Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

Ei-los que se aproximam a passos largos

Universidade chinesa cria Centro de Estudos dos Países de Língua Portuguesa

A Universidade de Economia e Negócios Estrangeiros de Pequim (UIBE) inaugurou hoje um Centro de Estudos dos Países de Língua Portuguesa para desenvolver "projectos de investigação histórica e estudos contemporâneos".
O objectivo é "promover a amizade, cooperação e intercâmbio entre a China e os países lusófonos, com o melhor apoio dos especialistas e eruditos do interior da China e aproveitando Macau como plataforma", anunciou a instituição em comunicado.
Um antigo vice-ministro chinês do Comércio, Wei Jianguo, e o reitor da UIBE, Shi Jianjun, são os presidentes honorários do novo Centro (CEPLP), cuja direcção é assegurada por Wang Chengan, ex-secretário-geral do Fórum Macau para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os países lusófonos.
"O Centro vai dar uma base mais académica aos trabalhos do Fórum Macau", disse à agência Lusa o embaixador de Portugal na China, José Tadeu Soares.

Política, Economia, Direito e Cultura são as áreas que o CEPLP promete desenvolver.
O Centro pretende, nomeadamente, "desenvolver cursos de formação de recursos humanos bilingues, em português e mandarim, com o objectivo de apresentar ao governo chinês e às empresas públicas e privadas propostas que permitam consolidar as relações entre a China e os países lusófonos".

Fundada há 60 anos, no nordeste de Pequim, a UIBE conta com cerca de 11.000 alunos e desde há três anos tem também uma licenciatura em português.

Público
Observatório de Língua Portuguesa


0 comentários: