Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

O apelo à mediocridade

Na capital centralista e colonialista é assim: quando os símbolos futebolísticos da capital fazem uma gracinha, são parangonas a tecer os mais rasgados elogios.
Pelo contrário, quando o vencedor é o símbolo do Norte, do Porto, a equipa mais vitoriosa a nível internacional a coisa já pia de outra forma. 
Veja-se a capa de um panfleto lisboeta que nem para peixe deve ser utilizado: foram ao ridículo de elogiar e destacar o fracasso dos seus símbolos e remeter um triunfo do FC Porto, esmagador de 5-0 sobre o campeão inglês, para uma lateral. Nada de novo. Acontece porém, que em Inglaterra alguém abriu a boca de espanto perante tal comportamento que destaca o insucesso ao invés de destacar a glória.



Lembram-se quando o FC Porto se sagrou Campeão do Mundo? Do mesmo pasquim lisboeta: 


0 comentários: