Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

Nem todo o ocidente é decadente...



Glasgow não é para meninos. E os escoceses são os beirões lá do sítio. Todos sabíamos isso. Todos menos o infeliz terrorista que resolveu atacar o aeroporto da cidade.

John Smeaton é um pacato cidadão que divide o seu tempo entre o trabalho, a carregar malas no aeroporto, e o pub onde vê os jogos do Celtic.

Quando viu um polícia a ser posto fora de circulação por um homem suspeito James Smeaton pensou para si: “this is not right! You're nae hitting the Polis mate, there's nae chance” (sic). Vai daí resolveu tomar o assunto em mãos. Uns sopapos para aqui, uns sopapos para ali. Smeaton conta que enquanto lhe afinfava, o prevaricador ainda balbuciou “Allah!, Allah!, Allah!”. Smeaton, que não é homem erudito, achou a referência suspeita. Ignorando a tese soarista sobre o diálogo com os terrorista, serviu-lhe mais rodada de sopapos. Desta feita com um “bocadinho” mais de força.

A população, sem perceber o que se passava, também acorreu para participar num histórico rodízio de pancadaria. Tão histórico que quando a polícia chegou teve de proteger o terrorista das suas vítimas. Foi no hospital que deram conta que o infeliz trazia um cinto de explosivos à cintura. Ficou de tal forma maltratado que não conseguiu accionar o mecanismo.

John “braveheart” Smeaton, um marialva à antiga. Para os interessados está disponível aqui a notícia, aqui a página da wikipedia e aqui o merchandising.

(via 31 da Armada)

0 comentários: