Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

Bem prega Frei Tomás

"O bastonário da Ordem dos Advogados está a defender um ex-liquidatário judicial acusado de sete crimes de corrupção passiva para acto ilícito, sete de participação económica em negócio e associação criminosa, no âmbito do megaprocesso de fraude com falências que há mais de um ano está a ser julgado no Porto. Ontem, nas alegações finais de defesa do seu cliente e "amigo de há 37 anos". "Há muito folclore, há apitos dourados, mas não se toca na verdadeira corrupção. E quanto mais incapaz é o Ministério Público de atacar os verdadeiros casos de corrupção, mais fundamentalista é em atacar os casos em que não há corrupção", sustentou, excluindo o processo das falências do lote de casos em que se tem esforçado em denunciar como bastonário (mais aqui)".
Parece que para o bastonário corrupção só existe quando praticada por políticos com cargos governativos (mais aqui)". E não são todos…