuel dos Santos não saiba disto. Ou não vê, não lê e não ouve notícias. Portanto, o eurodeputado só pode estar a falar de outra coisa, uma qualquer circunstância pessoal em que Sérgio lhe terá mentido. E - pior! - mentido muitas vezes, para o poder apelidar de "aldrabão compulsivo". Se assim não foi, é muito grave. E não adianta a Manuel dos Santos vir com as escusas do nacional-porreirismo, típico de quem acha que debate de futebol é um chorrilho de atitudes que já nem eram aceitáveis na Idade Média.
Vamos, então, ficar à espera que o eleito da Nação nos explique, a nós cidadãos contribuintes, que, com algum sacrifício, pagamos impostos para o bem comum, por que razão insultou publicamente Sérgio Conceição, pessoa que já vestiu e honrou a camisola das Quinas, e é treinador de um emblema indubitavelmente representativo de Portugal no Mundo.
(António Barroso, aqui)

0 comentários: