Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

Os fraudulentos alunos da UnI

A cultura da fraude

Dois nomes: Amadeu Lima Carvalho e José Sócrates Sousa
Uma Universidade: Universidade Independente (UnI)
Duas fraudes e uma condenação: que justiça é esta?
  • O sr. Amadeu Lima Carvalho foi indiciado dos crimes de burla, falsificação de documentos e fraude fiscal: acabou preso preventivamente
  • O ex-primeiro-ministro José Sócrates Sousa passou no meio das pingas

Ambos os escândalos têm em comum a sua ligação àquela universidade, ambos falsificaram as licenciaturas, mas está claro que uns são mais iguais do que outros...


Este caso voltou à ribalta no passado mês de Agosto a propósito do julgamento do caso UnI. Entre outras coisas está dito que ocorreu uma prática do crime de falsificação de documentos. No Diário de Notícias pudemos ler que:

“No nosso sistema informático nunca tivemos Amadeu Lima de Carvalho como aluno de direito”, garantiu a testemunha, (…) Confrontado com vários certificados da licenciatura em direito de Lima de Carvalho, datados de 1996 e 1998, António Gonçalo garantiu que não rubricou nenhum, algo que fazia parte das suas funções enquanto chefe da secretaria.
A testemunha adiantou que o próprio Luís Arouca lhe disse que a assinatura no certificado de licenciatura de Lima de Carvalho também não era do ex-reitor.
Nos autos constam cópias de vários certificados de Amadeu Lima de Carvalho, (…) de uma licenciatura em direito tirada em 1996, outra em 1998, um mestrado em recursos humanos em 2004, a atribuição do grau de mestre em direito em 2004 e ainda o extrato de uma ata do Conselho científico na qual consta que este é nomeado professor da faculdade de direito da UNI, assinada pelo docente Nuno Miguel Gomes. (…)

Não era altura de investigar, com justiça e igualdade o caso do sr Sousa?

0 comentários: