Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

No futebol, já percebemos quem não vai sorrir no fim...

Quando se pensava, finalmente a chegada da recuperação, eis que ...
  • Em relação à época passada, hoje só não estava lá o Falcao
  • OITO !!!! 8 !!!! amarelos, em casa, contra o Apoel de Chipre????
  • As melhores oportunidades foram do adversário pobrezinho?
  • Depois de 3 semanas de recuperação e descanso para alguns, apresentam um miserável rendimento físico!
  • Uma enorme falta de ideias, de técnica e de comando!
  • Quando se pensava não poder ver pior , conseguem bater os piores desempenhos de sempre!
  • Um treinador principal vir dizer que o adversário de hoje, francamente humilde e parco de qualidade e recursos, não é uma equipa qualquer!!??
  • Praticamente 1 hora para recuperar e nem uma jogada de real perigo?
  • O adversário tinha sempre 10 atrás da bola? Mas não é isso que acontece internamente?
  • Será que a falta de pagamento de salários às amadoras e a vergonha das reclamações públicas de um clube estrangeiro,  também já chegou a estes meninos? 

Já começo a ficar farto de ouvir a cassete do espinhense: 

"Nada saiu bem"
"Não fomos competentes."
"Cometemos erros."
"Fomos apáticos."
"Há que levantar a cabeça."
"Pensar no próximo jogo."


Sr Presidente, desculpe, mas ... errou: o treinador não treina. não incentiva, não decide, escolhe mal. Next!

3 comentários:

Não gosto de comentar a quente, quando estou fulo, mas desta vez tenho de dizer mesmo que isto está a passar das marcas. Tem de ser feita alguma coisa, para mudar a má situação, pois está visto que este treinador pode e deve ser bom adjunto mas não o é como principal. As asneiras estão a ser muitas e se algo for remediado já, ainda se pode ir a tempo, senão não se antevê nada de bom.

 

Boa noite,
Pois é, hoje vai-me custar mais a adormecer. Regredimos no nosso poderio futebolistico. Voltamos a ser uma equipa vulgar na Europa. Na Liga nacional para lá caminhamos igualmente. Oito (8) cartões amarelos, uma vergonha.
Um abraço,
António

 

caríssimo Kosta,


não conseguimos desatar o nó cipriota, foi o que foi.
tenho para mim que já não é só uma questão de "ópera", mas sim de "maestro".


somos Porto!, car@go!

«este é o nosso destino»: «a vencer desde 1893»!


saudações desportivas mas sempre pentacampeãs a todos vós! ;)

Miguel | Tomo II