Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

Bofetada francesa às (más) decisões do governo centralista de lisboa

Recentemente soubemos da obscena vontade do governo de lisboa em acabar ou reduzir o ensino de português na diáspora, nomeadamente em França. Pois bem, chegou daquele país uma bofetada estrondosa no focinho dos governantes centralistas da colonial capital de Portugal:

‎"Autarcas de 23 cidades francesas -- entre as quais Paris, Bordéus e Nimes -- onde, ao todo, vivem quase 4 milhões de pessoas, querem desenvolver a nível local ações de promoção da língua portuguesa em França e criar, "através de uma ligação privilegiada com o espaço lusófono", uma rede de eleitos para "refletir e agir sobre temas concretos: economia, participação cívica, educação, ação social, etc".
"É importante que Portugal deixe de olhar para os emigrantes em França e para os seus descendentes como aquelas pessoas que fazem tudo sozinhas, que trabalham por amor à camisola para promover o país, para ter Portugal perto e que são embaixadores. Isso acabou. Queremos cooperar, fazer 'lobbying' e dar visibilidade a Portugal", afirmou." pagina 4 edição francesa do Luso Jornal


0 comentários: