Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

Porto é campeão da Eurockey Cup Sub-15

A estreia do Porto / Dragon Force na Eurockey Cup não poderia ter sido melhor. No derradeiro dia de prova, os dragões arrecadaram o título de Sub-15.

Porto e Manlleu defrontaram-se no pavilhão de Les Casernes em Vilanova para discutir o título de Sub-15 da Eurockey Cup.
Com um percurso imaculado, qualquer das duas equipas tinha já mostrado argumentos para levar o troféu para casa.
O Porto, de Jorge Ferreira, entrou mais forte. Aos três minutos e meio, Diogo Marques arrancou pela direita e rematou para golo, com a preciosa colaboração de Miguel Afonso a importunar na área defensiva e guarda-redes do Manlleu. Longe de se pensar que este poderia ser o único golo da partida, houve na primeira parte algum equilíbrio, mas com o Porto mais perigoso e mais perto de voltar a marcar.

Na segunda parte, o Manlleu regressou dos balneários determinado a virar o resultado. Mas Rafael Pacheco não deixou. O guarda-redes que, pelo mérito defensivo dos azuis-e-brancos, nem tivera muito trabalho ao longo do torneio, foi inúmeras vezes chamado a mostrar-se. E disse sempre presente.
O Manlleu era mais rápido sobre a bola e as oportunidades sucediam-se, mas sempre a esbarrar em "Rafa". O Porto poderia ter 'matado' em contra-golpe ou nos espaços em que conseguiu manter a bola longe da sua baliza, mas seriam dois momentos de Rafael, os mais determinantes na recta final da partida.

A menos de seis minutos do final, Didac Alonso dispôs de uma grande penalidade. O guarda-redes portista defendeu o remate e recarga, levando ao desespero os catalães do Manlleu. E, à entrada do último minuto, a luva do guardião evitou mais um golo, passando a certeza e a confiança de que a vitória não fugiria.
O Porto, campeão nacional do escalão, festejou efusiva e justificadamente uma conquista europeia que só vem confirmar a qualidade de um grupo coeso e promissor. O capitão Carlos Dias foi o mais profícuo, com nove tentos apontados, num saldo de seis vitórias em outros tantos jogos, com 34 golos marcados e apenas cinco sofridos.

Os dragões tornam-se a primeira equipa portuguesa a vencer a competição de Sub-15 da Eurockey Cup - o Braga vencera, mas em Sub-17, em 2014 -, sucedendo aos italianos do Mirandola (2012) e aos catalães do Reus (2013) e Arenys de Munt (2014 e 2015).
No final do evento, o treinador Jorge Ferreira e o coordenador Filipe Santos estavam naturalmente satisfeitos por uma estreia vitoriosa e certos do retomar de um Porto triunfador nos escalões de formação.


0 comentários: