Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

E subitamente a aranha (clubite lisboeta) disse à mosca (Fernando Gomes): apanhei-te!

Inicialmente, com mais ou menos folclore, os clubes de lisboa marcaram os seus animais de carga para a FPF. Sabendo do retorno àquele organismo das arbitragens e da disciplina, logo nos gabinetes e nas redações dos pasquins da cor (bola e record) se puseram a deitar sortes. Seara, reclamando independência mas fazendo o anúncio no abjecto e espécie canal televisivo do próprio clube da luz, ao passo que no sanitário de alvalade, como a confusão é já um hábito, saíam duas propostas, Franco e outro tipo cujo nome não me recordo.  Os respectivos pasquins lá foram fazendo a campanha. 
Súbitamente surge um movimento de apoio a Fernando Gomes, o tal que pertenceu à SAD do FCPorto e que terá colocado alguma ordem na tendenciosamente sulista Liga de Clubes. Soou o alarme na capital. A tal onda parecia ser forte e as pranchas sulistas eram de esferovite. Então, num golpe à holliwood, surge o traficante de pó, a dar o seu "apoio inequívoco" a Fernando Gomes. Logo depois, um dos lagartos desiste, e o clube retira o apoio ao outro e, pimba, tal passe de mágica, apoia também Fernando Gomes. 
Fantástico: Gomes livra-se do manto de azul-e-branco e surge como salvador da pátria.
O FCPorto está mudo e calado, não manifestando apoio, tal como já o fizera para as eleições da Liga. Neutralidade total. 
No meio disto, AQUELES QUE FAZEM AS COISAS POR OUTRO LADO, foram-se preparando: na eleição de delegados à FPF, o que era suposto não acontecer, aconteceu. Conforme estaria estabelecido, os lampiões, não deveriam colocar nenhum "agente". Mas fizeram-no de forma encapotada, e a coisa passou como algodão: o Atlético apresentou como delegado, o inqualificável Colaço, o tal que incitou ao ódio e à morte de adeptos do FCPorto sem que o MP se incomodasse com o vitupério. Parece que até está lá outro, via Estoril, um tal de Vasconcelos, ou coisa parecida (isto de lembrar e pronunciar nomes de mouros é complexo). Pelos vistos os sempre choramingas de alvalade também meteram a sua lançazita... Pois, e até lá está o Octávio Machado, ressuscitado das vinhas de Palmela!!!! Do FCPorto, ninguém.
Já agora, o resultado da eleição dos delegados de arbitragem para a FPF levam 5 gajos da AFlisboa, 2 de Évora, 1 de Santarém, 1 de Leiria, 1 de Setúbal, em clara maioria face aos 4 do Porto. Sintomático!
Entretanto, Gomes, inebriado pelo fedor putrefacto de lisboa, como acontece com os cobardes nortenhos (temos muitos, a começar pelos deputados eleitos pelos circulos eleitorais nortenhos), na sua caminhada para lisboa, para um luxuoso gabinete na Praça da Alegria (ou do regabofe), até já prescinde de assistir a um emocionante FCPorto-lampiões, para participar num jantar em ... lisboa, de aniversário da associação de futebol local. Inebriante.
Depois, Gomes certamente aconselhado pela fada madrinha, começa a escolher a sua equipa. Então a coisa começa a feder, e de que maneira. Escolhe quase e só lampiões: é o Humberto Coelho, a Mónica Jorge...
A cereja chegou: o presunto de azeméis, o inqualificável e anafado político Loureiro (o 'mininho', para os amigos), que foi o manga de alpaca da luz no referido e mais vergonhoso processo de perseguição movido no futebol português contra um Clube: o FCPorto. Só falta ir buscar a Coimbra o "outro" para o ramalhete ficar completo!

Creio que já se percebeu que a aranha lisboeta comeu a mosca (Fernando Gomes) e a teia está feita! Objectivo: aniquilar o FCPorto!

Sinceramente surpreende-me a forma ligeira como o Meu Clube participa nestes processos; penso que, da parte do FCPorto é uma atitude de anjinhos: como vimos, a história recente mostra-nos que temos que estar lá, e principalmente muito atentos. Relembro pois as recentes intervenções do clube vermelho e a vergonhosa colagem de uma equipa nortenha, o guimarães, assim como a alavanca do jornalixo lisboeta, que tentaram por todos os meios impedir a participação do FCPorto numa prova que conquistou "por larga maioria", e a tentativa de afundar o Grande Clube do Dragão nas profundezas das competições internas, tudo alicerçado pelos orgãos da Liga e da FPF, completamente destituídas de honra e isenção e que serviram de instrumento afiado apontado contra o coração do Dragão. Esteve por um fio!



AS COMPRIDAS MANGAS DO TÚNEL DA LUZ
Por isso, o desenterrar disto aqui em cima, logo com o ponta de lança CM, começa, para mim, a mostrar-se como mais um plano; e desta vez "eles" querem de forma definitiva e radical,  acabar com o FCPorto!
Relembro que o MP, por ordem do inqualificável procurador-geral, que não respeita ninguém e persegue aqueles que lhe fazem frente (como já aqui postei), decidiu reabrir todos os processos que haviam sido julgados e arquivados. Voltaram a ser negadas as pretensões do sul, mas, para bom entendedor, ficou a mensagem de ódio e perseguição ao FCPorto.
Ao contrário da forma algo superficial e até leviana como o assunto é encarado por muitos adeptos e não só, eu PENSO QUE TAL AMEAÇA É REAL e deve ser cuidadosamente acompanhada. "Eles" querem mesmo tramar o FCPorto! 
Um dos pasquins da cor, já vem mesmo dizer: estão a ver, nós já sabíamos pois "a notícia sobre o processo foi dada em primeira mão por A BOLA, a 3 de Janeiro de 2010". Ou seja, como quem diz que a coisa já vem sendo cozinhada desde então...
Nem sequer é surpreendente a forma ultra-rápida como o MP conseguiu concluir o processo, sabendo como sabemos a ineficácia e morosidade da justiça em casos normais; os casos mais rápidos conhecidos do MP foram os relacionados com tentativas de extorsão ao FCPorto daquilo que conquistou por direito! Isto também devia ser um sinal sério a considerar.  




Pelas movimentações para a tomada dos órgãos de poder na FPF que estão a ser feitos de forma descarada, pela introdução das figuras já referidas, pelo próprio incremento da centralização do país (ainda mais, sim parece impossível mas está a acontecer a reboque da tal reforma que dizem ser da troika), pela contínua abstinência e falta de manifestações de repúdio e revolta por parte de Nortenhos (nos casos de esbulho) e dos Dragões (nos casos de falta de respeito, igualdade de tratamento, de falta de verdade), os do sul, os da segunda circular e todos os interesses que se movimentam em volta deles, VÃO-NOS CONTINUAR A COMER E SE POSSÍVEL ANIQUILAR-NOS!