Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

Mais um arquivamento (ou como os mouros continuam a perder)

É mais um arquivamento para Pinto da Costa. Agora o caso relativo à final da Taça de Portugal 2002/2003, que o FC Porto conquistou, tendo como opositor a U. Leiria. Para além do presidente portista, Maria José Morgado também decidiu não acusar José António Pinto de Sousa, à época presidente do Conselho de Arbitragem da FPF, e o árbitro Pedro Henriques.

Pinto da Costa estava indiciado de um crime de corrupção desportiva activa, tal como Pinto de Sousa, e Pedro Henriques de um crime de corrupção desportiva passiva. Tudo porque os investigadores apanharam nas escutas uma conversa entre o presidente do FC Porto e o líder da CA da FPF, alguns dias antes do jogo. Pinto da Costa sugeriu a Pinto de Sousa vários nomes de árbitros que considerava “nomeáveis”.

0 comentários: