Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

Contas à moda do Rio

Na terça-feira passada ocorreu mais uma reunião do executivo camarário Portuense. Foram votados documentos importantes, os relatórios de gestão de 2006 da GOP, Domus Social e da Câmara Municipal do Porto.

A GOP, Empresa Municipal de Gestão de Obras Públicas, é fundamentalmente uma empresa de gestão de projectos, com um único cliente, a Câmara Municipal do Porto. Uma empresa com estas características, fundamentalmente deve ser avaliada através dos indicadores de realização. Neste capítulo, o relatório de gestão apresentou valores abaixo do 50%!

Relativamente à Domus Social o relatório apresentado apresentou resultados francamente positivos. A empresa realizou bastante obra ao longo de 2006, reabilitando mais de 400 casas devolutas e variadíssimos bairros sociais. Alias obra bem visível para quem passa na VCI todos os dias, junto ao viaduto do amial, o Bairro do Regado.
O fracasso desta empresa foi a venda de habitações sociais, tendo conseguido vender apenas 10% do número de casas que se haviam proposto!

Por fim vem a avaliação à gestão camarária do ano de 2006 do Dr Rui Rio.
Rui Rio é um homem cinzento que guarda a chave do cofre da tesouraria, numa lógica masoquista de tornar todos os Portuenses “Caranguejos”, a caminhar de forma contraria à força Invicta desta cidade.
O relatório de gestão da CMP do ano 2006 demonstra uma continuidade na descida das Receitas e um grande corte nas Despesas. Tornou-se óbvia a real mais-valia de Rui Rio; pode-se mesmo concluir que entre ter o actual Presidente da Câmara e fechar as portas da Autarquia é a mesma coisa. Em quase tudo a que ele se propôs fracassou!

Na SRU e Reabilitação Urbana do Centro da Cidade foram investidos 2,3 milhões de euros! Numa cidade como a do Porto, isto significa parar. A SRU em 2006 não apresentou nenhum resultado, continua na linha dos projectos, apresentações, analises mas sem quaisquer concretizações. A continuar assim, o Porto vai demorar 20 anos a reabilitar.
No respeita ao slogan tantas vezes invocado, “Porto Cidade da Ciência” este ano o investimento teve uma redução de 28,7%, entre 2005 e 2006.

O grande projecto social de criar uma Rede Social na cidade, interligando todos os organismos, criando uma estrutura de atendimento rápido e eficaz, beneficiando os mais desfavorecidos, “É tanga!” continua no papel... até agora não se vê nada.

Mobilidade e Transportes, qualificada pelo programa eleitoral do PSD como uma prioridade, os “montantes gastos com expropriações para alargamento de vias, ou construção de novas.”! Alguém viu? Que novas vias? Será que isto se resume ao Túnel de Ceuta!

O Pelouro da Juventude teve a “lata” de gastar no “Apoio de iniciativas da Juventude” 500€!!!

"No que respeita ao Dinamismo e Notoriedade o investimento realizado no total de 948,2 mil euros reporta-se essencialmente à aquisição de equipamento informático (hardware) e as rendas do edifício dos CTT adquirido por leasing." Esta frase é uma transcrição do relatório, podemos interrogar-nos se é com pagamentos da renda de um edifício que atingimos alguma meta de Dinamismo ou Notoriedade! Obviamente que só pode ser mais “Tanga!”. Se não for a Zona Histórica, Casa da Musica, o FCP e o Vinho Porto” esta cidade desaparece dos roteiros turísticos.

Intensificação e Melhoramento da Limpeza Urbana? Esta nem merece argumentaria, um Porto mais Limpo? Só se for em frente à casa do Rui Rio...

Afinal, uma vez mais fica provado que a tão apregoada gestão do Dr Rui Rio é péssima, porque para fazer contas à moda do Porto, não precisamos de um contabilista, qualquer Portuense estará à mesma altura!!!