Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

Besta Negra: Académica e um árbitro que não se chama Proença e ...

... e PRINCIPALMENTE uma trampa de treinador chamado Pereira (que dá beijinhos em amuletos) e porque não de uns atletas que embandeiraram em arco e agora se esqueceram do essencial.


Depois de uma surpreendente (sim) victória em lisboa, quando se esperava o elan essencial para arrancar para a etapa final, tivemos mais do mesmo: abúlicos, lentos, sem garra, sem vontade e sem táctica. Não merecem!


Nem a humilhante derrota na Taça de Portugal fez aquelas cabecinhas pensar sequer que o prélio seria muito complicado se, mais uma vez, entrassem a pensar na morte da bezerra. E assim o fizeram. E assim, a victória na luz pode mesmo ser encarada como um mero acaso, sendo pois descapitalizada toda a aparente onda de confiança então criada para nós e de desânimo para os mouros. Miseráveis. Todos! 


Nem 40.000 pessoas nas bancadas! Será que também os adeptos não acreditam? Realmente esta equipa é bipolar: não dá confiança nem tão pouco satisfação vê-la a jogar. 


Obs.: Hoje o Braga foi levado ao colo. Um excepcional golo anulado ao Leiria. Lembro o campeonato perdido para o Boavista. Também na época, como os mouros não podiam ganhar, começaram a acontecer "coisas". Como agora.

2 comentários:

Boa noite, isto é o copy/paste do que escrevi hoje à tarde no Porta19(e imagino que muitos escreveram a mesma coisa na bluegosfera):

RBN diz:
10 de Março de 2012 às 13:28
Bom dia Jorge, o FCP não pode dar 45 minutos de avanço à Briosa, como andou a fazer noutros jogos que não no galinheiro.

Temos que matar logo o jogo ainda na 1ª parte, porque nós sabemos que num único lance ou remate fortuito do adversário, a coisa pode azedar para o nosso lado, tantas vezes já vimos este filme, e perdem-se pontos irrecuperáveis.

É isso que espero do FCP logo mais, e sabendo de antemão que o Braga joga mais cedo e os galináceos apenas amanhã, uma vitória hoje já colocava o FCP a 6 pontos do clube dos menstruados lisboanos, e teriam eles que entrar amanhã em Paços com toda a pressão em cima deles.

O que aconteceu hoje no Dragão?

 

caro Kosta, caríssimas(os),

"ser Porto" é termos um estado de alma capaz de suplantar emoções, como a de esta noite - em que esbanjámos dois pontos por culpa própria (e com uma ajudinha do árbitro) -, de mantermos a nossa cabeça bem erguida, de apresentarmos o nosso melhor sorriso às provocações - que já se (pres)sentem - e de prosseguirmos com o espírito crente (e ciente) de que, no final, venceremos!

"ser Porto" é, nesta altura de aperto e por muitas divergências que tenhamos para com quem lidera o nosso clube do coração, sermos capazes de o apoiar incondicionalmente, remando (com todos) para um mesmo lado, numa mesma direcção e com um fito comum: a conquista do campeonato nacional!

somos Porto!, car@go!
«este é o nosso destino»: «a vencer desde 1893»!

saudações desportivas mas sempre pentacampeãs a todas(os) vós! ;)

Miguel | Tomo II