Kosta de Alhabaite

Nortenho, do Condado Portucalense

Se em 1628 os Portuenses foram os primeiros a revoltar-se contra o domínio dos Filipes, está na hora de nos levantarmos de novo, agora contra a colonização lisboeta!

Ao cuidado da Morgadinha: é o apito avermelhado, esverdeado...

Benfica - U.Leiria

Jorge Pereira corrosivo com o árbitro:
"É um internacional de aviário"

O director-desportivo do Leiria, Jorge Pereira, foi à sala de Imprensa juntar-se ao técnico leiriense nas críticas ao árbitro da partida. O director foi advertido, na primeira parte, por contestar uma decisão do árbitro, e, ao intervalo, os dois voltaram a trocar palavras no relvado. No final, Jorge Pereira não poupou o árbitro:

"Lucílio Baptista é um internacional de aviário. Não pode arbitrar. Em provas da FIFA, só fazia um jogo."
"Para ele, parece que os fios e as jóias são o mais importante na arbitragem"
Os responsáveis do Leiria queixaram-se ainda da forma arrogante como Lucílio Baptista se terá dirigido aos jogadores.

Domingos Paciência Irritado com Lucílio Baptista:
"Foi uma arbitragem habilidosa"
Técnico acusou jogadores do Benfica de "pressionar o juiz de linha"
Depois do jogo que ditou a eliminação do Leiria da Taça de Portugal, Domingos Paciência estava irritado com a arbitragem de Lucílio Baptista.

"Querendo, um árbitro consegue fazer com que pareça que fez uma boa arbitragem "
"Estava com o pressentimento de que as coisas não iam correr bem. A dada altura, já tinha seis jogadores com amarelos, e isso condiciona."

Para o treinador do Leiria, Lucílio Baptista teve dualidade de critérios:
"Se a falta fosse contra nós, era marcada; contra o Benfica, não. O Harison nem toca no adversário e vê o vermelho directo. Não está em causa o Benfica, mas isto já aconteceu no nosso último jogo em Lisboa, contra o Sporting. Foi uma arbitragem de forma a condicionar a nossa equipa."

Domingos foi ainda mais longe e acusou os jogadores encarnados de pressionarem o trio de arbitragem:
"Os meus atletas chegaram a dizer-me que os jogadores do Benfica estavam a dizer para pressionar o juiz de linha."

Sporting - Rio Ave

João Eusébio desolado com o resultado e trabalho da equipa de arbitragem

"Não nos deixaram chegar mais à frente"

Desalento foi o sentimento predominante no discurso do técnico do Rio Ave, João Eusébio. A forma como, no entender do responsável vila-condense, o jogo foi ajuizado pelo árbitro Nuno Almeida mereceu fortes críticas, sendo que João Eusébio não teve pejo em afirmar:

"Não nos deixaram chegar mais à frente, perto da baliza contrária."

E acrescentou:

"Há duas interpretações das Leis do Jogo, e estou muito triste pela forma como o jogo conduzido. No lance do primeiro golo, o nosso jogador é desviado, e depois ainda existe um livre em que a bola é desviada dentro de área do Sporting. Fomos uma equipa desinibida e com controlo de jogo, mas depois… Faltas daqui e dali, e o jogo foi praticamente assim. Perante isto, não há nada a fazer."

"Da forma como está a Taça de Portugal deste ano, podíamos ter aspirações, mas infelizmente não se pode ter esse tipo de aspiração no futebol actual"

0 comentários: