Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

Quando não existia o "sistema"

... Com o decorrer do campeonato, o Zé do Boné (Pedroto), decidiu passar ao ataque. Foi aí que surgiu a sua famosa frase acerca dos "roubos de igreja no Estádio da Luz", a qual, como se calcula, teve o condão de irritar solenemente o "establishment".
Mas a coisa não ficaria por aqui: ia já o campeonato relativamente adiantado quando, numa bela tarde de Domingo, o Zé do Boné, aproveitando o facto de o FCP não jogar nesse dia, se deslocou à Póvoa de Varzim para presenciar um Varzim-Benfica que terminaria com um empate a 1-1. Numa das suas páginas interiores "A Bola" do dia seguinte titulava: "PEDROTO NA PÓVOA: «BENFICA NÃO TEM ESTOFO DE CAMPEÃO»" O jornal noticiava em detalhe as declarações de Pedroto no final do jogo, com mais ou menos este teor: "O Benfica não tem estofo de campeão: demonstrou-o bem aqui, pois empatou tal como poderiam ter empatado o Feirense ou o Espinho, isto é, jogando à defesa. Claro que falhou um penalty, mas penalties todos os guarda-redes defendem, mexendo-se ou não" (uma alusão ao facto de Manuel Bento, o guarda-redes do Benfica, ser "especialista" em defender penalties, mexendo-se frequentemente antes de a bola partir). Foi o bom e o bonito! Desta vez o nossos rivais da Luz entraram definitivamente em parafuso, chegando ao cúmulo de enviarem um telegrama ao Dr. Américo Sá, protestanto contra "interferência vosso técnico assuntos internos nosso clube" (!).