Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

Ainda o comício do PS

Como Portuense e Portucalense senti-me profundamente ofendido pelo partido do governo de lisboa ter escolhido a cidade para festajar 3 anos de governação estrondosamente penalizadora para a classe média. Nos últimos anos, a Cidade e a Região de que é capital, tem vindo a sofrer com o desemprego, a falta de oportunidades, diminuição do crescimento, falta de liderança regional, abandono pelo poder central de lisboa que se materializa na falta de investimento público... Lisboa continua a ser o buraco negro e sugador do país que se designa Portugal... O resto é deserto, como frisa um certo miserável governante. Por isso, o poder central e quem lá está devia ter vergonha na cara em fazer comícios de apoio na cidade que mais sofre no contexto europeu... Mas não, os socialistas do governo de lisboa vieram para cá fazer a "festa". Pobre e ridícula festa, diga-se...

"Quero agradecer a vinda a todos os que estão dentro do pavilhão, mas também a todos os que estão lá fora. Este não foi um comício, mas dois comícios. Não é o espaço que é pequeno, é o PS que é um grande partido", afirmou José Sócrates (mais aqui)". O receio de ter no Pavilhão do Académico do Porto «pessoas menos entusiasmadas ou que até possam vaiar Sócrates» levou a máquina partidária do PS a fazer uma selecção dos militantes para o comício desta tarde, disse ao SOL um dirigente concelhio (mais aqui)".

Para quem conseguiu juntar aqueles velhinhos do interior do país no Hotel Altis a bater palmas a António Costa esperava-se melhor. Muito melhor…