Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

25 Anos, Senhor Presidente


Faz hoje 25 anos que Pinto da Costa foi eleito Presidente do Futebol Clube do Porto. Neste período de tempo, o FCP passou de clube regional para um clube de estatuto e prestígio mundial.
Com o cunho do presidente Pinto da Costa, fomos duas vezes Campeões Europeus, duas vezes Campeões Mundiais, vencemos uma Taça Uefa e uma Supertaça Europeia e ainda vimos nascer o lindissimo Estádio do Dragão, também conhecido pelo Giorgio Armani dos estádios. A nível nacional conquistamos a hegemonia do futebol português e alcançamos algo inédito e que dificilmente se repetirá: o Penta. Tudo isto, toda esta obra e estes títulos, têm um nome associado. O de Pinto da Costa. O homem que aos 69 anos de idade não desiste de lutar pelo seu clube, contra tudo e contra todos, vai se recandidatar para mais um mandato de 3 anos.
O balanço destes 25 anos é extraordinariamente positivo. Contudo, nos últimos anos tem-se vindo a observar alguma falta de poder interno de Pinto da Costa. O clube já não gira à sua volta e esse facto poderá ser uma das razões para algumas decisões estranhas, erradas e despesistas que a Sad tem tomado desde que foi constituida.
Com toda a polémica que se tem gerado em torno da sua pessoa, quer por motivos profissionais quer por motivos pessoais, Pinto da Costa tem estado claramente condicionado e é raro ouvi-lo a defender o nosso clube. Nestes últimos meses temos constatemente sido alvos de ataques por parte dos adversários e vítimas de erros grosseiros de arbitragem e nunca Pinto da Costa, ou alguém da Sad, se fez ouvir. É apenas este "condicionamento" que me leva a pensar que talvez fosse a altura de Pinto da Costa passar o testemunho. Ele acha que não. E como será mais uma vez eleito, será por isso mais uma vez o meu presidente.