Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

Sempre a roubar...

Lisboa recebe mais do que Metro do Porto
O Metro do Porto recebe cerca de 11% da indemnização compensatória que é atribuída pelo Governo ao Metropolitano do Lisboa, embora transporte cerca de metade do número total de clientes servido pela firma da capital.
Para a empresa portuense, o Conselho de Ministros reservou apenas - e pelo segundo ano consecutivo - 2,52 milhões de euros, enquanto o metro na capital recebe mais de 22,7 milhões. Somadas às receitas, as verbas são insuficientes para suportar as despesas de exploração da rede do Metro do Porto, aumentando o passivo da empresa.
A decisão governamental foi publicada, ontem, em Diário da República. Curiosamente, no sector dos transportes ferroviários, a Metro do Porto é a empresa que obtém o valor mais baixo de indemnização compensatória.E, olhando para a generalidade das empresas de transportes públicos a actuar nas duas cidades, só a Rodoviária de Lisboa, a Transportes Sul do Tejo, a Vimeca Transportes e a SCOTTURB - Transportes Urbanos recebem menos.
Já a Sociedade de Transportes Colectivos do Porto (STCP) terá direito, este ano, a um montante superior a 16,3 milhões. Em comparação com a Carris de Lisboa, a STCP também recebe menos. A Carris tem direito a 45,4 milhões de euros do Governo.
O pagamento de indemnizações compensatórias é fundamental, porque permite manter os preços dos bilhetes dos transportes públicos num valor atractivo e comportável pelos utentes. A Junta Metropolitana do Porto deu, na semana passada, um parecer positivo à lei que permitirá a criação da Autoridade Metropolitana dos Transportes. Alertou, contudo, o Governo de que as autarquias não possuem meios financeiros para diminuir o défice operacional do sector dos transportes públicos.

0 comentários: