Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

Multiculturalismo: a falência das políticas da patética e perigosa esquerda europeia

Os já repetidos e cada vez mais frequentes ataques promovidos por admiradores do Alá, em todo e qualquer sítio à escala global onde existem vestígios de presença cristã ou católica, desde a repetida destruição de património até à frequente matança de seres humanos, demonstram que o multiculturalismo trazido, posto em prática e defendido no ocidente por perigosos partidos de esquerda e de extrema esquerda está definitivamente morto.
Deve ser estancado: os líderes ocidentais devem repensar e até mesmo "devolver" esses assassinos à sua terra natal. Está claro que aquela crença num pedófilo assassino não pode ser mais tolerada como "religião de paz". O islamismo só poderá ser eventualmente tolerado no dia em que, nos países onde crescem esses infames e canalhas assassinos, hajam igrejas católicas, sinagogas e outros cultos onde os seus acólitos não sejam perseguidos só porque não são muçulmanos.
Continuar a acolher esses vermes no solo europeu será o fim da civilização. Estou farto do "politicamente correcto" habitual de uns tipos que chegam momentaneamente ao poder  e que se acham donos da verdade, abrindo as nossas casas, os nossos cofres e a nossa vida a seres que se comparam a escorpiões. E o escorpião mata porque é a sua natureza...
Estamos perante um verdadeiro combate civilizacional. Em que uns se querem impor, a mal, sempre e cada vez mais pela força e pelo terror. Ora isto não se pode tolerar!

0 comentários: