Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

Bruno Paixão: os hipócritas do Sporting deviam ser os últimos a queixar-se

Não é por nada, mas eu já calculava que os lagartos iam perder em Barcelos.
  • Em primeiro lugar porque a equipa é muito equilibrada, tem alguns bons jogadores (mesmo aqui ao lado, baratos, e ninguem os vê...), tem um campo relativamente pequeno e uma apetência por fazer negra a vida dos mais "apetrechados";
  • Em segundo lugar porque "aquele" "sporten" de Manchester foi um bluff de sorte e de "tesão de mijo"; aliás a forma como alguns jogadores leoninos corriam deixou-me muita dúvida e caso tivesse havido controlo anti-doping seria engraçado perceber, pelo menos, os níveis de cafeína no sangue...
  • Em terceiro lugar, porque este "sporten" não vence fora de casa há largos meses e o seu futebol não encanta, muito menos convence;
Depois, é claro, Bruno "Campomaior" Paixão. Embora tenha aquela incompetência nata, e um apego enorme por prejudicar o FCPorto, como se pode constatar num recente Gil Vicente-FCPorto, onde, apesar do mau jogo do Porto, se pôs a inventar penaltis para os da casa e a fechar os olhos para, pelo menos dois a favor dos Dragões, o árbitro é mesmo mauzinho.

Agora o jogo de ontem correu mal aos lagartos. Não jogaram um ... corno. depois, um grande galo, perdão golo de um homem chamado Galo e uma confrangedora exibição leonina, aliada a uma decisão ridícula do agora tão aplaudido Sá Pinto: subsituir ao intervalo o seu melhor jogador, Matias Fernandez. Claro que isso, aliado ao desgaste (duplo) da prova europeia, fez o resto.

Ridículos mesmo são os apelos da estrutura sportinguista para a irradiação do, tão admirado por algumas facções do nosso futebol, "jovem" Bruno Paixão. Os lagartos deviam ser os últimos a atirar pedras àquele incompetente. Recentemente gozaram com as reclamações do FCPorto contra o mesmo fulano Bruno Paixão, no mesmo palco onde agora se insurgem. Basta relembrar um nome: Campomaiorense. Naquele que foi a mais ignóbil arbitragem que já tive oportunidade de assistir, em 19 de Fevereiro de 200, e cujo resultado (derrota do FCPorto) deu de mão beijada um título ao "sporten".
Ou mais tarde, em 2008, em Leiria, numa final da Supertaça: um jogador do FCPorto corria isolado para a baliza dos lagartos e subitamente, Paixão apita e interrompe o jogo para ... ser dada assistência a um jogador lagarto que acabara de se atirar para o chão no meio-campo. Penaltys? Nesse mesmo jogo Tonel acaria a bola com a mão dentro da área: penalty, gritaram na rádio e na televisão, grito logo abafado porque Paixão não quis marcar. Uma penalidade mais sonegada ao FCPorto, que perdeu aquela taça. 

Os sportinguitas são mesmo cegos e hipócritas e com Bruno Paixão, são "cão que não conhece dono"!

0 comentários: