Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

Os muçulmanos são gente boa? Então leiam mais este exemplo de "bondade" ... assassina



Terrorista Inglês, ex prisioneiro de Guantánamo , declarado inocente e inofensivo pelo governo inglês de então Tony Blair que o recompensou com 1 milhão de libras por maus tratos , realiza um ataque suicida no Iraque .
Estado Islâmico saudou essa semana um terrorista que praticou atentado terrorista na cidade de Mosul. Esse terrorista se chamava Jamal al-Harith, era inglês convertido para o islamismo , da cidade Manchester e tinha o nome de guerra de Abu Zakariya al-Britani.
Uma declaração do ISIS afirmou que o suicida britânico Zakariya al-Britani havia realizado um ataque suicida em Mosul:
''O irmão do martírio Abu Zakariya al-Britani - que Deus o aceite - detonou seu veículo carregado de explosivos em um quartel-general do exército Rafidhi e suas milícias na vila de Tal Kisum, a sudoeste de Mosul.
Não revelou quando o bombardeio ocorreu.
"Rafidha" é um termo depreciativo usado para se referir aos muçulmanos xiitas, que os muçulmanos do Estado islâmico consideram ser hereges.
Forças da mobilização popular , um milicia paramilitar dominada por milícias xiitas apoiadas por Teerã, estão ativos na área mencionada na declaração.
Eles estão lutando ao lado de outras forças iraquianas - incluindo o exército e a polícia federal - como parte de uma ofensiva que começou no domingo para retomar a margem oeste de Mosul.
Abu Zakariya al-Britani tinha sido preso pelas forças dos Estados Unidos na Afeganistão e levado para a prisão de Guantanamo em 2002. Sendo solto em 2004 a pedido do governo inglês chefiado na época por Tony Blair.O então secretário do Interior David Blunkett disse: " (...) na verdade ele não será uma ameaça à segurança do povo britânico ".

Ele então processou o governo inglês alegando maus tratos e recebeu do governo 1 milhão de libras.
Em 2014, Jamil conseguiu ir para a Síria e se juntou ao Estado Islâmico.
O jornal Telegraph disse : " Esta é uma situação escandalosa. Tanto para as garantias de Tony Blair de que esse extremista não representava uma ameaça à segurança , ele claramente representava um risco para a Grã-Bretanha e a nossa segurança o tempo todo. Soa como um insulto à nação ter recebido 1 milhão de libras em compensação por causa do julgamento falho de Blair de que ele era um inocente ".
Que coisa, heim? E tem gente que diz que o terrorismo é uma questão de pobreza. Nascer em país rico, com várias redes de proteção social e receber um milhão de libras não é suficiente?

0 comentários: